Fatos que marcaram a década #01: Mr.Mr. vs CRUSH

Guerras de fanbase são bem comuns no mundo pop, especialmente quando seus ídolos resolvem promover novos trabalhos ao mesmo. Essa rivalidade acaba gerando mídia para todos os lados e acaba (Na maioria das vezes) beneficiando o sucesso comercial de ambos. No K-pop esses grupos e artistas grandes quase sempre tentam evitar uma concorrência mais pesada já que eles tem um público alvo mais específico (É mais comum um boygroup e um girlgroup se enfrentarem, mas é raro ver dois grandes girlgroups ou dois grandes boygroups se batendo de frente), mas tem vezes que as “grandes mentes pensam igual” e o inevitável acontece. Foi basicamente o que rolou em um dos últimos e maiores fights da história da 2ª geração de grupos de K-pop: Mr.Mr. do SNSD e CRUSH do 2NE1.

2ne11.jpg

O início de 2014 prometia grandes coisas para o 2NE1. Já no dia 15 de janeiro o grupo anunciava sua turnê “All Or Nothing World Tour” e dava pistas de um novo álbum que era bastante aguardado pelos fãs (Seria o 1º álbum do grupo em quase 3 anos) e toda a atenção estava voltada para as meninas, não só pelo status de Top Girlgroup dentro da Coreia como elas serem uma das principais referências do K-pop para o público internacional. Isso fez a YG segurar um anúncio oficial do álbum por um tempo MASSSS o que ninguém esperava era que a SM, como quem não quisesse nada, anunciou no dia 10 de fevereiro um novo mini-álbum “Mr.Mr.”, para o dia 19

(Fun fact: O nome da faixa gerou certa fúria dos, sei lá, 7 fãs do boygroup MR.MR pois, toda vez que pesquisavam o grupo pelo nome no google, davam de cara com o comeback do SNSD).

SNSD, na época, era o principal girlgroup da Coreia e também o principal nome do K-pop nos mercados asiáticos, o que deixou todos chocados INCLUINDO a YG que, dois dias depois, anunciou oficialmente o CRUSH para o dia 24, com os MVs para os singles do grupo sendo lançados no dia 28. Essa foi a 1ª vez que SNSD e 2NE1 se enfrentaram em datas tão próximas e, bem, a guerra entre Sones x Blackjacks, que já era grande, estava ainda maior com muita baixaria, dedo no cu e gritaria.

2ne1_crush.jpg

Os teasers do “CRUSH”, do 2NE1, foram lançados depois do atraso de dois dias do lançamento do álbum

E as proporções ficariam ainda maiores com os pequenos delays com justificativas, digamos, difíceis de engolir que rolaram de ambos os lados: SNSD atrasou o comeback no dia 14 de fevereiro por conta de uma perda de dados do MV de “Mr. Mr.”, que forçou a SM a refazer o MV. Mas a SM, que não tem medo de barracos e blackjacks baixo nível indo jogar ovos nos funcionários da empresa, remarcou o comeback do SNSD para o dia 24 de fevereiro, NO MESMO DIA do lançamento do álbum do 2NE1. É claro que a YG não deixou barato e também remarcou o lançamento do álbum para o dia 26, alegando ser uma data que batia com o aniversário da CL (Mas é óbvio que foi pra não dar chance de ter seu comeback ofuscado né), então os lançamentos passaram a ter DOIS DIAS de diferença, com os dois grupos tendo um calendário semelhante de promoções na Coreia (Já que o 2NE1 tinha uma turnê mundial no meio disso tudo). Os MVs também não foram lançados com seus álbuns, algo bem incomum para lançamentos de K-pop: “Mr.Mr.” teve seu MV lançado no dia 28 de fevereiro enquanto “Come Back Home”, single principal do CRUSH, teve seu lançamento no dia 3 de março.

OS LANÇAMENTOS

O MV de Mr.Mr. foi o 1º a sair e, bem, se a desculpa de que eles perderam dados do MV ainda é bem difícil de acreditar, é fato que rolou uma refilmagem (Basicamente a cena da dança na garagem que não tem nada a ver com a estética do comeback). A música não é a melhor da vida do SNSD mas, considerando que o último comeback coreano do grupo na época foi aquela porcaria de I GOT A BOY, foi uma grande evolução, com os auges da música sendo o break dance e a Tiffany despirocando lá pro final da música. “Mr.Mr.” é uma faixa mediana/boa dentro do que o SNSD já se propôs a fazer messes 12 anos de carreira, mas um dos melhores singles nesse estilo “Femme fatale” do grupo.

Já “Come Back Home”… Bem, quem me conhece sabe como é minha relação com 2NE1 e como o catálogo delas envelheceu muito mal comigo (Hoje em dia voltei a curtir algumas músicas delas mas nada muito “uau voltei a ser fã”), mas não vou negar que “Come Back Home”, na época, era um puta bop. Eu amava essa música em 2014, achava um máximo essa mistura de dubstep com reggae, eu estava lá aclamando essa música e o MV lindíssimo, tecnológico e gritando orçamento, mostrando que 2NE1 era o futuro do pop. É uma pena que a música (E o grupo) basicamente morreu em 2014 e hoje (Pra mim) é completamente ofuscada por “Gotta Be You” que, na época, serviu de single simultâneo e teve seu MV lançado em maio de 2014.

Ainda rolou mais alguns MVs para o álbum com a pavorosa “Happy”, basicamente reaproveitando o single/MV que tinha sido engavetado em 2012…

… E a versão japonesa de “CRUSH”, que foi usada para promover a versão japonesa do álbum lançado em junho.

VENDAS E CHARTS

Mesmo lançando um EP as vendas do SNSD foram, sem grandes surpresas, superiores ao do full album do 2NE1 em território doméstico. Na Coreia do Sul, “Mr.Mr” teve 165 mil álbuns vendidos e a 1ª posição na Gaon, contra 66 mil vendas do “CRUSH” e um amargo 2º lugar sendo barrado, justamente, pelo “Mr.Mr.” em sua segunda semana.

Sem-Título-2.png

Ambos os álbuns também rankearam no Japão. “Mr.Mr” vendeu 23 mil álbuns e teve peak #11 na Oricon contra 7 mil cópias da versão coreana do “CRUSH”, que teve peak #36. A versão japonesa do álbum do 2NE1 atingiu o #4 na Oricon e um acumulado de 28 mil cópias. Nos Estados Unidos o 2NE1 mostrou a maior popularidade que tinha no ocidente, vendendo 10 mil álbuns e atingindo a 61ª posição da Billboard Hot 200, um feito ENORME e record-breaking para um grupo de K-pop naquela época. O SNSD também conseguiu figurar na Billboard 200, vendendo cerca de 3 mil cópias e alcançando a 110ª posição.

Nos rankings digitais também não houveram surpresas. Se o 2NE1 era mais fraco em vendas físicas comparado ao SNSD, nos digitais o grupo compensava muito bem. Ambos os singles ficaram na 1ª posição da Gaon, mas os números acumulados do 2NE1 se mostraram superiores: “Come Back Home” vendeu 1.294.905 downloads no ano de 2014, fechando o ano como a 12ª música mais baixada e 23ª música mais popular da Coreia segundo a Gaon. Já “Mr.Mr.” teve um acumulado de 906,962 downloads, sendo a 46ª música mais baixada e 54ª música mais popular da Coreia de acordo com a Gaon em 2014, e se nos álbuns o “CRUSH” teve o amargo gosto de ser barrado pela segunda semana do “Mr.Mr.”, entre os singles o SNSD carrega o fato de ter vendido menos que “Gotta Be You”, que não era o principal single do comeback 2NE1 mas vendeu 930,879 downloads, sendo a 42ª música mais baixada e 58ª música mais popular da Coreia.

Sem-Título-2.png

Entre os prêmios de Music Shows o SNSD levou vantagem ganhando 8 troféus contra 3 do 2NE1 (Muito por conta da obscura treta da YG com algumas emissoras de TV coreanas ter impedido o 2NE1 de promover em boa parte desses shows), mas o mais troféu mais memorável desse fight na verdade é o do 4minute que, no final de março, ganhou o Inkigayo contra 2NE1 e SNSD na cara dos dois grupos. Tá, era a 1ª semana de “Whatcha Doin’ Today?” nos charts do programa enquanto SNSD e 2NE1 já estavam há 1 mês promovendo, mas ainda foi um choque para todo mundo.

Depois de todo o fanwar, sangue e lágrimas envolvendo esse fight, Sones e Blackjacks acabaram chorando mais ainda no ano de 2014 pela implosão de seus grupos devido ao escândalo dos remédios da Park Bom que levou ao hiatus/disband do 2NE1 e a conturbada saída da Jessica do SNSD, mas isso são assuntos que a gente pode explorar em futuros posts. Mas e pra você? Qual o melhor álbum? E qual o melhor single? Vote e deixa aí seu comentário sobre esse icônico duelo entre dois dos maiores girlgroups da história do K-pop.

15 comentários em “Fatos que marcaram a década #01: Mr.Mr. vs CRUSH

  1. “Mas e pra você? Qual o melhor álbum? E qual o melhor single?”

    Sinceramente, nenhum. Talvez eu seja bem xingado aqui, mas não acho muita graça nem no SNSD nem no 2NE1. Wonder Girls sempre foram muito melhores.

    E isso considerando um grupo da mesma época, porque vários outros que vieram depois, pra mim, são BEM MELHORES que os dois…

    Curtido por 2 pessoas

  2. Tava estranhando vc ressuscitando do nada Mr.Mr para zoar e tals, imaginei que teria palta sobre haha
    Como kpoper que só conheceu o género com Catch Me If You Can, não acompanhei de perto a treta toda, mas fui pesquisando sobre os grupos depois de morto/sobrevivendo na base da muleta (Eu colocando Paradise Lost da Gain na minha playlist hj é exemplo vivo disso). Mr.Mr não é “Nossa, revolução no Kpop” nesse tipo de conceito, mas dá para ouvir, ainda mais com os high notes das vocalistas e o break dance (A Hyoyeon ficou no centro por mais de 5 segundos e isso é um lucro para a dançarina principal). Já CBH é, sei lá, o refrão é estranho, a música parece ser uma baladinha legal, mas chega nele e estraga. Não sou fã dos álbuns do 2NE1, só as titles que me agradam (Vulgo, só Fire, I Am The Best, Goodbye e só). Do Girls’Generation, sorry OT9 stans, mas os álbuns só ficaram bons mesmo quando a Jéssica saiu, de resto, as titles salvavam, mas nem tanto (Lion Heart, You Think e All Night dão de 10 a 0 em muita title e o Holiday Night é um dos melhores álbuns delas)

    Curtido por 1 pessoa

  3. Come back homem é gostosinha de ouvir, e só. Nada de uau.
    O que mata em Mr. Mr. são os gritos constantes. Mas se não tiver gritarias loucas em toda fucking música do SNSD elas não ficam satisfeitas. Taeyeon e Tiffany estou falando de vocês.
    Quem ganhou mesmo foi o 4 minutes, sinceramente gosto mais de whatcha doin today?

    Obs: a cara de nojo da sunny quando o 2ne1 derrota elas é impagável.

    Curtir

  4. Nem preciso pensar meio segundo, pra ter certeza que prefiro mil vezes Come Back Home!
    Dona SM descara mesmo com papo de perdemos isso e aquilo, sei precisou melhorar o MV depois de ter alguma noticia do outro!

    Curtir

  5. Prefiro Mr Mr apenas por motivos de achar toda a discografia do 2ne1 um horror, apesar de gostar de Gotta be you.
    Mas né, MR MR é sem dúvidas o álbum mais fraco delas, isso que sempre achei os álbuns coreanos dela meia boca, os japoneses era beeem superiores.

    Curtir

  6. O que eu acho mais engraçado no mv de mr mr, é que a cena da garagem foi uma das PRIMEIRAS a ser gravada, em um show delas no final de 2013/ início de 2014 elas mostraram um teaser pro mini álbum que usa EXATAMENTE as imagens dessa garagem, com elas dando close dentro dos carros e tals, se não me engano fazia parte de um CF pra Honda, as cenas que eu acho que entraram depois são as do hospital com elas posando pro photobook do mini, tem cenas que da ate pra ver o flash da câmera.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s