Pixy, TRI.BE, woo!ah!, Bling Bling: As novas tentativas de rookies que ainda buscam um lugar ao sol

Recentemente aespa e STAYC vem ganhando espaço e popularidade nos charts coreanos, mostrando que essa nova leva de girlgroups tem tudo para criar as novas sensações do K-pop. Com isso em mente, temos outros grupos novinhos na rodinha tentando buscar seu espaço e chamar a atenção do público: PIXY, TRI.BE, woo!ah e Bling Bling fizeram seus comebacks recentemente, então vamos dar uma chance e ver se algum desses grupos tem a possibilidade de ir longe no K-pop (Ou se pelo menos entregaram uma música legal para a minha playlist):

TRI.BE – RUB-A-DUM

Eu gosto de como isso aqui é assumidamente ruim. Eu duvido MUITO que o Shinsadong Tiger juntou esse monte de barulhos aleatórios e uma letra com um monte de frases avulsas e pensou “Tá aqui o novo hino que vai fazer o mundo aclamar e deitar para as minhas meninas”, mas a magia de “RUB-A-DUM” está no fato de eu não conseguir levar a sério a música, com cada mudança de ritmo deixando a bagunça a música com mais cara de paródia das produções de garotas malvadas com músicas horríveis. “RUB-A-DUM” é uma tosqueira sem precedentes, mas é exatamente pelo humor (talvez) involuntário desse comeback que a música dá a volta e fica muito divertida. Não sei se é o melhor caminho para elas, mas o importante é acreditar que vem mais um viral no catálogo do Shinsadong.

PIXY – Let Me Know

“Let Me Know”, no geral, está muito melhor que o debut. A construção da música é mais legal, tem uma melodia forte e de atitude mais efetiva, a bridge é uma graça e até tiveram um cuidado melhor na hora de colocar os vocais das meninas nessa música. Tudo bem feitinho e eu estava curtindo pra valer até chegar o refrão e derrubar tudo numa virada bizarra. Entendo a ideia da mudança ser mais agressiva e direta, mas a execução fez com que o instrumental se tornasse um monte de barulhos que não se casam. Uma pena, mas “Let Me Know” é uma faixa que mostra melhor o potencial do grupo e do conceito de som e imagem que elas querem vender para o mundo, e eu prefiro ouvir essa música do que, por exemplo, o último comeback do ITZY, então já temos uma vitória aqui.

Bling Bling – Oh MAMA

Uma pena que as gatinhas desistiram do espírito bagaceiro de estabilizar o baile funk na Coreia para lançar qualquer girlcrush com referências latinas por aí. Talvez o fato de só brasileiro ter se importado com essa inovação deve ter afetado isso, e “Oh MAMA” pelo menos atinge um público maior que ainda tem paciência para essas latinidades que saem semana sim/semana não. O pior é que esse comeback é bem legal e eu amei os “Oh MAMA” nessa faixa, mas não deve demorar muito para algum girlgroup com 15 fãs a mais lançar uma música que vai na mesma linha e esquecerem o Bling Bling no barril nugu de novo.

woo!ah! – Purple

Ninguém para avisar que esses “let’s make purple” repetidos sem nenhuma energia e animação estavam horríveis? Que coisa hein… Enfim, o resto da música é fofinha e adorável, mas acaba caindo no mesmo problema do Bling Bling: Qualquer um lança uma música dessas, e não deve demorar muito até outro girlgroup um pouquinho mais relevante lançar algo nessa messa zona musical e deixar o woo!ah! de escanteio. A música já é um 7/10, e com esse refrão meia boca temos a música mais fraca desse post.

O grande desafio desses girlgroups de fundo de quintal está em achar uma identidade que funcione como algo único nelas. Não que seja de fato único, mas que o público compre como algo memorável e que combine muito bem com elas (Que nem o STAYC conseguiu com ASAP). No ritmo que estamos e com as músicas que elas entregaram, nenhum desses grupos vai cair nas graças do público sem uma grande divulgação, pois é muito fácil criar outros girlgroups que façam o mesmo que elas e transformar essa lista em um monte de nomes dispensáveis na indústria.

11 comentários em “Pixy, TRI.BE, woo!ah!, Bling Bling: As novas tentativas de rookies que ainda buscam um lugar ao sol”

  1. eu não ia dar muita bola pra esse release do woo!ah! até que eu vi uma pessoa reclamando q as bsides delas estavam bem melhores que o single.. e não é que estão mesmo? pandora é bem boa

    Curtir

  2. Nossa, eu só me dei o trabalho de ouvir essa da TRI.BE (eu sempre quero escrever tribo), e essas flautinhas me lembraram essa música aleatória que o Everglow fez pra algum jogo aí

    Gostei das semprebrilhosas, pq não gostei da música da tribo??

    Curtir

  3. Quem escolheu essa música Purple para o woo!ah! com certeza não gostava delas e quer que elas se afundem mesmo kkkkkkkkk

    Curtir

Os comentários estão desativados.