ITZY empodera as mais tímidas em mais um refrão questionável com “NOT SHY”

Depois de lançar o melhor single da carreira (E, com o tempo, se tornou um dos meus vícios de 2020) com “Wannabe”, ITZY está de volta com seu segundo mini-álbum “NOT SHY”. A faixa de mesmo nome foi usada como o single do comeback, e mostra mais uma faceta dos singles de empoderamento do grupo, que agora são gatinhas orgulhosas por não serem tímidas e declararem seus sentimentos sem medo das reações contrárias:

Essa história de letras empoderadas e “Eu me amo, sou a fodona” meio que já virou piada na fanbase no nível das piadas envolvendo (G)I-DLE e apropriação cultural: Ninguém realmente se incomoda com isso, só é engraçado ver se repetindo a cada comeback. No caso do ITZY isso nem chega a ser um ponto negativo mesmo, afinal o que não falta é grupo de kpop seguindo a mesma ideia e ninguém reclama, só é mais divertido ressaltar isso nos comebacks das meninas da JYP. Particularmente achei a letra mais bobinha do grupo indo pelo lado de garotinha apaixonada mas com atitude, porém deu uma diferenciada das letras dos outros singles do grupo, então ta valendo.

A música em si foge muito do que é habitual do ITZY: Ao invés de 3 músicas batidas em um único single, tudo parece sair da mesma demo de alguma música que o Little Mix ou o FAKY resolveu não lançar por algum motivo. O batidão dos versos é muito bom, minha coluna já esta chorando com a minha vontade de bater bunda nesse farofão e tal, eu realmente estava curtindo a coisa toda e aclamar essa como o segundo bopzão do ITZY esse ano… Até chegar esse refrão. Eu curti os “Not shy, not me, ITZY!” se repetindo, mas foi meio broxante ver que o refrão era basicamente isso. Acho que um refrão mais completinho e preenchido seria bem mais legal, deixando essas repetições para um pós-refrão e prolongando um pouquinho mais a música, masok. Com o tempo esse refrão deixa de ser um incômodo pois o resto da música está muito bom e não vou ter muito problema para me acostumar mas, por enquanto, é um refrão que não funciona.

Acho que “Wannabe” vai seguir como o meu single favorito do ITZY, mas “NOT SHY” não faz feio também. O ponto mais interessante desse comeback é que ele é diferente e menos “””experimental”””” do que o que eu espero elas lançando e, ao mesmo tempo, serve o farofão confiante que o grupo faz. No geral os singles do ITZY em 2020 estão (bem) melhores que os de 2019, com elas finalmente me ganhando pelo material que elas lançam, e isso é muito bom. “NOT SHY” não é o auge da carreira do grupo e ficou devendo um refrão mais interessante, mas sustenta muito bem o fato delas serem um dos grupos mais interessantes do K-pop recente.


Hidden gem: SURF

O novo EP do ITZY é, hum, inferior ao IT’Z ME, e muito disso por conta das farofas não mudarem muitas vidas aí como That’s a No No do outro EP, por exemplo (Algumas músicas são só barulheiras irritantes mesmo). O ponto alto desse EP está nas músicas mais calmas e leves, com destaque para o hininho “SURF”. Com o LDN Noise assinando a produção e sendo descrita como “Um disco pop que transmite a sensação de estar pegando uma onda”, “SURF” tem uma melodia cativante que realmente surfa nessa onda recente de músicas disco que surgem semana sim, semana não no pop. Essa ideia de pegar uma onda ouvindo uma música me lembrou “Wave” do Brown Eyed Girls que possui a mesma vibe, e acho que “SURF” vai ser uma ótima adição na playlist de músicas em que você só ouve e se deixa levar pela melodia da canção.

15 comentários em “ITZY empodera as mais tímidas em mais um refrão questionável com “NOT SHY””

  1. Eu não curti muito essa música. Prefiro as músicas do Itzy onde elas não falam de amor e sim de ser lokona o tempo todo.

    Curtir

  2. Engraçado, esse grupo não funciona comigo de jeito nenhum_ não sei porque tenho resistência em ser um grupo onde todas são mais novas do que eu_
    A única coisa delas que gostei foi daquela That’s a No No que você recomendou_ e tenho quase certeza que era por causa daqueles tambor que tinha antes em músicas de kpop lá pra antes de 2015_

    Curtir

    1. o grupo mais novo que deitei foi OH MY GIRL (everglow estou em empasse) então super te entendo!!! tb tenho este tabuzinho….

      Curtir

      1. Pois é, pensei que era só eu também que tenho resistência. Não sei porque, mas é tão estranho. As meninas do Itzy são quase da mesma idade que a minha prima. Se ao menos tiver uma da mesma idade que a minha ou mais velha até vai.

        Curtir

        1. parando pra pensar, vai que everglow ao decorrer do tempo a discografia gangrene, já não tenho paciência pra idol mas velho(a), mais novo(a) piorou, cruzes

          Curtir

  3. já achei ruim e quando assisti a performance pra ver se melhorava, só piorou.. nao tinha um staff pra avisar aquela posição final pavorosa?

    Curtir

  4. O refrão é horrível, principalmente aquele “Itzyyyy” da Chaeryeong. Mas aquela ponte… é a melhor ponte que já ouvi nesse ano e se bobear a melhor que já vi na terra!!! (brincadeiras a parte).

    Curtir

  5. Ah, achei bem legal. A melodia não sai da minha cabeça de jeito nenhum.

    O melhor dessa title é ser a primeira delas em que nenhuma das meninas precisa se esgoelar pra cantar. Finalmente JYP!

    Curtir

  6. Average. Wannabe muito melhor.

    Também achei que o mv não condiz com o grupo que a JYPE quer que elas sejam. Os figurinos estavam simplesmente horrorosos. Vou aguardar ansiosamente pelo próximo comeback, porque nesse nada funcionou pra mim.

    Curtir

  7. Eu tenho uma resistência com o ITZY pq já saí da minha época ~consumo absolutamente tudo que o kpop lança + tenho um pouco de preguiça~ e acho as titles delas tenebrosas. Detesto dalla dalla e acho icy HORRIVEL, o que me fez até hoje nunca ter dado um play em wannabe. Curiosamente gostei dessa, acho que mais pela repetição infinita de NOT SHY NOT ME ITZYEEEEEEE, é bem catch e ela são boas no stage, até simpatizei um pouquinho com elas.

    Curtir

  8. Voltei só pra dizer que deitei pra elas e já tô cantarolando a música e vendo todos os stages. Carisma é essencial mesmo. Só as roupas que eu não engoli.

    Curtir

Os comentários estão desativados.