ITZY está de volta com “Wannabe”, o melhor single desconjuntado do grupo até o momento

Depois de um 2019 agitado com 2 singles bem sucedidos, diversos prêmios de novatas do ano e credencial para ser o futuro do Kpop nessa nova geração, ITZY está de volta com seu primeiro EP “IT’Z ME”. A faixa promocional do álbum é “Wannabe”, que não é inovadora na vida do ITZY mas segue naquele estilão clássico da JYP de gerenciar girlgroup: Se está dando certo, bora reperir até começar a não dar tão cerro assim.

A essa altura todo mundo já entendeu a fórmula que o JYP tem pro ITZY: Batidão eletrônico, BPM mais rápido, letras empoderadas e uma estrutura bem exótica, e isso é, digamos, diferente do que um grupo de Kpop costuma fazer. Elas não são o primeiro grupo a fazer esse tipo de música 5 em 1, mas não tem outro grupo tentando fazer disso uma assinatura como o ITZY vem fazendo até aqui (A única concorrência que consigo pensar aqui seria o Red Velvet, mas vamos ver como a SM vai se comportar com elas depois desse sucesso estrondoso de Psycho), e acaba funcionando nessas frequentes letras de se afirmar única e original sem se importar com o que os outros pensam.

Dito isso, “Wannabe” foi o single com mais escolhas felizes pra mim. O instrumental nas partes cantadas é delicioso e os breaks funcionam muito bem na hora de bater cabelo e quebrar cu no chão da The Week, e o refrão é de longe o mais divertido do grupo, funcionando instantaneamente. Entretanto, meu incômodo está nos versos e nessa escolha incessante de deixar os vocais das meninas propositalmente esganiçados, o que chega a ser irritante nos primeiros versos da música mas não derruba essa faixa. No geral essa música tem tudo que o ITZY costuma fazer, com acertos bem mais relevantes e erros que não comprometem, e fazendo de “Wannabe” a melhor bagunça do ITZY até aqui.

“Wannabe” é meio previsível se a gente ver tudo que o ITZY lançou até aqui, mas nessa coisa de ser um girlgroup mais experimental e diferente da maioria elas vão deixando sua marca. Ainda espero do ITZY aquela música 10/10 que grude na cabeça instantaneamente e com uma linha super catchy que me faça cantarolar no meio da rua. O JYP sabe fazer isso muito bem, mas se essa coisa mais fora da caixa está dando certo pro ITZY, não precisa mexer em time que está ganhando.


Hidden gem: That’s a No No

Ah que saudade desse tamborzão safado saído de alguma apresentação do Olodum invadindo um popzão oriental desses. Na verdade o EP do ITZY é repleto de informação e sonoridades que montariam tranquilamente um full album, e em formato de EP tem muita coisa ali que demora um pouco para processar, mas “That’s a No No” foi instantâneo comigo. O batidão é promissor, os vocais mais altos funcionam muito bem e o refrão é contagiante, quase que uma perfeição para o K-pop comigo. Mas recomendo ouvir o EP completo pois as faixas tem elementos muito distantes e diferentes, e acredito que cada um vai ter a sua favorita nele.

13 comentários em “ITZY está de volta com “Wannabe”, o melhor single desconjuntado do grupo até o momento

  1. Olha, me agrada MUITO ver um girlgroup como o Itzy.
    Não acho elas “diferenciadas” como a JYP anunciou ao mundo, como se elas não fossem só mais novas robozinhas na indústria.
    Porém, possuem esse direcionamento “adolescente rebelde”, que ao mesmo tempo foge da imagem adolescente (já que Itzy nos 3 singles lançados parecem mais adultas e mulherões do que Twice e outros 666 grupos que ficam infantilizadas por anos).
    Nos MV’s trazem esse negócio de “questionar regras”, e elas se adaptaram bem ao conceito, sem parecer forçado.
    Eu adorei essa música, particularmente já é meu single fave delas, o MV é caro e bom. A coreografia é boa tbm.
    Única coisa que me incomoda, é o visual.
    Sei que tem uma “fidelização de marca” na construção de looks e visuais, bla bla bla. Mas parece que elas estão com o msm visual desde o debut.

    Stream pra Say So da lenda Doja Cat

    Curtido por 1 pessoa

  2. “meu incômodo está nos versos e nessa escolha incessante de deixar os vocais das meninas propositalmente esganiçados, o que chega a ser irritante nos primeiros versos da música mas não derruba essa faixa” Simplesmente não consegui escutar 40 segundos da música após a primeira menina abrir a boca. Quem sabe na milésima ouvida melhore.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Fiquei chocada (no bom sentido) com a letra da música, empoderamento feminino, mandar os outros cuidarem da própria vida e dizer que vai ser o que ela quiser ser, nem parece que estamos falando de K-pop. Eu achei que a introdução da música lembra um pouco a intro de Psycho, alías eu sempre achei o ITZY uma mistura de Blackpink com Red Velvet, numa jogada de mestre da JYP de extrair o melhor da concorrência. Só acho que falta vocal, esse negócio delas cantarem gritando ao estilo “I love it” do Icone Pop, já está irritante.

    Curtir

  4. No geral eu gostei, mas o meu problema foi esperar demais desse comeback. A música é bem legal e tem umas partes que não saem da minha cabeça (mas a minha favorita ainda é Dalla Dalla). O álbum ficou top também, nada do outro mundo, mas tá ótimo. Ting Ting Ting merece um prêmio de tão boa.

    O que me incomoda é a repetição de conceito. MV, letra, coreografía. Não ficou ruim, muito pelo contrário. Só que é como se eu estivesse vendo a mesma coisa uma e outra vez com poucas mudanças de um comeback pro outro. Criar identidade é bom, mas acho que nisso a JYP deixou um pouco a desejar.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s