Jessi é boa demais sendo má e ruim demais sendo boa em “What Type Of X”

Depois de desafiar todos os coreanos para fazer “NUNU NANA” acontecer e ser um dos grandes hits de 2020, Jessi está de volta com um novo single, “What Type of X”. E embora esse comeback mostre algumas repetições e uma base parecida com o seu grande hit, esse single novo da rapper tem novidades que valem a pena ser comentadas:

O grande desafio da Jessi sempre será ir além do que a gente espera que ela vai fazer. Sabemos que ela vai servir atitude e personalidade com uma batida pesada e crocante que mostre que ela é fodona demais pra você em todo single e, embora isso não seja algo ruim (Afinal transformar uma música mais básica em um motherfucking jam não é pra qualquer um), talvez seja fácil demais para a Jessi. “NUNU NANA”, por exemplo, é uma música que adoro, me viciei e ouço até hoje, mas estou consciente que a música é forte mais pela rapper dominar e elevar a coisa toda do que pela música em si ser grandiosa. Com isso em mente, eu senti que ela aumentou o nível em “What Type of X”.

“What Type of X” traz a Jessi misturando rock com hip hop de um jeito que eu ainda não tinha recebido dela, deixando a faixa ainda mais agressiva e mostrando que ela não faz só das funkeiras da fanbase, como também para as rosqueiras que adoram um perigo. Fica claro que a Jessi não quer cantar que é só uma gostosona, mas uma gostosona perigosa que não tem dó dos mais bobinhos, e a letra com ela mandando um “Eu sou boa demais sendo má e ruim demais sendo boa, você não sabe com qual vadia está mexendo” confirma isso. É claro que, no final do dia, é a Jessi se afirmando como a gostosa mais gostosa do rolê como em quase todo single da Jessi, mas aqui foi diferente o suficiente para se tornar único no catálogo dela.

O MV repete alguns maneirismos de rapper fodona de sempre, mas é notável que o investimento nesse vídeo foi bem maior que em NUNU NANA. Os figurinos são mais chamativos, os cenários são mais elaborados, tem mais dançarinos no MV e até um “plot” da Jessi roubando um banco e desacordando uns seguranças. Arranjar um hit que te tira da classe média e bota seu nome no mainstream tem essas vantagens. Enfim, “What Type of X” é um vídeo que mantém a essência da Jessi e deixa a rapper mostrar a sua personalidade e confiança em performance, mas com muito mais dinheiro e grandeza do que o habitual.

“What Type of X” é o single menos óbvio da Jessi desde que ela entrou na P NATION, e provavelmente faz desse o melhor single dela na atual empresa. A Jessi não precisa reinventar a roda para entregar uma farofa crocante para nós, mas é legal ouvir uma música dessas onde eu sinto que ela tenta algo mais fora da curva e faz isso muito bem. “What Type of X” é um single forte e intenso, onde a Jessi se reafirma como a fodona e eu compro isso muito bem, e espero que essa música faça tanto barulho quanto NUNU NANA fez.

2 comentários em “Jessi é boa demais sendo má e ruim demais sendo boa em “What Type Of X””

  1. não vou mentir que quando saiu a noticia ha semanas atras de que jessi estaria vindo com um novo cb me assustei um pouco. 2020 parado no tempo me enganou achando que NUNU NANA tinha sido lançada recentemente de tao grudada que ficou nos meus timpanos.

    acompanhando as atualizações diarias achei que esse poderia ser morno, com ela tentando replicar o sucesso do anterior para se manter em alta mas fui surpreendida positivamente. o batidão lembra muito qualquer musica de edit do oppazão sendo milessimos de segundos sexy em cima de um palco, mas de resto ela seguiu a risca seu portifolio de entrgar sensualidade e uma boa farofa pras dependentes do auxilio emergencial.

    Curtir

Os comentários estão desativados.