LIGHTSUM e BVNDIT agitam o Top 500 do Melon com seus mais novos comebacks

Essa semana as camadas mais baixas dos charts ferveram com os comebacks do LIGHTSUM e do BVNDIT, que são nomes meio mortos e esquecidos dentro da fanbase por razões diferentes mas voltaram com seus mais novos EPs e indo por diferentes abordagens. E os dois lançamentos são até bem comentáveis para posts solo porém, como escrever posts separados ocupariam muito tempo para um único dia de folga, vamos falar sobre os novos esforços dos dois girlgroups em um post só:

LIGHTSUM – ALIVE

Leia mais »

BoA segue empoderando homossexuais para comemorar 20 anos de carreira no Japão com “The Greatest”

BoA está comemorando 20 anos de carreira com a coletânea “The Greatest”, e depois de reimaginar 10 músicas de sua carreira japonesa durante 10 semanas (E nenhuma delas ser “Meri Kuri”, o que é provavelmente a coisa mais chocante dessa seleção que ela fez), chegou a hora de soltar a faixa título/faixa inédita dessa coletânea (Parece safadeza caça níquel mas ela já fez PIOR). E “The Greatest” é ótima assim como tudo que a BoA se propõe a lançar para empoderar o homossexual:

Leia mais »

GOT7 ressurge das cinzas e se reúne para lançar a agradavel “NANANA”

 

Diferente das reuniões de girlgroups, que costumam ser um grande evento na fanbase devido a raridade desse tipo de comeback (Especialmente para lançar música nova), as reuniões ou comebacks depois de um longo hiato envolvendo boygroups são mais comuns e viáveis de acontecer. Qualquer boygroup com fanbase mediana e agenda livre para combinar um dia para gravar música consegue lançar um trabalho especial, e o boygroup da vez é o GOT7, que lançou um novo EP “GOT7” e, para promover esse EP, lançaram um MV para a faixa “NANANA”:

Leia mais »

Okada Nana é o anjo caído do J-rock em seu novo solo no AKB48 “Kowasanakya Ikenai Mono”

Era para eu ter colocado esse solo da Okada Nana no pacotão de músicas que fiz essa semana, mas acabei esquecendo (E nem sei o porquê, já que estava ouvindo essa música naquele momento), mas essa música é cativante demais para passar despercebido. Então vamos lá: Essa semana saiu o novo single do AKB48 “Motokare Desu”, que está apanhando para vender 300 mil cópias na 1ª semana da Oricon (O que ainda é um número relevante mas para quem batia 1kk em todo single no 1º DIA de lançamento antes da pandemia… Decaiu hein), e uma das b-sides do single é o solo da Okada Nana “Kowasanakya Ikenai Mono” (Things that need to be destroyed), que ganhou um MV na última semana:

Leia mais »

Review Retrô: Quando Namie Amuro caminhou no inverno para ressuscitar a carreira em “Baby Don’t Cry”

Em 2007 Namie Amuro passava por dificuldades para voltar aos tempos áureos do início de sua carreira solo. Ayumi Hamasaki e Utada Hikaru seguiam firmes como as grandes rivais do mercado japonês, Koda Kumi botava sua calcinha jeans e fazia do ero kakkoi um evento, e para complicar ainda mais a vida da Namie os anos 2000 foram a era de ouro das solistas no Japão, onde qualquer coitada conseguia emplacar um grande hit no J-pop, então a concorrência estava selvagem. Foi uma fase complicada, mas Namie conseguia aos poucos voltar pro jogo: Ela virava um modelo de mãe solteira no Japão, sua fashion trend “amuraa” começava a atravessar gerações de jovens japonesas, a skin rainha do Hip-Pop começava a ser bem aceita pelo público e as suas vendas cresciam devagar mas significativamente.

Namie ainda era um nome relevante no J-pop, mas faltava aquele grande hit que botasse a mulher de volta no topo e mostrasse para a avex quem era a verdadeira fodona dali… E esse grande hit veio em 2007, com “Baby Don’t Cry”:

Essa safada não vai mesmo botar os PVs completos no Youtube, então fiquem com esse maravilhoso cover de 2020 recriando o vídeo. De qualquer forma, “Baby Don’t Cry” está disponível no Spotify

Leia mais »

Cube anuncia que o CLC está livre para entrar na CLT

Quando o K-pop resolveu prestar atenção em outra coisa, a Cube foi na surdina e oficializou o disband do CLC, que até então só existia em teoria já que metade do grupo nem na Cube estava mais. E é claro que essa notícia surgiu de uma forma inesperada, afinal quem esperaria notícias do CLC em pleno 2022 não é mesmo?

Leia mais »

LE SSERAFIM anuncia o “hiatus que mais parece expulsão” da Kim Garam

Os últimos dias foram muito intensos na vida de Kim Garam, que já era comentada desde o pré-debut devido ao seu passado mais polêmico no ensino médio mas, nos últimos dias, vem enfrentando o mais novo escândalo de bullying na Coreia com muitas exposições, depoimentos, a Hybe tentando proteger a recém-debutada e etc. Nas mais recentes atualizações o escritório de advocacia Daeryun relatou que o documento que listava o nome de Kim Garam é verídico, e a alegada vítima de Garam tentou suicídio após receber diversos ataques online expondo o caso, e isso pareceu ser o limite para a Source Music, que cancelou as atividades de sexta do LE SSERAFIM e anunciou que Garam vai entrar em hiato e o grupo vai continuar promovendo com 5 integrantes:

Leia mais »

Yerin é mais uma ex-GFRIEND que não virou atriz e ainda quer uma carreira na música com “ARIA”

Quando o GFRIEND disbandou lá em 2020 eu não imaginava que as gatinhas ex-integrantes ainda fizessem questão de continuar no K-pop. Sei lá, achei que metade do grupo viraria atriz, uma delas viraria streamer ou youtuber, outra viraria subcelebridade de programa local e alguma delas com sorte lançaria um baladão… Mas não, a maioria está ali lutando pelo seu espaço em 2022, com Yerin sendo a mais nova corajosa a debutar solo sem ser uma balada xoxa com “ARIA”:

Leia mais »

TWICE anuncia o debut solo da Nayeon, o que me ativou gatilhos de disband mas é bem legal

A JYP resolveu abrir as pernas e finalmente dar as integrantes do TWICE voarem com alguns movimentos que dão mais liberdade individual para as meninas trabalharem sem estarem tão presas ao grupo, e isso culminou no primeiro anúncio de debut solo do grupo com a Nayeon lançando seu primeiro EP “IM NAYEON” em junho:

Leia mais »