GFRIEND está fora da Source Music e é mais um grupo que evita falar a palavra “disband”

Nessa madrugada saiu DO NADA que o GFRIEND não renovou o seu contrato com a Source Music após 6 anos de carreira. Em comunicado oficial, a Source declara que os contratos do grupo serão encerrados no dia 22 de maio, e depois disso cada uma vai seguir o seu rumo em diferentes campos:

A palavra disband não é utilizada, o que significa que o GFRIEND deve ser mais um grupo que irá alimentar os fãs com esperanças de um retorno (Seja como GFRIEND ou com outro nome, como levantaram alguns rumores) enquanto cada uma delas deve priorizar suas carreiras individuais. Na prática sabemos como as coisas funcionam, e se já estão levantando rumor de redebut com outro nome, já podemos dar como certo que a marca GFRIEND está morta.

De qualquer forma, essa notícia me pegou de surpresa. Apesar da queda considerável delas nos rankings digitais (Em 2020 elas penaram para se segurar no Top 50 do Gaon), o grupo parecia estável o suficiente para se manter pelo menos até os 7 anos (Que elas completariam ano que vem) e nem tinha qualquer sinal de que o grupo estava cambaleando para um fim precoce. Tem tantos grupos que a gente só espera o contrato acabar e enterrar o caixão de uma vez, mas ninguém contava que o GFRIEND era um desses grupos.

Embora eu não seja um grande fã do GFRIEND, consigo reconhecer que o ano de 2020 delas foi muito forte musicalmente (Talvez o melhor de um girlgroup de K-pop ano passado), e tem algumas coisas antes dessa fase mais madura delas que eu também curto muito (“Navillera” e Fingertip” são maravilhosas e aprendi a gostar de “Fever” e “Time For The Moon Night” também). Não é o grupo mais memorável na minha playlist, mas fez muito por mim em alguns comebacks e sou muito grato por isso. Boa sorte para as meninas em suas novas jornadas.

14 comentários em “GFRIEND está fora da Source Music e é mais um grupo que evita falar a palavra “disband””

  1. pra mim isso de sair da empresa e continuar no grupo nao existe k, vimos o mesmo acontecer com snsd, fx, exid e etc mas nunca os mesmos deram retorno ent pra mim elas disbandaram sim e doa a quem doer ne

    Curtido por 1 pessoa

  2. eu to bem triste na verdade pq não era esperado, pelo menos não agora… se voltarem redebutadas tudo bem, mas nem vou me encher de esperança com nada

    Curtir

  3. Eu achei um surto quando vi a notícia, elas fizeram um monte de comeback ano passado que eu vi bem por cima mas na minha visão elas tavam muito bem das pernas, mas parece q a empresa deve ser uma bomba né pra q todas tenham dado aos mãos e caído fora dela, e que coragem já que elas não vão ter mais o nome do grupo, fandom, músicas e acho q nem dos nomes artístico, vão recomeçar tudo novamente uau, por fim acho que a maldição dos 7 anos tá pegando a 3 geração

    Curtir

  4. Melhor nem falar nada.
    Em um comentário de rede social,falei que o bp encerra o contrato em 2023(além disso tem o novo grupo)o fandom já veio com sete pedras na mão,dizendo que ele nunca iria acabar,era imortal,dava muito dinheiro e blá blá.
    Daí me paciência.

    Curtir

    1. É melhor dizer nada, deixa eles, eles acham que acompanha o kpop a muito tempo e que entendem as coisas.

      Curtir

  5. Faço das suas palavras a sua, não era do fandom mas sempre se manteram na minha playlist e torcia sempre pela Umji.
    Confesso que me pegou de surpresa porque eu esperava um aviso vindo do Red Velvet_ eu não tô me iludindo mais, quando inventaram de dar esses solos ja liga um alerta, a sm da solos quando já pensa em sacrificar o resto_
    Deve tá sendo barra pro fandom e que ficaram até esperançosos achando que se fundindo com a empresa do BTS. Por isso que nunca acredito nessa de “ah, tal grupo não vai acabar”, se não acaba pela empresa, acaba pelas membros, que parecem não ter gostado.

    Curtir

  6. É vem estranho essa situação do Gfriend, na verdade elas assinaram contrato pra debutar em 2014 mais uma das meninas saiu do grupo (foi pro DIA e TB saiu do grupo) e a gravadora deu uma grande atrasada. O grupo nunca mais foi o mesmo depois do sucesso no ano de 2016, Firgertip teve um desempenho tão inferior aos outros comebacks que a gravadora ficou sem escolha e resetou o grupo. Time for the moonlight conseguiu estabilizar a imagem do grupo e solidificar o conceito que elas emularam até 2020, infelizmente após essa música o desempenho e a estabilidade do grupo nos Charta digitais despencou e a gravadora não mudou a forma de promover o grupo até a fusão com a bighit. E acredito que essa tenha sido o principal fator para o “disband”, mesmo com o renome e sucesso comercial o Gfriend nunca recebeu o msm tratamento que os outros grupos populares, pouca divulgação, propagandas e falta de grande eventos acabaram apagando a imagem delas o que rebaixou as meninas pro nível do Loveliz, vendas físicas estáveis e bom número de fans.
    Espero que o grupo tenha feito dinheiro suficiente pra construir uma boa vida, e quem sabe, se manterem na mídia. A Yuju e a SinB e Eunha podem seguir cantando e as outras fazendo bicos em programas ou tentar a atuação.
    É o ciclo, no final só o Girls Generation vai resistir falando que ainda existe.

    Curtir

  7. Um dos disbands mais inesperados do k-pop, com certeza. E vamos torcer pra que a Sowon aproveite os 1,72 de altura dela e vire modelo da Louis Vuitton, assim como aconteceu com várias modelos asiáticas

    Curtir

  8. Todo mundo chocado com esse disband do nada e com razão. Eu pensei até que fosse mentira. E eu acho mega triste pq o grupo vinha caminhando numa excelente crescente sonora e visual. Nunca fui fã (na verdade acho o catálogo entre 2017 e 2019 um pé no saco) mas parece que eu tô esperando que anunciem que foi uma piada de primeiro de abril atrasada.

    Curtir

Os comentários estão encerrados.