Depois de lançar o cover da versão original, Koda Kumi lança “Goldfinger 2019”, o cover da versão japonesa de “Livin La Vida Loca”

Eu estou meio sem reação com esse novo movimento da Koda Kumi. Algumas semanas depois de fazer o cover de “Livin’ La Vida Loca”, do Ricky Martin, ela vem e me lança a versão japonesa da mesma música, “GOLDFINGER 2019”, sendo essa um cover de “GOLDFINGER ’99” do Go Hiromi:

KKKKKKKKKKK A LENDA BASICAMENTE BOTANDO A VERSÃO JAPONESA EM CIMA DO MESMO MV ❤ Assim como o cover original esse cover da versão japonesa também ficou bem bom mas sei lá, o sentimento de “QUE PORRA TU TÁ FAZENDO COM SUA CARREIRA, SUA VELHA SAFADA????” meio que ofusca qualquer outra opinião que eu tenha a dar sobre esse lançamento.

A parte boa é que “Goldfinger 2019” será lançada para streaming/venda digital (Diferente de “Livin’ La Vida Loca”), sendo o quarto dos nove lançamentos programados para essa nova era de Kodão…

Sem-Título-2.png

… Mas agora eu não faço a mínima ideia de quando esses 5 lançamentos restantes serão lançados. Quer dizer, antes tinha um padrão de toda quarta feira Kodinha lançar um single novo, porém ela resolveu ter a organização de um blog meia boca de fundo de quintal e esqueceu do projeto por umas 3 semanas até voltar com esse cover. E a gata nem teve a decência de tirar uma nova foto pra fingir que estava ocupada, então tudo o que resta é a boa vontade dos envolvidos em terminar o projeto, mas se ela quiser uma dica pro próximo single Koda Kumi já poderia inovar de vez e fazer um cover QUADRUPLO de Wishing On The Same Star em inglês…

… Em espanhol…

… Em português…

…E em japonês da mesma música.

 

2 comentários em “Depois de lançar o cover da versão original, Koda Kumi lança “Goldfinger 2019”, o cover da versão japonesa de “Livin La Vida Loca””

  1. Um cover de um cover… Kumiko sempre inovando, dessa vez com um metalinguagem concept!

    E, bom… já faz tempo que ela tá perdida em termos de planejamento, então essa agora não me surpreende. Só é uma pena que ela manteve o break sem sentido também nesse cover.

    Mas tomara que pelo menos uma das quatro músicas que faltam seja um R&B bem rampeiro do jeito que só a Kumiko sabia fazer. Se bem que eu também não vejo problemas se ela adotar o legado da Namie e vir na linha “hip-pop cool”. Só não pode continuar com os EDMs toscos que não combinam com ela.

    Curtir

Os comentários estão desativados.