Em “Helicopter”, CLC está de volta com mais um single feito no algoritmo dos singles girlpower

Depois de 1 ano e a rapper do grupo conseguir um viralzinho no Good Girl, CLC está de volta com o mais novo single “Helicopter”, que foi lançado em coreano e em inglês pois tudo nesse single é exatamente o que o kpopper ocidental quer ver um girlgroup de K-pop lançando para deixar de se importar 1 semana depois:

Acho que a fanbase do CLC reclamou tanto delas terem 52 reais e 2 estagiários para fazer MVs enquanto o (G)I-DLE recebia super produções no inbox da Cube que a empresa resolveu quebrar o porquinho e investir num MV com estúdios maiores, luzes, espelhos, efeitos especiais e tudo que um MV de K-pop precisa ter para mostrar toda a opulência e magnitude dos seus vídeos. Provavelmente dois comebacks do CLC foram sacrificados para bancar a produção desse MV que é literalmente igual a todos os MVs girlpower no K-pop mas quem se importa, agora os cheshires tem um vídeo do CLC para ostentar por aí.

Sobre a música, acho que ela é (um pouco) menos genérica. Toda vez que o CLC vai para essa vertente mais poderosa e, hum, “séria”, elas sempre caem naquela armadilha de lançarem músicas que qualquer girlgroup lançaria, e ouvindo “Helicopter” eu tenho essa mesma sensação de que, sei lá, um EVERGLOW da vida lançaria isso aqui sem nenhum problema. Porém, isso não fez dessa música menos divertida. Curti a intro na base da barulheira pois obviamente foi retirada de alguma demo enviada para um boygroup estourar em cima e sabemos que isso fica bem melhor com umas gatinhas bancando as fodonas, e o que dá uma elevada no pacote é o pré-refrão mais suave (Que é daqueles que grita por um drop cagadíssimo) e o refrão com os “I go up, helicopter” é muito bom. O batidão do refrão combinou com a melodia do pré-refrão, dando aquele contraste legal que todo drop no K-pop busca ter (E quase sempre falha). Tudo em “Helicopter” parece meio óbvio demais numa primeira ouvida, mas o CLC faz isso aqui funcionar, de alguma forma.

Uma vez eu falei que a fanbase do CLC devia focar em transformar o grupo num daqueles grupos com fama de injustiçados e sendo queridos da fanbase porque a Cube parecia meio perdida para fazer o grupo acontecer de verdade. E, bem, foi mais ou menos isso que rolou: Hoje o CLC é um grupo com um público casual até grande (Principalmente aqui no Brasil) se compararmos com o sucesso que elas realmente fazem. Entretanto, acho que “Helicopter” é o single onde a Cube realmente parece ter um plano e objetivos de fazer barulho, com uma produção mais elaborada e um single mais forte que não parece exatamente com um descarte dentro da própria gaveta de demos da Cube, sendo um single onde eles realmente parecem ter alguma ambição lançando ao invés de só contar com um Top 300 no Melon. “Helicopter” pode ser o melhor single de mina fodona de 2020 até surgir o novo melhor single de mina fodona de 2020 nos próximos 15 dias, mas pelo menos está melhor do que a média e não parece que a Cube está somente atirando qualquer coisa pro CLC lançar e fanbase delas parar de encher o saco.

11 comentários em “Em “Helicopter”, CLC está de volta com mais um single feito no algoritmo dos singles girlpower”

      1. Teve um negócio ano passado que ela postou nos stories uma foto com uns amigos usando uma máscara que é ofensiva para a comunidade negra, se eu não me engano, um monte de gente caiu em cima dela e aí ela postou um stories toda debochada e ignorante que levava a crer que seria para o pessoal que tava caindo em cima dela, teve um bafafá e depois de um tempo, ela veio dizer que era engano só que depois disso eu não consigo mais engolir ela

        Curtir

  1. Terei liberdade de comentar sem a galera cair em cima_ esse single não tem nada de mais, qualquer grupo pode lançar isso. Se a Cube não tivesse tacado elas no porão ou mudado o estilo delas quando lançaram aquela demo do 4 Minute lá atras, poderia ter tido mais impacto.
    O mv ta mais caprichado, e tals, mas a musica em si tá bem menos. Mas não tem nada WOW, é mais pelo barulho mesmo de terem voltado. Esperando os próximos lançamentos e vê se vão apostar definitivamente nesse estilo, ou se vão voltar para o porão

    Curtir

Os comentários estão desativados.