REVIEW: Mamamoo, Lovelyz, AOA, Park Bom, Oh My Girl & (G)I-DLE – Queendom (FINAL Comeback)

O dia chegou: Depois de mais de 2 meses de Queendom, finalmente foram lançados os singles de Mamamoo, Lovelyz, AOA, Oh My Girl, (G)I-DLE e Park Bom exclusivos para o programa, onde disputarão as principais posições dos charts até o dia 28 e valem 15 mil pontos para o ranking final do show. As prévias não tinham me animado muito, mas no final tem bastante coisa aproveitável aí:

AOA – Sorry

Isolada é uma faixa legal. Não é o tipo de sonoridade que eu imaginaria o AOA usando como single, mas eu achei agradável nelas, dá pra ouvir tranquilamente esse EDM mais calminho de fim de verão. Mas convenhamos que isso é muito mais faixa de fim de álbum do que single em si, né… Muito fraquinha pra quem quer ganhar uma competição (Ou nem tanto já que elas nem ligam pra competição, vocês sabem…).

Lovelyz – Moonlight

Boa música, versos legais e refrão meio qualquer coisa mas consigo lidar. A chuva de high notes lá pro final da música dá um up interessante e o instrumental com mais pulso e umas batidas mais fortes foi uma escolha bem legal para agregar o catálogo bem soft do Lovelyz mas, no geral, eu não sei muito bem o que elas querem com essa música. Acredito que elas tentaram manter a aura aegyo delas em cima de um EDM mais forte que o synth de costume mas algo nessa música simplesmente não funciona. Mesmo assim valeu a intenção.

Park Bom – Wanna Go Back

Essa é a cara do que a Bom vem lançando ultimamente. Se isso qualifica como a Bom jogando no safe eu não sei, mas daria um ótimo follow up para Spring/aquela outra que nem lembro o nome mais, é uma música forte e emotiva que consegue transmitir o sentimento da Bom cantando ao ouvinte, é uma ótima música no que se propõe. Mas confesso estar muito curioso pra ver como ela vai se apresentar ao vivo com essa música já que essa música parece ser bem complicadinha para alguém que não tem um vocal tão limpo assim como a Bom.

Oh My Girl – Guerilla

A melhor música do programa. Ponto. Oh My Girl vem se dando bem no Queendom e com muito crédito, performances muito boas e agora esse popzão bem legal onde consigo imaginar tranquilamente uma apresentação performática e teatral que é cara do grupo e tem tudo pra fazer a música brilhar ainda mais.

(G)I-DLE – LION

Algo me faz não querer gritar hino mas isso não está ruim, sabe. Acho que essa LION no fim do dia é memorável por ter uma pegada bem diferente do resto da competição, é bem intensa, selvagem e a cara do Idle, mas eu acho que outras músicas desse álbum dão muito mais vontade de ouvir. Para quem curte o som e é mais fã do (G)I-DLE, entretanto, é uma ótima música.

Mamamoo – Destiny

Curti a ideia, mas a música poderia ser mais curta. Leva muito tempo até chegar ao ápice da faixa, que é quando o instrumental fica mais empolgado depois delas cantarem, mas é bem difícil manter essa empolgação com uma música que tem 4 minutos e parece durar 8. Não é uma música ruim (Nenhuma delas é ruim), mas ela seria melhor numa estrutura mais convencional em uma faixa 30 segundos menor.

Montando uma ordem de preferência eu deixaria Oh My Girl > Park Bom > Lovelyz > (G)I-DLE > AOA > Mamamoo, mas todas são boas faixas. Gostei de todas as músicas, não tem uma faixa ali que eu odiei ouvir ou coisa do tipo, mas tem pouca coisa realmente incrível. Tirando Oh My Girl e Park Bom é como se nenhuma delas tivesse investido 100% nesse single pro Queendom e tivessem guardando músicas mais fortes para quando quiserem se aproveitar da popularidade do programa em seus verdadeiros comebacks.

8 comentários em “REVIEW: Mamamoo, Lovelyz, AOA, Park Bom, Oh My Girl & (G)I-DLE – Queendom (FINAL Comeback)”

  1. Felizmente, amei todas as músicas e não tem muito o que falar delas. Como vc mesmo disse, Lion aos Neverlands é um prato cheio, apesar de eu mesmo achar a sonoridade como algo voltado a uma b-side do que uma title mesmo, assim como a do AOA (Ainda mais que estou preso em Excuse Me, Like a Cat e Miniskirt no repeat nessas últimas semanas). A da Bom poderia ser facilmente single, a do Mamamoo eu vejo como sub-title de um FA que tem uma title mais forte, a do Lovelyz é boa (Eu vejo o Laboum lançando algo nesse estilo), mas sei lá, faltou alguma coisa, a do OMG tem mais cara de title mesmo, e ainda uma follow-up de The Fifth Season.
    Só resta ver como elas se apresentarão

    Curtir

  2. Eu gostei das 6 músicas, mas as farofas funcionam mais comigo…
    Quero ver as performaces como vão ficar, MNET podia ter aberto a carteira e dado um MVzinho de R$ 20,00 pra cada uma kkkkkkkkk. Gastam horrores com bombas tipo X1/Wanna One, pq não investir em um agradinho pras donas da Coreia (girlgroups)

    Curtir

  3. Ué, não entendi. O objetivo do programa não era justamente dar um gás pros comebacks das competidoras? Se o programa vai terminar DEPOIS das músicas entrarem nos charts, as vencedoras vão ganhar o quê, no fim das contas?

    Tô adorando as participantes (particularmente surpreso com o OMG, e muito feliz com a volta das Garotas Bonitas), mas caramba, as regras da Mnet são incompreensíveis…

    Curtir

    1. O programa é dividido em 3 etapas:

      – Os três rounds que terminaram no último EP onde elas acumularam pontos, valendo 35 mil pontos (10k dos dois primeiros round e 15k do terceiro)

      – O lançamento dos singles simultâneos valendo 15 mil pontos para quem conseguir os melhores resultados.

      – A apresentação ao vivo desses singles, que vale 50 mil pontos (Essa apresentação vai acontecer no episódio da semana que vem)

      Aí quem vencer o programa ganha um concert com transmissão da MNET, onde elas apresentam as musicas antigas e esse single do Queendom. Na prática isso é bom pra elas pois normalmente só boygroups/nomes masculinos conseguem esse privilégio de ter um show transmitido na TV, mas o que vai ajudar na popularidade delas de fato é o quanto elas servem de entretenimento na TV ao invés de vencer ou não a competição em si

      Curtir

  4. Copiei e colei o meu comentário do Gosto Meu. Não ia escrever um textão de novo kk:

    Eu ainda n sei o meu ranking dos singles, mas vou falar um pouco do q eu achei:

    Sorry tem um refrão, rap e ponte bem gostosinhos, mas peca no início da música por ter versos muito down. Isso não deixa a música ruim, mas dá um pouco de preguiça de escutar, sabe? Demora um pouquinho até o refrão entrar e você se envolver, e já que é pra ser uma competição comeback, não b-side, acaba atrapalhando um pouco. Mas os vocais tavam incríveis, principalmente o da Seolhyun que continua me surpreendendo.

    Moonlight… nossa, cada hora eu acho uma coisa, mas no geral gosto bastante dela. Achei engraçado a Kei não ter tido tanto destaque assim na música, mas relevemos. Amei os gritos da Babysoul (é assim q se escreve?) por outro lado. Acho q a música em si é mt boa, mas se tivesse um pouco mais de variedade vocal (só uma delas n tem/faz voz tão aguda) ela ia se beneficiar bastante.

    O da Bom (desculpa, esqueci o nome) começou como um dos mais merrecas pra mim, mas foi crescendo com as ouvidas. Agora eu escuto e aproveito bastante. Amei a última high note tbm. Só acho q a Bom precisa dar uma variada nas músicas dela. É tudo muito parecido, o mesmo estilo, sem falar que essa mulher só faz música triste (e que parece estar de luto pelo 2NE1 até hoje). Mas eu gostei. Agora falta ver como ela vai aguentar o tranco de cantar isso ao vivo, né.

    Guerilla tem versos bem gostosinhos desde o início, e, embora eu possa curtir o refrão, acho que ele podia ser melhorzinho. Ele não brilha tanto na música. Bom, mas é o Oh My Girl, então quem sabe a apresentação mude a minha opinião.

    Lion é e foi desde o início a melhor para mim. Não sou a maior fã do (G)I-DLE, mas tenho que admitir isso. Para mim, esse é dos singles o que mais parece com uma faixa título de álbum. Eu gosto da vibe. A vibe me lembra Hann, mas o ritmo é completamente diferente. A Miyeon não chama muito a atenção nos palcos ou na personalidade, mas a voz dela brilha aqui. Vi que milkaram o crescimento da popularidade da Soojin aqui; deram o maior número de linhas para ela. Não acho q ela merece tudo isso, mas deixa pra lá. Só achei meio ?! a Soyeon colocar no rap dela que elas são contra o preconceito ou algo assim. A-hã, acredito, senhorita apropriação cultural meio-racista.

    Agora, Destiny. Eu gostei, gostei mesmo, mas o povo acha que é a última coca-cola do deserto. Não é pra tanto, gente. Amo o refrão emotivo e o final também ficou bem legal. Como sempre, ótimos vocais e um rap contido legal. Mas o negócio devia cortar os primeiros 35 segundos. São desnecessários e deixam você com preguiça de ouvir a música.

    Bom, é isso. Só queria que os fãs pelo twitter etc. julgassem os singles com objetividade, e não ficassem endeusando coisa que nem é tão revolucionária assim, mas fora isso, tudo bem.

    Curtir

  5. Ah, e eu concordo muito com a última frase. Acho que elas estavam com medo de investirem uma faixa boa e um dinheirão e acabar flopando, o que meio que aconteceu (acho q só o Mamamoo tá no Melon ainda, por exemplo).

    Curtir

  6. No geral as músicas são bem medíocres, OMG e Bom conseguiram se destacar por apresentar um som mais coeso, Lovelyz e Aoa foram bem preguiçosas e o Mamamoo e o Gidle fizeram uma bagunça, essa Lion é uma reciclagem de Senorita e Destiny n tem como defender.
    Por sorte nenhuma dessas canções vão ser os sigles dos comebacks oficiais.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s