Review Retrô: “Phony Queen” e o erro de tradução que coroou Jolin Tsai como uma “rainha falsa” (2014)

Erros de inglês e traduções exóticas são bem comuns no mundo afora. Se você não nasceu falando inglês é bem provável que você já tenha se cagado todo na hora que precisou traduzir alguma coisa, é normal, é legal e a gente até se diverte com as bizarrices que todo mundo fala. E nem mesmo as mais poderosas estão livres desse mal, como a Jolin Tsai que, em 2014, resolveu lançar “Phony Queen”:

Inicialmente “Phony Queen” foi um single promocional do jogo online “We Dancing Online DX”, mas acabou entrando na tracklist do PLAY e se tornou o primeiro single da nova era de Jolinzão. Lendo a letra e assistindo o MV dá pra concluir que o nome da música devia ser “Phone Queen” já que o tema é ela ser a rainha dos telefones e etc., e em mandarim a música de fato se chama “Rainha do telefone”.

Mas na hora de passar pro inglês rolou essa falha de comunicação. Isso era só pra ser um erro fofo e inofensivo, afinal passamos umas boas 2 décadas ouvindo Namie Amuro reinventar a língua inglesa em sua discografia e amamos a lenda desse jeitinho… Só que, nesse caso, “Phony” é uma outra palavra em inglês que significa “falso”. Então, para o público internacional, Jolin Tsai não era a “rainha dos telefones”, e sim a “rainha falsa”.

E a história fica ainda mais deliciosa quando descobrimos que Jolinzão é graduada em literatura inglesa e tem o inglês como segundo idioma ♡ Essa é pra você se sentir menos culpado por ficar matando aula da FISK todo sábado e pensar “Ah mas até Jolinzão Tsai que é a reencarnação de deus na terra e foi enviada para proteger todos os LGBTs matou aula uns dias aí”.

Mas falando da música, “Phony Queen” é um EDM bem legal. Não posso falar por toda a discografia da Jolin (Eu só ouvi os álbuns dela completos do Agent J pra frente), mas uma coisa bem interessante é que a Jolin usa muito bem as tendências de farofas ocidentais a seu favor, e o fato dela cantar em mandarim traz uma experiência diferente e chocante para o ouvinte que não está acostumado em ouvir C-pop. Não estou falando que “Phony Queen” é uma maravilha moderna da pop music, e no fim do dia ela continua sendo uma musica promocional pra vender joguinho de dança e é uma das farofas menos fortes do PLAY. Mas até mesmo essa farofa prontissima arrancada de algum pen drive de demos para a Britney Spears no Femme Fatale/Britney Jeans fica diferente ouvindo em mandarim.

Replicando uma frase que eu vi no twitter esses dias: Não haveria um ser vivo que não conhecesse Jolin Tsai se ela fosse uma branca promovendo nos Estados Unidos, pois ela e sua equipe tem uma criatividade absurda e um poder de produção poderosos de dar inveja a qualquer diva pop. “Phony Queen” era somente um promo single e ganhou um MV maravilhoso, com orçamento escorrendo na tela e uma produção impecável, e ainda passa longe de ser um dos melhores da carreira dela. É impressionante ver o trabalho de Jolin e como é tudo muito bem feito para justificar o status dela como um dos maiores nomes do pop chinês, e se você ainda não se permitiu ouvir a lenda por conta da barreira linguística, já te adianto que está perdendo muita coisa.

7 comentários em “Review Retrô: “Phony Queen” e o erro de tradução que coroou Jolin Tsai como uma “rainha falsa” (2014)”

  1. Acho que hoje em dia nem tanto mais praticamente todos os cantores asiaticos tiveram uma produção que simplesmente colocou o titulo em coreano/mandarim/japones no google tradutor e deu merda.
    Hello Venus que diga, pois foi de “Eu sou incrivel” para “eu estou doente”

    Curtir

    1. Esse caso da Jolin eu tenho certeza que a equipe quis dar uma estilizada no nome pq até se eles jogassem no tradutor iam ter lá “Phone Queen”, mas ninguém sabia que Phony também significava alguma coisa em inglês.

      Mas realmente o que não deve faltar é tradução equivocada mesmo, mas no fim do dia nem incomoda já que não vão promover pra nenhum país de língua inglesa, vale pela pequena diversão que esses errinhos causam mesmo

      Curtir

  2. Eu achava que ela tinha dado esse nome pra música de propósito, pra fazer o jogo de linguagem com “phone” e “phony”…

    Mas enfim, é uma música legal e o MV é bem divertido. E erros em inglês parecem ser bem comuns especialmente com músicos orientais. Que o digam Namie e Kumiko ou alguns dos versos icônicos da Jimin no AOA (“and it goes a little something like this”, “good luck I give you extra love”, e por aí vai).

    Curtir

    1. Obs.: posto o meu comentário acima, faltou o seguinte complemento:

      Com licença, Luciana, queria dizer que é muito fácil cantoras orientais errarem no inglês; queria ver as divas pop americanas cantarem em japonês, mandarim ou coreano sem cometer erros gramaticais nesses idiomas (sendo que frequentemente elas cometem erros gramaticais no próprio inglês), aí sim eu queria ver.

      Curtir

  3. Isso me lembra aquele clipe do Juice=Juice que ao invés de botaram “i cant clap or laugh” botaram “i cant crap or laugh”. Apagaram e consertaram mas ATE HOJE TEM ESSE VIDEO NA INTERNET

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s