Sunmi falou que BTS pariu o Kpop na América ou algo assim. Kpoppers estão putos.

Lenda do pop, ícone sul coreano e defensora dos LGBT rights nas horas vagas, Sunmi deu uma entrevista pra Billboard comentando sobre a turnê que vem fazendo na América e a ascensão do Kpop nos Estados Unidos. E no meio desse papo descontraído e entre uma xícara e outra de chá, surgiu esse trecho:

Bem, Sunmi resolveu falar que BTS foi o responsável pelo avanço do Kpop nos Estados Unidos e pela mudança na abordagem do Kpop desde a época que ela mesma se aventurou na terra do Tio Sam junto com o Wonder Girls. Se naquela época as pessoas enxergavam o Kpop como joke acts e números divertidos para abrir turnê, hoje eles possuem demanda para estabelecer as próprias turnês e participar de importantes festivais no país sem precisar (em partes) se formatar ao que os Estados Unidos pedem, e isso rolou porque o BTS fez o Kpop ser levado mais a sério (Ela não é e nem vai ser a primeira artista coreana a falar isso, deal with it).

Mas, obviamente rolou um conflito de informações no meio da entrevista. Não sei se é pelo entrevistador querer fazer a Billboard de diferentona ou se ele realmente ele perguntou uma coisa e ela respondeu outra, mas a Billboard realmente começou a dar suas fodas pro Kpop antes do BTS ser alguém, e muito dessa “revolução” da Billboard foi por conta do sucesso de Gangnam Style por lá, algo que também foi importante para o Kpop crescer por lá (E que é ainda mais difícil para a fanbase admitir quando não é conveniente). Gangnam Style é o primeiro Kpop de fato bem sucedido nos Estados Unidos e que fez o Kpop ser visto fora do nicho (Mesmo que ainda pela piada e pelo viral), e houveram diversos feitos menores que chamaram a atenção do público americano, o que permitiu que o fenômeno BTS se estabelecesse por lá como uma grande explosão.

Embora o Wonder Girls tenha algumas conquistas interessantes (Elas são o primeiro grupo de Kpop a debutar na Billboard Hot 100 e nada muda isso), Wonder Girls na América não gerou um impacto significativo para o Kpop e até prejudicou o Wonder Girls dentro da Coreia, e é isso que a Sunmi quis dizer quando deu créditos ao BTS e não ao Wonder Girls. Não é motivo para odiar a Sunmi, é só enxergar a realidade que foi a jornada do Wonder Girls nos Estados Unidos, e a simples tentativa de ter uma carreira americana não é o suficiente para ser importante em todo um gênero. Sendo honesto, a Sunmi está sendo mais impactante na America agora sozinha do que o wonder Girls há 10 anos atrás, e a Warning Tour nos Estados Unidos é a prova disso.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s