Year End 100: As melhores músicas do Asian Pop em 2022 (Parte 1)

2022 está acabando e estamos naquela fase do ano em que revistas, sites, críticos e criadores de conteúdo no geral mostram o melhor e o pior que aconteceu nesse ano. Alguns já postaram suas listas, outros estão começando e eu, como sempre, estou atrasado e só vou conseguir terminar de postar a minha lista de 2022 só em 2023, tal como Ayumi Hamasaki prometendo álbum novo. Mas aqui estamos, prontos para começar mais uma curadoria refinadíssima elegendo as 100 melhores músicas que ouvi esse ano, começando entre as posições 100 e 86 no post do hoje e, ao decorrer dos dias, 15 músicas serão cortadas por post até chegar no icônico Top 10. Sua favorita roda agora, vai aparecer mais tarde ou sequer vai aparecer nessa lista? Sem mais delongas, vamos começar o Top 100:

100. Brave Girls – Thank You

Leia mais »

Top Top.jpg: As 10 melhores músicas do Asian Pop no 1º semestre de 2022

Obedecendo o conceito de meio de ano e surrando os gays que fizeram retrospectiva de meio de ano no início de junho, o Pop Asiático.jpg elege as 10 melhores músicas do 1º semestre de 2022 agora que o 1º semestre de 2022 chegou ao fim. Esse é aquele momento onde músicas que você provavelmente nunca ouviu vão figurar aclamadíssimas, pois o meu gosto musical vai além de massacrar K-pops horríveis pelo menos umas 3 vezes na semana, então se preparem pois vem muita música legal nesse post. Começando com…

10º lugar — STU48 – Sure, Jaane

Leia mais »

LADO B: Utada Hikaru – Somewhere Near Marseilles

Todo artista tem aquela música que não ganha a devida promoção, fica meio escondida como album track ou b-side e acaba desperdiçando o potencial de uma música icônica que é fácil um dos auges da carreira. E o Lado B nasceu para comentar essas grandes músicas que o artista não fez questão de divulgar mas que eu ouvi e acho que merecem muita atenção.

E hoje temos Utada Hikaru, que recentemente lançou o álbum “BAD Mode” e eu não estava levando muita fé nesse álbum até que “Somewhere Near Marseilles” resolveu ser uma música gigante (literalmente), carregando o álbum e se tornando um dos grandes destaques desse início de 2022:

Leia mais »

Year End 100: As melhores músicas do Asian Pop em 2021 (Top 10)

Foi um mês inteiro enrolando com essa icônica lista, mas finalmente chegamos no Top 10. Nesse post vocês vão conhecer as 10 maiores músicas de 2021 na minha playlist, as fodonas que dominaram o ano passado com muita qualidade e crocância. Tem música de grande gostosa, música de otaco fedido, solos masculinos e femininos, Toshikão brilhando duas vezes com o comeback do Capsule e a maior música de todos os tempos até a próxima maior música de todos os tempos surgir. Sem mais delongas, segue o Top 10:

10. WJSN The Black – Easy

Leia mais »

Top Top.jpg: As 10 melhores músicas do Asian pop em 2021 (Até agora)

Depois de criar um buzz com as 10 músicas mais pau mole do ano até aqui, está na hora de mostrar que também sei aclamar algumas coisas e eleger as 10 melhores faixas desse 1º semestre no Asian Pop. Esse post vai me render tantos views quanto o Top Top de ontem? Claro que não, pois vocês gostam de caos e confusão, mas para os que tem mais curiosidade em saber quais foram as 10 faixas mais memoráveis para esse blogueirinho (E adquirir um ou outro bop que você talvez não conheça), clica no leia mais e veja o que o Asian Pop entregou de melhor em 2021 até aqui:

10º lugar — Yuqi – Bonnie & Clyde

Leia mais »

“Meu urso de pelúcia é gay e eu sou uma pessoa não-binária” — Utada Hikaru

Acredito que Utada viu as dúvidas que levantou depois de seu último post no Instagram e resolveu esclarecer tudo em uma live no instagram, falando com todas as letras que é uma pessoa não-binária:

Leia mais »

Utada Hikaru cansou de falar “Senhora Utada” e (mais ou menos) aboliu o gênero

Utada Hikaru é alguém que, quando você menos espera, posta nas redes sociais alguma coisa que involuntariamente muda a vida dos seus fãs, desde reflexões filosóficas sobre band-aids achados no chão até lacradas sobre sua sexualidade no twitter. Ontem, em mais um momento edificante de sua carreira na internet, Utada revelou que não quer que chamem de senhora ou senhorita, mas sim “Mys. Utada”:

Leia mais »