Quem é Younha, a cantora e compositora que “vai dar uma carreira pro Suho do EXO”?

Para quem não está ligadinho no mundinho de notícias do Kpop, o Suho, integrante do EXO, vai lançar seu primeiro EP solo “Self Portrait” no dia 30 de março. Ontem saiu a notícia de que a lenda Younha vai participar em uma das faixas desse EP, e como eu curto muito a cantora resolvi fazer uma dessas piadas jocosas que a gente faz casualmente no twitter:

Mas o que era pra ser uma simples piadinha pra passar batido na minha conta acabou se tornando um momento em que muitos fãs do EXO no twitter vieram me perguntar, com muita curiosidade e vontade de conhecer um pouco mais sobre a história do Kpop: “Quem é Younha?”. Então esse post vai servir para dar uma introduzida na carreira da lenda e recomendar umas músicas deliciosas para aprecirarem e incrementarem um pouco mais o gosto de vocês com essa ótima artista.

Younha (Nome completo: Go Youn-ha) é uma cantora e compositora coreana nascida em 1989, conhecida pelas suas baladas e faixas pop/rock. Ela começou sua carreira no Japão em 2004 após ser rejeitada em diversas audições na Coreia por “não ser bonita o suficiente para se tornar”. No ano seguinte ela conheceu o sucesso com o single “Houkibushi” (Comet), que é um dos temas de encerramento do anime “Bleach”.

Os otakinhos mais velhos de guerra talvez reconheçam essa música no anime

“Houkibushi” alcançou a posição no #12 na Oricon, e é a música mais conhecida da Younha no Japão junto com “Touch”, um cover do tema de abertura do anime de mesmo nome lançado em 1986. Ambas as faixas estão no primeiro álbum japonês da cantora, “Go! Younha”, que alcançou o Top 10 diário de álbuns na Oricon, vendendo cerca de 30 mil cópias de seus singles e de seu álbum. Os números parecem tímidos mas foram muito importantes para os primeiros passos da Onda Hallyu no Japão, pois fez da Younha a segunda artista coreana a alcançar o Top 20 da Oricon (A primeira foi a BoA) e até hoje ela é respeitada por esse feito. No Japão Younha possui 2 álbuns, 1 coletânea e 2 EPs, mas a falta de promoções no país e a resistência do Japão com artistas coreanos (Nos anos 2000 o sucesso de BoA e TVXQ são exceções que aconteceram depois de uma divulgação massiva no país) fizeram a cantora deixar um pouco de lado o mercado japonês e focar seus esforços na indústria coreana, fazendo sua estreia no país em 2007.

Password 486″ foi o single do primeiro álbum coreano da Younha

Em 2007 Younha lançou seu primeiro álbum na Coreia, “A Perfect Day to Say I Love You”. Esse debut foi muito bem divulgado e fez bastante sucesso na Coreia, ficando entre as 20 músicas mais populares do MelOn naquele ano e ajudando a cantora a ganhar o prêmio de rookie do ano no MKMF (Atual MAMA). Ainda em 2007 Younha relançou seu primeiro álbum coreano, intitulado “A Perfect Day for Love Declaration” (Com um remix de “Love Condition” e a versão coreana de “My Lover”) e “Comet”, um álbum de regravações coreanas do seu primeiro álbum japonês “Go! Younha”. A sua reputação com os ótimos vocais e suas habilidades como pianista e compositora ajudaram a Younha a se manter popular durante toda sua carreira, sendo considerada até hoje uma das melhores compositoras da Coreia.

“Broke Up Today”, lançada em 2009, é outro grande sucesso da Younha

Younha enfrentou problemas com sua gravadora “Lion Media”, e entrou na justiça para encerrar seu contrato em 2011, num processo que durou quase um ano. Em 2012 ela venceu e conseguiu terminar seu contrato com sua antiga gravadora, e desde então ela é gerenciada pela WeAlive/C9 Entertainment. O sucesso e as vendas da Younha deram um pequeno declínio, mas a crítica seguiu aclamando a cantora pelas suas composições e a qualidade de suas canções. Em 2012 a faixa “Run” foi indicada a “Melhor canção pop” no Korean Music Awards, e após várias entradas no Top 10, Younha conseguiu seu primeiro #1 na Gaon em 2014 com o remake de “Umbrella” do Epik High (Ela também é o feat. da versão original, lançada em 2008).

Outra música que é conhecida entre os kpoppers é “Get It?”, com participação da Cheetah e da HA:TFELT

Em 2017 Younha lancou seu último álbum de estúdio até o momento, “RescuE”. Dos álbuns que eu conheço esse é o álbum mais experimental da Younha, com mais produções passeando por batidas eletrônicas e Alt-R&B, e liderada pelo GroovyRoom na produção dos dois singles “Hello” e “Parade”. Particularmente é o meu álbum preferido da Younha e até hoje eu tenho o álbum inteiro na minha playlist, mas se a minha aclamação não é o suficiente pra vocês, a Billboard colocou o álbum entre os melhores álbuns da década no K-pop.

A delicadeza do instrumental e dos vocais da Younha fazem de “Parade” o meu single favorito da Younha.

Atualmente Younha lançou 2 EPs, “Stable Mindset” e “Unstable Mindset”, nos quais Younha volta ao seu som pop rock/ballad tradicional e amado pela nação coreana. O destaque desses EPs foi o lançamento de “Winter Flower”, com a participação do RM do BTS. O spam das armys que compram qualquer coisa envolvendo o grupo levou a faixa ao #1 do iTunes US, fazendo de Younha a primeira cantora coreana a alcançar o topo do chart estadunidense.

Provocações e piadinhas a parte, acredito que a Younha vai agregar muito no álbum do Suho. Quer dizer, eu não conheço ele tão bem assim para imaginar um som específico que ele vai apostar nesse debut, mas se for pro lado das baladinhas e faixas lentas autorais que os teasers estão sugerindo eu espero que usem o poder de composição da Younha para entregar uma música impecável. Se eu deixei algum de vocês curiosos e querem ouvir algo dela antes do Self Portrait dia 30, segue uma playlist no spotify com as essenciais da discografia coreana lenda para vocês aproveitarem:

A discografia japonesa não está disponível na plataforma, mas segue abaixo alguns singles da cantora pelo país:

Yubikiri (Debut japonês, tema do drama “Tokyo Wankei ~Destiny of Love~”)

TOUCH (Cover do tema de abertura do anime “Touch”, interpretado por Yoshimi Iwasaki)

Te wo Tsunaide (手をつないで)

homegirl

Audition (Time 2 Rock) (Primeira música coreana da Younha, lançada como pré-debut da cantora no país)

(Obrigado ao Masa (@masamixes) pela playlist no spotify e os links dos singles japoneses/pré debut coreano)