Comentando as faixas inéditas do Kingdom e me perguntando se realmente tem um rei ali

Kingdom já entrou em sua fase final, onde os grupos lançaram suas músicas para o programa que serão performadas no último episódio, com o desempenho nos charts valendo pontos para o final do programa onde a gente descobre quem ganha essa zona. Para poupar tempo na hora de comentar o último episódio (E render um post gratuitíssimo para esse domingo), vamos fazer um rápido review das músicas do programa que foram lançadas na última quinta feira. Alguma delas presta? Quem será o rei do programa? Vamos ver se alguma dessas músicas responde isso:

BTOB – Finale (Show And Prove)

Eu acho que entendi onde eles queriam chegar com isso aqui e meio que gostei. Ao mesmo tempo que essa “Finale” tenta soar atual e dentro das tendências, é uma música fácil de identificar como do BTOB, especialmente nos vocais e harmonizações que rolam nos refrões que é onde a música mais brilha nesse estilo rock orquestrado que é sempre mágico de ouvir nas vozes dele. Infelizmente eu ODIEI o rap que surge nas duas levas de versos da música, e isso derruba “Finale” para mim. Acho que se fosse só na 2ª parte como o padrão eu teria relevado e engolido, mas acho que ele aparece DEMAIS para conseguir ignorar. Mas isso não me impede de achar a música boa, então tá valendo.

Conclusão: Um pequeno hit, seria mais se eu não fosse tão chato.

iKON – At ease

Eles poderiam apostar no caminho de “Love Scenario” e entregar uma faixa fora do óbvio, mas preferiram isso aí. “At ease” é previsível, irritante e tem um refrão pavoroso para me lembrar porque achava o iKON tão ruim antes do Kingdom. É o mesmo pancadão badass horrível de sempre, e essa é ainda pior por não ter um pico realmente aproveitável (Geralmente os pré-refrões nesse tipo de faixa são bons, mas aqui é esquecível demais).

Conclusão: Um grande FLOP, e vou esperar o Bobby desencanar do grupo e passar a investir solo.

SF9 – Believer

As vezes eu até esqueço que o SF9 é um grupo que serve melodia e sensualidade ao invés de atitude e força nas músicas, então “Believer” me surpreendeu num primeiro momento com esse instrumental mais leve e os integrantes interpretando a música. Depois de umas 3 ouvidas eu já fiquei de saco cheio e me perguntando como eles vão fazer uma performance final grandiosa dessa música que não é exatamente grandiosa (Parece mais qualquer album track para encher linguiça do que uma faixa principal), mas antes uma faixa mais ou menos e escutável do que qualquer tranqueira bate estaca padrão, não é mesmo?!

Conclusão: Ok, agora tirem a camisa.

The Boyz – Kingdom Come

Eu gostei que eles levaram o tema KINGDOM ao pé da letra e fizeram uma música fiel a qualquer lançamento que emule aquele clima caótico de guerra. Imagino que vai ter bandeiras, looks detonados, maquiagem de quem acabou de sair da guerra, um carro estilo mad max na performance, mas será que eles teriam dinheiro para isso? Mas enfim, “Kingdom Come” tem umas coisas isoladas que não colam comigo mas eu achei a música muito legal e sem um defeito grave: Vocais ok, rap ok, instrumental ótimo, refrão muito bom e é isso. Não tem por que esperar mais do que isso, então o The Boyz fez a minha faixa favorita dessa bagunça.

Conclusão: Um sólido Hit, diferente da trajetória do grupo nesse programa

Stray Kids – Wolfgang

Pelo que eu conheço do Stray Kids e pelo que eles mesmos mostraram no Kingdom, eu juro que esperava coisa bem pior. Claro, a música fica um lixo quando eles começam a uivar e mandar uns “WOLFGANG” com voz grossinha e trap estourando para todo o lado, mas todo o resto é aproveitável. Meu ponto com o Stray Kids nessa música é que eles parecem forçar rap, voz e tudo mais toda vez que eles saem do básico e pouca coisa acaba sendo confortável de ouvir, mas isso sou eu (Sei que tem quem gosta e tá tudo bem). No geral, “WOLFGANG” é uma faixa que poderia ser pior, então já é um lucro muito grande do Stray Kids comigo (Ou seja, para quem gosta deles deve ser uma das mais fracas do grupo).

Conclusão: É com essa música que eles vão ganhar o programa? Ok, né.

ATEEZ – The Real

Conclusão: Pelo amor de deus.

10 comentários em “Comentando as faixas inéditas do Kingdom e me perguntando se realmente tem um rei ali”

  1. “Um grande FLOP, e vou esperar o Bobby desencanar do grupo e passar a investir solo.” Amigo, assim, o Bobby lança solos já, mas é um pior que o outro, vc já mesmo deve ter ouvido a aberração que foi o Full álbum dele

    Curtir

  2. infelizmente to vivendo tudo o que eu vivi com o queendom… quem eu estou torcendo vai perder dnv (aoa e the boyz) mas pelo menos os mesmos soh entregaram coisa de qualidade desde o inicio e afins

    e isso do skz ganhar eh obviamente flood de fã mas ok…
    ateez mal do mundo bjs

    Curtir

  3. Até que me surpreendi positivamente com as músicas
    Achei a do sf9 a mais chatinha e esquecível
    Fiquei com dó do ateez HAHAHAHAHAHA não mereceu nem uma palavra pela apropriação cultural?

    Curtir

  4. Assim, como esperado, as músicas que gostei foi do SF9, BTOB e The Boyz, mas tenho uma impressão do The Boyz já ter uma música bem parecida com essa.

    Curtir

Os comentários estão desativados.