Brave Girls conta como anda a vida de favoritas da nação em “After We Ride”

Brave Girls não só emplacou 3 hits esse ano (Incluindo o maior hit de 2021 no K-pop) como seu álbum “Summer Queen” vendeu 75 mil cópias, o que é um número muito expressivo para quem até ano passado vendia, sei lá, 12 álbuns e 1 marmitex. Esse sucesso todo garantiu ao grupo um relançamento do comeback de verão com “After We Ride”, e a faixa-título também é o single desse lançamento especial:

O Brave Brothers é mesmo um senhor que parou no tempo, afinal só ele para pegar essa demo synthpop safadíssima do E•MO•TION da Carly Rae Jepsen como se ela ainda fosse alguém no pop e jogar no colo do Brave Girls sem mais nem menos. Isso é uma reclamação? ÓBVIO QUE NÃO, afinal os dois últimos álbuns da Carly são dois dos mais injustiçados do pop no meu mundinho e reviver essa magia de synthpop adolescente e leve com o Brave Girls me deu um sentimento muito bom. É como voltar para 2015, tempos mais simples onde não tinha uma pandemia e um presidente querendo acabar com a vida de todos os brasileiros e a minha preocupação era simplesmente saber quando é que o Wonder Girls voltava para salvar o K-pop.

Conceitualmente o synthpop de “After We Ride” também funciona, pois ele seria a continuação direta de “We Ride” que elas lançaram lááá em 2020, onde as gatinhas tinham que sobreviver com carros alugados e um fundo verde. O ponto é que o espírito oitentista de “We Ride” está de volta com esse comeback, e dos versos ao refrão “After We Ride” traz um conforto ouvindo, pois tem um instrumental adorável com vocais adoráveis (Mesmo que me incomode alguns pontos mais gritados) e um refrão apaixonante. “After We Ride” é uma música feita para as gatinhas que amam um synthpop redondinho e despretensioso, e eu sou uma dessas (Você também é dessas? Deixa aí nos comentários).

O 2021 para o Brave Girls está sendo mágico, e “After We Ride” transmite muito bem isso sendo uma música excelente não só por amar gatinhas servindo emoção em um synthpop bem meloso, mas por conta própria é uma faixa muito divertida também. “After We Ride” é o tipo de música que me apaixono mais e mais a cada ouvida, e é sobre esse tipo de música fácil e contagiante que eu vivo pelo K-pop. E, bem, o Brave Girls alimentou muito bem os kpoppers nesse verão, então vale acreditar que as fofas podem mesmo ser as novas rainhas do verão coreano.


Hidden gem: Chi Mat Ba Ram (Acoustic Ver.)

Esse relançamento do Brave Girls é composto por remixes de faixas do “Summer Queen”, pois o Brave Brothers deve ter vendido até as calças para terceiros para manter a gravadora viva e não tem mais direitos das músicas antigas do grupo para remixar. Comparando os remixes do álbum, o meu favorito é a versão acústica de “Chi Mat Ba Ram”, que não é só o Brave Girls cantando no violão básico, mas sim num violão com vida e energia que uma música animada e para cima precisa. Os vocais berrados continuam sendo uma decisão equivocada, mas a essa altura eu já nem me importo com isso. Essa é uma versão acústica que poderia ser tocada em um luau no final do dia na praia, mostrando mais uma vez que o Brave Girls está com fogo no olhar para se tornar as rainhas do verão.

4 comentários em “Brave Girls conta como anda a vida de favoritas da nação em “After We Ride””

  1. Até as fotos delas melhoraram. É gente, dinheiro é vida!
    E elas estão maravilhosas. Eu adorei a música, era tudo que eu precisava ouvir por esses dias. Tomara que elas ganhem muito dinheiro ainda!

    Curtir

  2. Ontem fiquei o dia inteiro ouvindo, atualmente é minha favorita delas. E o Emotion é um dos meus álbuns favoritos da vida ♥♥♥ Lembra bastante mesmo. O MV tá lindíssimo, finalmente uma coisa REALMENTE digna. Acertou dessa vez, hein Bravezão?

    Curtir

  3. Synthpop é um dos meus gêneros favoritos, então eu amei muito essa música! Dia desses voltando do trabalho ela tocou no aleatório e foi uma sensação tão legal! Kkkk

    Curtir

  4. Falar igual aquele meme “e o Brave Girls fazem tudo”. E tu definiu tanto nesse parágrafo aqui “É como voltar para 2015, tempos mais simples onde não tinha uma pandemia e um presidente querendo acabar com a vida de todos os brasileiros e a minha preocupação era simplesmente saber quando é que o Wonder Girls voltava para salvar o K-pop.” Que quase meus olhos ficaram marejados, é o que sinto ouvindo as coisas das meninas mesmo.
    PS. Esses anos tá tão pesado e nublado que o Brave Girls pode lançar uma bomba que me deixa feliz só de saber que Rollin foi o hit tardio mas que merecido!

    Curtir

Os comentários estão desativados.