Koda Kumi é rampeira e japonesca no seu novo single “STRIP”

Eu sei que TWICE já está de single novo no Japão, já me pediram pra comentar sobre “Fake & True” e talz, mas vamos primeiro ajudar as mais necessitadas com divulgação né. Koda Kumi está aí, gastando R$3,50 toda semana para promover seu novo álbum “re(CORD)” e lançando seu 7º single do álbum, “STRIP”, que ganhou um “PV” na última quarta feira, então vamos dar aquela valorizada nesse release né:

Esse vídeo de “STRIP” não é propriamente um PV, mas sim o que vem sendo reproduzido nos telões da atual turnê dela entre um bloco e outro (O vídeo de “W FACE” que vazou na internet como PV em 2017 tinha a mesma função na W FACE TOUR, por exemplo). Eu não sei como esse monte de takes e sobreposições funcionam em um telão de turnê então achei meio bagunçado demais assistindo da telinha do meu computador mas tudo bem, ela está ali voltando a servir uma grande gostosa japonesca dos tempos de Japonesque, e como esse é de longe o meu shoot de álbum favorito da Kodão É CLARO que já estou todo aberto pra esses looks e gritando “YAAAAAS KUMI BITCH!!! SLAY!!” como quase todo gay que ainda não largou a mão dessa véia safada depois de tanto material questionável.

Já a música é uma das melhores do re(CORD) até aqui, e isso valer muita coisa ou não vai da sua percepção do que ela lançou desse álbum. Pra mim re(CORD) está sendo um trabalho bem consistente com muita música legal (Nenhum grande hino do pop mas tá valendo a pena considerando que nunca espero muita coisa da Kodão), então ela ser Top 3 dos singles junto com DO ME e Livin’ La Vida Loca (Que segundo o generasia vai estar SIM no álbum então estou contando que ela não vai me decepcionar) é bem interessante. Tem duas coisas bem legais que também valem nota: A letra que está estupidamente gloriosa (Tenho certeza que ela pensou “Nossa eu vou ficar muito gostosa e fodona cantando I make my booty dip dip dip nisso aqui”, o que é basicamente o único critério dos english lyrics da carreira da Kodão, e colocou sem medo de ser feliz) e ver que ela já está no SÉTIMO single desse álbum e nenhum desses é alguma baladinha cansativa que Kodão gosta de socar por aí, então temos várias vitórias nesse projeto com R$59,95 de orçamento.

Ainda faltam dois dos nove lançamentos programados nesse calendário do re(CORD), e até agora nada foi extremamente ofensivo (Tem uns fillers que ninguém vai ligar depois que ouvir o álbum tipo Summer Time e Put Your Hands Up mas nada abaixo disso), o que já é melhor que boa parte desses álbuns recentes da Kumi. Esses dois lançamentos podem ser 2 singles antes do álbum ou 1 single e o re(CORD) que já vai sair no próximo dia 13, então resta esperar pois muito em breve vamos ter um PV oficial para esse álbum também. Mas honestamente estou bem satisfeito com a Kumi até aqui, então estou pronto para o que ainda está por vir.

Uma consideração sobre “Koda Kumi é rampeira e japonesca no seu novo single “STRIP””

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s