Chungha está de volta com “Killing Me”, pois um álbum de 21 músicas não foi o suficiente para o 2021 dela

Esse ano a Chungha já alimentou o mundinho gls com QUERENCIA, o apocalíptico álbum de 21 músicas que, sozinho, tem mais material que muito artista relevante na Coreia por aí. Eu achei que, depois de um projeto tão grande, a gente só veria a cara da Chungha lá pelo ano que vem, mas a gata mostrou que ainda tem pique para trabalhar esse ano e lançou hoje o single especial “Killing Me”:

Esse synthpop é bem familiar para mim. O synth base me lembra muito o synth de Hey Mr Chu do Dal Shabet, mas deve ter uma música que é ainda mais próxima a esse single (Talvez até dentro do QUERENCIA, já que é um descarte dele). Enfim, o ponto aqui é que “Killing Me” não tenta reinventar nenhuma roda, e sempre destaco aqui que esse é o grande ponto positivo da Chungha: Não tentar reescrever a música pop, mas (Quase sempre) seguir bem as tendências e entregar músicas bem legais dentro dos diferentes estilos que ela propõe. “Killing Me” tem aquele gostinho de já ter escutado antes, mas fico feliz em ouvir de novo.

A música toda segue essa linha de farofinha dance que tem versos mais contidos e suaves para explodir em um refrão dinâmico e emotivo, com os vocais mais únicos da Chungha dando a sua identidade a coisa toda. “Killing Me” tem seu charme e teve a sorte de ser lançada como single, pois não acho que chamaria a atenção dentro da tracklist do full album dela. Gosto da forma sutil porém impactante que o refrão chega na música, com a Chungha cantando de uma forma mais ágil e empolgante que dá a energia certa para a música. O instrumental não é daqueles que te impressiona logo de cara, mas é agradável de ouvir e deixar no repeat, e acaba me conquistando pouco a pouco. É uma faixa legal e sem nada para botar defeito, sendo mais um acerto redondinho da Chungha.

Para um comeback que só existe basicamente para falar que a Chungha está viva, eu saio muito satisfeito com “Killing Me”. É mais uma música basiquinha porém bem feita exaltando os pontos fortes da Chungha como artista pop, e ela não precisa fazer muito mais por 2021. Ela já entregou muitas músicas boas no QUERENCIA, veio com um single bem legal agora e já me deixou com boas expectativas para futuros trabalhos em 2022. Se “Killing Me” for um indicativo do que vem aí em 2022, eu estou pronto para aclamar a Chungha.


Não sei o que botar aqui para usar como gancho para vocês seguirem meu blog no twitter, mas sigam lá: @popasiaticojpg

2 comentários em “Chungha está de volta com “Killing Me”, pois um álbum de 21 músicas não foi o suficiente para o 2021 dela”

  1. Eu também fiquei impressionado com essa volta dela, depois de um full Album, a Mulher faz tudo mesmo. Eu amei a música, tem um significado bem bonito… Entregou tudo, é uma música bem estilo single, bem gostosinha de se ouvir ainda mais com essa voz maravilhosa, enfim A Solista

    Curtir

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: