Top Top.jpg: As 10 melhores canetadas involuntárias do Brave Brothers

Há alguns dias rolou um vídeo no twitter onde o Brave Brothers fala como ele não tem qualquer formação como produtor musical e aprendeu a usar programas de criação de música apertando botões aleatoriamente…

…E faz sentido, afinal ninguém lança tanta música boa do jeito que ele lançou de propósito. Então o Top Top.jpg de hoje vai ser uma grande homenagem a esse icônico produtor, que sem querer produziu vários hinos que dominam até hoje a playlist de muitos viadinhos ao redor do mundo. Quer saber quais são as minhas 10 produções favoritas do Brave Sound? Pois venha ler esse post aqui, começando com…

10º lugar — Sunmi – Full Moon

Isso daqui fez muito barulho logo no primeiro anúncio, pois se trata da 1ª (E até agora única) parceria do Brave Brothers com o JYP, e é uma parceria deliciosa. Brave Sound já era um viciado em sax lá em 2014 e a Sunmi já era viciada em seduzir desde o seu debut, então eles fizeram o que tinham que fazer: Um sexy concept safadíssimo com uma música mais safada ainda. De brinde tivemos a Sunmi sendo uma vampirona rebolando no telhado e a única (?) aparição da icônica LENA no mainstream do K-pop. “Full Moon” é uma música em que você dá dois passos pro lado, dá uma sensualizada e fica pronta para conquistar qualquer um com sua performance de gostosona.

9º lugar — NS Yoon-G – Just Dance

Brave Brothers já tinha feito sucesso nessa ideia de fazer um synthpop retrô com “Saturday Night” da Son Dambi (Que ainda vai aparecer nessa lista, mas em qual posição?), então que mal faria lançar outro desses? Foi aí que a novata NS Yoonji lançou “Just Dance”, que é basicamente um reboot do Brave Sound para “Saturday Night”. Não é melhor e nem deu um hitzão para a Yoonji como deu para a Dambi, mas ainda é uma farofa deliciosa que me faz dançar toda vez que ouço. Uma das minhas favoritas da Yoonji, que é uma das solistas mais subestimadas da Coreia.

8º lugar — BESTie – Love Options

Vocês vão ver muitos exemplos de números com pegada mais retrô do Brave Brothers pois ele gosta de produzir um synthzão safadíssimo sobre o amor… E a gente também. Um dos mais amados da minha bolha do twitter é “Love Options”, do BESTie, que é uma daquelas músicas que já no primeiro momento você sente que a música vai ser incrível. A produção no geral é mais simples perto de outras músicas aqui e conta muito com os vocais das integrantes (Aproveitando: Uji uma das maiores e mais subestimadas vocalistas do K-pop), mas quando o refrão chega parece que a música voa longe. É muito agradável ouvir essas meninas cantando cada linha e os tu tu tu tu ru tu são uma graça. “Love Options” merece menção nesse top.

7º lugar — AOA – Like a Cat

AOA talvez seja o primeiro que vem na mente do pessoal quando se fala em grandes parcerias do Brave Brothers, pois os primeiros (E maiores) hits do grupo vieram das mãos dele. E se “Miniskirt” é a maior e mais memorável do AOA para muitos que conhecem elas, no meu coração “Like a Cat” é imbatível. Tanto pela intro memorável (Que dá uma gatilhada em muitos já que é a Jimin que faz) quanto pelos “Sappun Sappun” dando início ao refrão que faz a música praticamente virar um espetáculo de show burlesco, tudo isso enquanto as gatinhas (literalmente) mostram sua sensualidade e esperteza em sua performance. Um dos números mais icônicos do AOA.

6º lugar — Brave Girls – Deepened

Não dá para falar de Brave Brothers sem falar de Brave Girls, o girlgroup que o produtor criou e manteve na raça por 10 anos até hitarem recentemente com “Rollin'”. E durante essa década de grupo a música que mais brilha na minha playlist é “Deepened”, que é aqueles números de mina sofrida porém gostosa que bate xota no chão cantando que está sofrendo por amor ou coisa do tipo. Uma pena que essa música provavelmente seria quente demais para os netizens hitarem hoje em dia (Por muito menos mudaram muita coisa em “Rollin'”), mas DEPENADA merecia muito um momento de glória nesse revival das Garotas Brave Sound.

5º lugar — After School – First Love

After School é outro nome que acumula alguns hits com o Brave Brothers, mas a melhor dessa parceria não foi um grande sucesso (Embora seja tão memorável quanto). “First Love” traz muitas sensações por ser uma forma mais diferente de se falar do primeiro amor: É uma música emotiva, sentimental e sensual com o After School girando no pole dance, despertando o melhor das piranhonas da fanbase que ouvem essa música e lembram que tem sentimentos. Não é a melhor música melancólica do Brave Brothers para mim, mas definitivamente é uma das minhas produções favoritas do After School.

4º lugar — Brown Eyed Girls – How Come

Pouca gente imagina uma colaboração entre Brave Brothers e Brown Eyed Girls, mas isso não só aconteceu como deu um dos primeiros hits para as mamacitas do K-pop. E “How Come” combina tão bem o espírito melancólico e agressivo do BEG com o instrumental pop mais colorido do Brave Sound que a música ganha um sabor único, mantendo a personalidade do grupo muito forte em um dos singles mais chicletes que elas já lançaram até hoje. Combinações inusitadas rendem produtos inusitados, e “How Come” é grande prova disso.

3º lugar — SISTAR19 – Gone Not Around Any Longer

SISTAR foi outro grupo que ganhou uma carreira com as ótimas canetadas do Brave Sound Drop It, mas a minha produção favorita dele com o grupo foi parar na sub-unit SISTAR19 com “Gone Not Around Any Longer”. Aqui é um dos grandes momentos de piranha triste no K-pop, onde eu posso chorar rebolando de shortinho e arrastando meu cu na mesa ao som de uma faixa melancólica e um sax depressivo. E toda essa agonia e sensualidade que essa música transmite é ampliada pelos vocais de anjo da Hyolyn e a participação especial da Bora. A melhor coisa que alguém do SISTAR desovou até aqui.

2º lugar — Son Dambi – Saturday Night

Son Dambi é provavelmente a primeira grande carreira que o Brave Brothers alavancou, pois todos os singles de sucesso que a Dambi lançou são produções dele, incluindo sua signature song “Saturday Night”. Aqui Son Dambi se consolidava como a rainha das pistas coreanas, revivendo os anos 80 (Literalmente) e trazendo um synthpop meets disco incrível, com muito brilho, neon e luzes piscando para agitar qualquer boate, além de trazer a intro mais icônica cantada pelo Brave Sound (Yea! 2-Double O-9 / Let’s find out what happend to Dambi on Saturday night. / Lets Go!~ wooooooooo) E a guitarra entrando no final da música bota tudo em outro nível, deixando a experiência ainda mais icônica. “Saturday Night” é uma música incrível, e um sucesso que rende até uns covers por aí.

1º lugar — Dal Shabet – Someone Like U

Ah mas é claro que eu não ia deixar as minhas fodonas fora desse primeiro lugar, né. Aqui temos mais um número synthpop oitentista do Brave Sound, mas com uma produção mais moderna e refinada que é empolgante a todo mundo. A intro é memorável, o refrão é icônico, os versos são fortes e o rap da Serri é amado por qualquer um que ouve. “Someone Like U” não é só o ápice do Dal Shabet junto com B.B.B, como também o ápice das produções que o Brave Brothers fez no chute. Uma pena que a Coreia não deu valor ao hino e essa música passou longe de hitar, mas aqui no meu blog elas garantiram o #1 e é o que importa.

11 comentários em “Top Top.jpg: As 10 melhores canetadas involuntárias do Brave Brothers”

  1. Brave Brothers foi/é a melhor coisa que já aconteceu no kpop! Ele faz mt farofa iconica, e as musicas são ÓTIMAS, ficam na cabeça real.

    É até dificil de falar qual a melhor dele pra mim, mas curto mt Love Options, Short Hair e uma b-side das finadas 4 minutos (Gain Weight)

    Curtir

  2. Avisa que o (G)I-DLE vai regravar o proximo single e tirar a soojin tanto do MV quanto da música
    soojin durou menos que um CLC coitada

    Curtir

    1. menina eu vi isso mas não entendi o motivo… ela não é uma das mais queridas do público depois do queendom? eu acho a formação do Gidle muito boa, nossa, espero que ela não saia

      Curtir

  3. Nossa esse top 5 é imbatível mesmo. Eu costumava ser fã de carteirinha do Shinsadong Tiger desde que ingressei no kpop, mas pensando bem acho que hoje já deitei com mais força pra muito mais coisa do Brave Brothers, não à toa meu user do TT é @midtemposensual, em homenagem ao George Michael bootleg que ele fez acontecer na Coreia de uma maneira deliciosa

    Curtir

  4. Pelo menos ele tirou uns trocados na sua epoca de sucesso. Queria sua sorte de pegar um teclado apertar uns botoes e lançar uma someone like u da vida.
    Ps., Lena apareceu bateu o ponto em fullmoon e sumiu da vida.

    Curtir

  5. brave brothers é tudo, me senti representada com o fato de não saber o que está fazendo, visto que eu to fazendo slide pra um trabalho que eu nem terminei nesse exato momento. inclusive to ouvindo someone like u agorinha, essa música é uma delícia mesmo né? aliás praticamente tudo que o brave brothers produziu é uma delícia e atemporal.

    Curtido por 2 pessoas

  6. Someone Like U e Big Brother Brasil são duas das melhores músicas do kpop. Eu ouço B.B.B praticamente todos os dias desde o lançamento. Não vou mentir que ainda amo AOA mesmo tendo um ranço sem tamanho da Jimin. O que ela fez foi horrível, mas infelizmente o pacto ainda vive em mim e me faz ouvir as músicas e cantar junto 😦

    Curtir

  7. Aliás, o que aconteceu com a carreira musical da Son Dambi? Ela se focou na atuação por (claramente render mais dinheiro) conta própria ou será que é só porque ela era agenciada pelo lixão da Pledis msm?

    Curtir

  8. Chocado que não tem Because of You kkk
    SInceramente, fiquei surpreso quando ele falou que faz as coisas por “acidente”, tipo, um conhecimento mais formal ele não tem, mas com certeza depois de mais de dez anos fazendo música elo pegou muita coisa intuitivamente (oq acho que acontece com a gente que vai comentando e escrevendo sobre kpop no decorrer dos anos kkk)

    Curtir

  9. AOA pode ter tido uma morte horrível, mas pra mim Like A Cat é a obra prima no catálogo do Brave Brothers. A começar pelas duas linhas icônicas já na intro (“The pretty girls are AOA!” e “I’m good, I’m hot, I’m fresh, I’m fly”) e pelo pós-refrão regado com os “la-la-la-la-la” intercalados pelo “HEY!” que se tornou a assinatura musical da Jimin.

    Aliás, o k-pop nunca mais conseguiu uma rapper tão marcante depois da Jimin. Talvez se a BBC tivesse investido na YeoJin e Go Won fazendo dobradinha de rap em toda música como elas fazem em favOriTe…

    Curtir

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: