Year End 100: As melhores músicas de 2019 no Asian Pop (100-86)

E finalmente nasceu: Começa hoje a lista de melhores músicas que o pop asiático desovou em 2019. Essas listas de fim de ano costumam bombar nos sites, blogs, influencers e etc. pois o pessoal adora ver pessoas que elas não fazem a mínima ideia de quem sejam botando seus faves no topo de uma lista altamente questionável só pra humilhar a fanbase do lado, mas só aqui vocês vão ter a única lista relevante da internet pois ela foi feita nada mais nada menos por… euzinho aqui. Pitchfork sonha. Então vamos aos maravilhosos critérios para essa lista de fim de ano:

  • São válidos lançamentos entre o dia 10/12/2018 e o dia 10/12/2019. Lançou algo depois disso? Torça para sobreviver na playlist de 2020.
  • Toda a lista aqui é uma questão de ser a minha opinião, o que não impede vocês de discordarem nos comentários (Mas também não vai mudar em nada na lista);
  • Gatinhas russas que cantam em coreano poderiam estar na lista se tivessem lançado algum hino esse ano;
  • IKON não entra na lista por motivos de serem horríveis e só lançarem coisa horrível (Na verdade eu não lembro nem se eles lançaram algo depois que chutaram um mano lá).

Detalhes explicados, a primeira música a ser aclamada de 2019 é… uma música de 2018.

100. Jolin Tsai – Lady In Red

No mandopop tem um fenômeno curioso onde vários artistas relevantes só deixam pra lançar álbum no final de dezembro. A G.E.M e a Tia Ray fizeram isso esse ano, o JJ Lin faz isso em todo álbum recente dele e, ano passado, Jolin Tsai fez isso retornando com “UGLY BEAUTY”, um ótimo álbum que já começa esse Top 100 com um dos grandes destaques dele, “Lady In Red”, mostrando todo o lado mais sombrio e, hum, “macabro” da Jolin num popzão intenso e de arrepiar o ouvinte.

99. Brown Eyed Girls – Abandoned

O álbum de covers do BEG provou mais uma vez que as véias tem o catálogo mais forte de baladões no Kpop. Não que elas precisassem disso, mas quando você ouve uma faixa como “Abandoned” você simplesmente sente que vale a pena. “Cleansing Cream” ganhou uma filha matavilhosa na lista de singles das mulheres.

98. Davichi – Dear.

“Dear.” é a melhor balada que o Davichi lançou em uns 3 anos, e isso ainda é bem longe das obras primas que elas lançavam frequentemente pela CCM/MBK. Mas eu amo essas meninas, e amo mais ainda quando uma baladinha simples como essa me toca profundamente e me faz sentir tudo que elas querem que eu sinta ouvindo. Uma música desse início de mês mas que valeu pelo ano inteiro.

97. Yen Trang – Ok! Di Di Anh

Uma coisa que me deixou feliz de descobrir em 2019 é que não só existe pop no Vietnã como tem muita gente lá dedicada em fazer bops pros gays, como essa Yen Trang entregando esse pop sofisticado e sutil que dá vontade de rebolar sensualmente a medida que a música vai rodando e eu vou limpando meu quarto, do tipo que um grupo sensual de kpop faria e vocês estariam lá no twitter chorando em como elas foram injustiçadas e mereciam mais reconhecimento.

96. Sunmi – Noir

Provavelmente vocês não esperavam ver “Noir” rodar tão cedo no meu top de fim de ano, mas a música foi se diluindo na minha playlist e sendo ofuscada por “LALALAY” pouco a pouco (Ou seja, o outro single da Sunmi ainda vai aparecer por aqui). Mas curto muito a crítica social foda da música, e acho que o fato dela não dar solução de nada e mostrar que se alimenta sim dessa maquinagem tóxica de redes sociais foi meio a cereja do bolo para tornar “Noir” um dos destaques de 2019.

95. Jin Akanishi – Thank You

Jin Akanishi lançou um álbum novo mas nem teve como divulgar direito depois que descobriu que seus ossos estão esfarelando. Mas “Thank You” ainda rende como álbum e sustenta bem a minha discografia masculina favorita, e muito vem da faixa título, que fez uma música do Pharrell ser bem mais audível do que o que o proprio Pharrell vem produzindo, o que é um feito e tanto.

94. Dream Shizuka – Just keep on dreaming

Depois de morrer no Dream, no E-Girls e numa unit que ela sustentava com uns manos da LDH, Shizuka finalmente debutou solo esse ano com o single “4 Feels”, com 4 faixas com sonoridades distintas mostrando versatilidade e dando indícios de um futuro mais promissor como solista do que a tristeza da Ami. Uma dessas faixas é “Just keep on dreaming”, juntando seu lindo vocal ao fiel synthpop oitentista que renasceu nos últimos anos e praticamente ninguém erra apostando nele. E Shizuka não é exceção com essa ótima canção.

93. Morning Musume ’19 – Seishun Night

Eu mesmo estou surpreso em colocar Seshun Night tão baixo na minha lista, além de ser uma faixa derivada daquelas farofas meio disco de grandes sucessos delas (Diferente do outro single que me fez lembrar as farofas horrorosas da virada de década), ela ainda se encaixa em alguma trilha sonora de algum Marvel x Capcom da vida e seria fácil uma das faixas preferidas das cadelinhas fãs de jogos de luta para PS2. Mas eu fui vendo o resto da lista e senti que, pessoalmente, Momusu mais serviu pra bater cota na minha playlist esse ano do que como destaque, então acho bem justo elas já rodarem por aqui mesmo (O que já é lucro vendo o quão fraco esse single novo delas está).

92. Momoland – I’m So Hot

Tal como o desempenho delas nos charts coreanos, Momoland saiu de um #2 na minha playlist do ano passado para quase serem chutadas do Top 100 esse ano. Mas mesmo com “I’m So Hot” não tendo a mesma magia de “Bboom Bboom”, ainda é um bop ótimo com um refrão chiclete onde elas podem até ficar mais relevantes mas nunca devem largar essa vibe de farofas nugu (Mesmo que se levando mais a sério, como elas tentaram com esse single). Mas, com sorte, o single que elas vão lançar no dia 30 vai empolgar mais gente (As acusações de plágio com “Thumbs Up” elas já tem).

91. Saturday – Bbyong

“Bbyong” é o tipo de música que o Momoland devia estar lançando pois é o tipo de tosquice que elas fariam funcionar com mais orçamento e menos desprendimento estético. Mas se não ficou com Momoland, pelo menos Saturday pegou a demo e conseguiu fazer acontecer um dos bops nugus do meu ano de 2019. Parabéns meninas, se Momoland continuar descartando bops eu posso contar com vocês.

90. CLC – I Need U

As fãs de “No” podem continuar esperneando vendo eu cagar praquela música sempre que possível mas é fato que é a pior música do EP e tinha coisa muito melhor para promover na época. “I Need U”, por exemplo, talvez não tivesse força colo single, mas é uma farofinha eletrônica deliciosa onde tudo funciona e soa como algo novo para um grupo que costuma experimentar de tudo. Puta mau gosto da Cube deixar morrer como album track.

89. E-Girls – Cinderella Fit

Em mais um ano em que o E-Girls ficou mais marcado pela bagunça no gerenciamento do grupo (Que acabou culminando no anúncio do disband no ano que vem), pelo menos elas conseguiram lançar a melhor música Kawaii do grupo desde “Mr. Snowman”, e ao mesmo tempo em que “Cinderella Fit” é uma música fofa também é animada e dançante, com uma melodia vibrante e é tudo que a gente espera ver o E-Girls fazendo.

88. Kato Miliyah – PARADE

O 2019 da Miliyah foi meio miado em músicas porque teve todo o combo casamento + gravidez + coletânea de 15 anos de carreira e a safadeza dela lançar mais remixes que faixas inéditas esse ano. A melhor dessas inéditas foi PARADE, onde Miliyah finalmente lançou sua farofa tropical que ganha muitos pontos comigo por ser a Miliyah cantando, mas a maior vitória dela foi mostrar que está disposta a continuar com a carreira mesmo com tudo indo contra isso.

87. IU – Blueming

Essa sonoridade mais fofa e pura de “Blueming” não é o que ninguém esperava ver a IU voltando a lançar depois de toda a transição para jovem hipster com espírito de 62 anos que ela teve com os últimos álbuns, mas isso não impede a música de ser maravilhosa no que se propõe. O refrão ficou na minha cabeça e a cada ouvida eu ia ficando cada vez mais apaixonado, é difícil resistir.

86. GWSN – Pinky Star

“Pinky Star” nada mais é do que uma versão repaginada de “Puzzle Moon”, que nada mais é do que uma versão repaginada de “4 Walls” da f(inadas) e por aí vai. Nesse espírito de reciclar a mesma demo deep house e bots safados o GWSN fez seu início de carreira acontecer se diferenciando da concorrência… E que bom que isso aconteceu, pois “Pinky Star” (Assim como todos os singles delas) é uma ótima faixa eletrônica que vai crescendo a cada ouvida e provando que house music devia ser a praia do Kpop pros gays ao invés de ficar emulando toda tendência americana que surge por aí.

E por hoje é só. Na próxima parte teremos um caminhão de solistas tão grande que apenas 3 girlgroups coreanos, um japonês e um coreano com um lançamento japonês vão ser cortados. Apostas de quem sejam? Até o próximo post.

6 comentários em “Year End 100: As melhores músicas de 2019 no Asian Pop (100-86)

  1. Bbyeong tá nas alturas pra mim esse ano kk. Não sei porque, mas eu engulo o Saturday, mas não consigo o Momoland de jeito nenhum?

    Davichi são perfeitas. Os kpoppers daqui do ocidente deviam dar mais atenção pra elas.

    Pinky Star é a minha favorita do GWSN. Não morre na minha playlist nunca.

    Ano passado eu consegui pensar num ranking, mas esse tá bem difícil… Admiro a falta de preguiça das outras pessoas kkkk

    Curtir

  2. É um crime que vários pretensos apreciadores de música asiática desconheçam a Jolin Tsai… É impressionante como essa mulher só lança hino atrás de hino – e apesar do mercado pop costumar depreciar as cantoras conforme a idade chega, eu arrisco dizer que a Jolin em seus quase 40 anos tá no auge dela justamente agora, com três álbuns consecutivos maravilhosos e apresentações incríveis (o que falar do megamix que ela cantou na virada de 2018 pra 2019?).

    Quanto às E-Girls, você pensa em um dia fazer uma retrospectiva póstuma delas? Acho que seria bem legal pra ajudar os leitores (principalmente eu) a entender como se formou esse megazord, as diferenças entre os grupos base que compunham ele, as integrantes “notáveis” (vide “Dream” Ami e Reina, que mataram seus respectivos grupos), as avulsas enfiadas no meio só pra inchar a formação e dançar escondidas no cantinho e cantar incríveis 0 segundos, etc…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s