Lembram de quando o SISTAR entrou na parede inquebrável e deixou Sones e Blackjacks furiosos?

Estava na minha, comendo um maravilhoso bolo de milho e rolando a timeline do twitter, quando apareceu um tweet relembrando o icônico ranking de popularidade de girlgroups da Sports Chosun. Você, que é mais novinha e fica se matando com uma outra novinha por conta de TWICE x BLACKPINK, talvez não saiba o que foi esse ranking, mas ele rendeu muito na época em que era publicado, principalmente entre Sones e Blackjacks que se matavam por qualquer coisa que indicava que SNSD era mais popular que 2NE1 e vice-versa:

A Sports Chosun é uma revista coreana que tinha o costume de, anualmente, rankear a popularidade dos girlgroups de Kpop com nomes pra lá de inspirados como “Parede Inquebrável” indicando os imbatíveis grupos da nação e “Linha magnética de popularidade” para aquelas flopadas mas que ainda tinham chance, além das “futuras candidatas” que não eram lá grande coisa na época mas prometiam muito no futuro (BESTie batia ponto ali todo ano mas nunca vingou). Até 2013 o topo da lista era dominado por SNSD (Physical monsters) e 2NE1 (Digital monsters), o que permitia que Sones e Blackjacks se estapeassem livremente sobre quem, de fato, era o girlgroup mais popular na Coreia… Até que, em 2014, isso aconteceu:

Nota: A queda de 3 níveis do KARA provavelmente foi um erro da própria Sports Chosun, que colocou o grupo no segundo nível em 2013.

*BOOM* SISTAR conseguia o impossível e se igualava aos dois grupos na parede inquebrável. A lista em si nem era das mais relevantes, mas tamanha ousadia fez as coisas ganharem outro nível quando a revista tomou essa atitude, fazendo Sones e Blackjacks se unirem por um objetivo em comum: Acabar com o SISTAR. Se eu me lembro bem dos eventos, em 2014 choveram argumentos e, para quem não viveu, saibam que foi um inferno muito divertido de assistir, cheio de descrenças e barracos, mas dois desses argumentos dominavam: SISTAR não tinha um hit abalador de carreiras igual “Gee” ou “I Am The Best” (O que discordo, pois na época elas já tinham uma “Alone” no catálogo).

E o segundo era de que elas não tinham uma fanbase muito grande para comprar álbuns, e embora seja completamente esquisito blackjack usar esse argumento junto com Sone quando o SNSD vendia 4 vezes mais álbuns que o 2NE1, realmente é um argumento que faz sentido levando em conta que as vendas de álbum do SISTAR não eram lá grande coisa mesmo. Por outro lado, isso também poderia significar que a fanbase do SISTAR tinha menos gente doida das ideias na cola do grupo que nem tinha com os outros dois, e com ou sem fanbase SISTAR continuava ali matando todos os charts em todo verão. Quer dizer, nem SNSD nem 2NE1 podem bater de frente com essa sequência que o SISTAR criou:

9 singles e 7 anos consecutivos no #1 do Gaon é algo que ninguém deve bater de frente (Até o single de disband as gatas conseguiram botar no topo, please show some respect), ainda mais agora que os grupos idol estão penando para manter altos rankings.

E se 2014 foi um ano muito louco para esse ranking, quando chegamos em 2015 as coisas ficaram ainda mais doidas quando não só o SISTAR se manteve na parede inquebrável como também parecia ter seu lugar mais consolidado que os outros grupos:

Entre os rankings de 2014 e 2015 rolou todo aquele escândalo da Bom traficando remédios ilegais na Coreia pro lado do 2NE1 e a Jessica “sendo convidada a se retirar” pelo lado do SNSD, o que rendeu um saboroso shade da própria revista com relação ao futuro dos dois grupos:

O 2NE1 teve um retorno bem sucedido com o Crush e, apesar da Jessica ter deixado o grupo em 2014, o SNSD continuou promovendo ativamente no país e no exterior. No entanto, os dois grupos não elevaram realmente o seu nível de popularidade. O SNSD continuou perdendo sua vantagem competitiva e, apesar de um forte retorno, o 2NE1 perdeu a chance de superar seu rival com a controvérsia sobre as drogas de Park Bom.

Ou seja: Os escândalos dos dois grupos afetaram negativamente a popularidade de ambos, fazendo com que outras gostosas como Girl’s Day, AOA e Apink crescessem no terreno vazio.

Ironicamente esse foi o último ano em que a Sports Chosun publicou esse ranking. Dizem as boas línguas que a revista não estava gostando da recepção desse ranking e a fanbase estava surtando demais por pouca coisa e então decidiram parar com isso. Já as más línguas dizem que o ranking de 2016 ia derrubar o 2NE1 da parede inquebrável, e esse é o tipo de backlash que a revista não estava disposta a lidar com o público. Há quem diga que a própria YG teria dado uns trocados para a Chosun não publicar o ranking, mas isso são só boatos que estou fofocando com vocês. De qualquer forma, a ascensão do SISTAR foi algo super legal de se acompanhar e, mesmo que elas não sejam o primeiro nome a ser lembrado pela fanbase mais velha de guerra, ainda rendeu um ótimo entretenimento por conta desses icônicos momentos.

8 comentários em “Lembram de quando o SISTAR entrou na parede inquebrável e deixou Sones e Blackjacks furiosos?”

  1. 4Minute rainhas da alta sociedade 😍

    E a revista tirando o AFTER SCHOOL do ranking já jogava na nossa cara aquilo que no fundo sabíamos mas não queriamos admitir: O mesmo já tava morto (mas pelo menos rendeu o Dress to Kill melhor álbum japa por um grupo coreano antes da morte).

    Curtir

  2. O wonder girls fora de todos os gráficos pra logo depois voltar da tumba com o álbum da carreira haha maravilhosas

    Curtir

  3. Eu acredito que eles pararam de fazer esses ranking porque o que alimentava a disputa era Sone X blackjack e desde as percas e polêmicas, ja significava que elas basicamente iriam perder terreno no futuro para outras e a guerra surtada dos dois iria deixar de existir.
    Na epoca eu até acreditei um pouco que era meio nada a ver o Sistar estar na lista_ mas não era louca varrida de brigar com o fandom ou nada, graças ao finado Asian Mixtape_ mas, vendo que para muitos elas eram as rainhas do verão, eu levei fé que realmente elas poderiam sim estar ali no topo.
    Rever esse aue que deu, me parece que fui pra outra dimensão onde tinha gente louca. Hoje em dias os barracos não são diveridos como antigamente_ um porre o fandom do BTS, ficar enaltecendo homem, me poupe_

    Curtir

Os comentários estão desativados.