“Ready to love” do seventeen é mais um ótimo single de boygroup em 2021

Eu não tinha a mais remota ideia de que Seventeen estava a ponto de fazer comeback, mas como não temos alguma gatinha fugindo de empresa e iludindo os fãs falando que ainda está no grupo para preencher a pauta do dia nesse blog, eu resolvi dar uma chance para o que um dos grandes nomes da 3ª geração do K-pop desovou com “Ready to love”… E não é que veio uma faixa boa?

Esse ano vem sendo bem atípico com os boygroups, digamos, “mais velhos” deixando o conceito de oppa fodão no trap de escanteio. Tivemos ONF, ONEUS, TXT, EXO, BTS e outros boygroups que não lembro de cabeça mas que estão fugindo do óbvio, trazendo sons que eu pouco ligo a um boygroup de kpop 101 e entregando resultados bem legais. Até quando isso vai durar? Não sei, mas está sendo interessante curtir algumas faixas e perceber que o meu gosto musical ainda não está tão fechado assim (O que tira uns 50% da amargura e safadeza que trouxe alguma popularidade para esse blog mas enfim né, acontece).

Esse comeback do Seventeen é outro grande exemplo. “Ready to love” é um pop/EDM tão clássico do K-pop que é quase como se fosse um jam coreano safado de 2011 só que bem melhor trabalhado, e com um ou outro elemento que dá um ar de modernidade a faixa. Porém, o que faz “Ready to love” vencer é o quão não-agressiva ela é: Ainda temos uma intensidade na faixa, mas nenhum batidão forçado foi usado aqui. No fim das contas “Ready to love” é um single sentimental, e os vocais mais melancólicos funcionam muito bem nesse instrumental mais passional e que não deixa o ritmo diminuir em nenhum momento.

Acho que o ponto mais fraco da faixa foi o rap que foi meio desnecessário, mas aí é algo mais pessoal por não curtir esses raps masculinos em faixas mais limpas (E aparentemente tem uns 4 rappers nesse grupo, então eles tem que trabalhar né). De resto, chega a ser surpreendente não rolar alguma desaceleração ou um break de trap bizarro para cortar o clima. Essa maturidade de “Ready to love” é o que cria todo um clima para me viciar no que estou escutando, pois é uma música simples, direta, fácil de ouvir e mais fácil ainda de gostar.

“Ready to love” é mais uma ótima contribuição para o K-pop, entrando na minha listinha de músicas memoráveis de boygroups esse ano (E que é a maior listinha em um booooooooom tempo na minha playlist). Se boygroup tivesse mais apelo comigo provavelmente teríamos umas 10, 15 músicas deles batendo ponto na minha lista de melhores do ano, mas não é difícil de admitir que os mais fãs de boygroups estão sendo bem alimentados esse ano. Quer dizer, um ou outro ainda faz questão de jogar condimento podre na cara dos fãs, mas no geral os oppas estão mais acertando do que errando até aqui.

4 comentários em ““Ready to love” do seventeen é mais um ótimo single de boygroup em 2021”

  1. Seventeen ta chega na epoca que os idols começam a ganhar peso e param de ter 40kg com 1,80 de altura, esperei bastante por esse momento.
    Sobre a musica, seventeen e o unico bg que eu sou completamente rendida (infelizmente) eu nao tinha criado muitas expectativas boas com essa musica mas e sempre bom ve eles desovando algo realmente bom antes de começarem a irem pro exercito e voltarem com o grupo inteiro so la em 2035 com os 13 fucking membros.

    Curtir

  2. O mini todo tá muito bom, super recomendo, especialmente anyone e wave (uma faixa dedicada ao pride month).

    Curtir

  3. A musiquinha tá muito boa se comparada ao lançamento passado deles, que achei bem sem graça e meh e geral tava aclamando.
    Não sei se é impressão minha, ou eu que ando meio afastada do lado boygroups da força, mas tenho a sensação que o hype que a turma antes tinha com o Seventeen deu uma abaixada? Porque tipo, quando eles estavam pra ter comeback era um evento nas minhas redes de gente compartilhando sem eu nem curtir sequer uma página. Era tanta coisa que compartilhavam que chegava ficava doida com as fotos teaser de cada um. Agora nesse retorno aí só descobri HOJE porque tava no twitter e vi teu post elogiando.

    Curtir

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: