Cherry Bullet reinventa Beethoven com “Hands Up” (E lança uma arma como lightstick)

Cherry Bullet está de volta com seu primeiro digital single “Hands Up”, e a FNC resolveu fazer as gatinhas seguirem o mesmo pacto a mesma fórmula de suas irmãs mais velhas AOA: Chutaram algumas meninas que ocupavam espaço (Infelizmente a icônica Kokoro rodou nessa), deixaram um line up de 7 integrantes e deram uma reformulada no conceito do grupo para algo mais forte e tal (Sexy concept está em baixa então ganhamos esse girl crush mesmo). Mas se isso não deu certo logo de primeira pro AOA em termos de charts, duvido muito que dê certo para as Cherry Bullet com “Hands Up”:

Tipo, eu adorei essa música, principalmente pelo uso do sample de “Für Elise” do Beethoven por duas razões: Primeiro por essa mistura de música clássica + pop safadíssimo quase nunca dar errado e sempre soar como algo inventivo e fora da casinha, e depois por me lembrar automaticamente da Ivy e a icônica Sonata Of Templation que usa o mesmo sample (E se você não conhece essa música É OBRIGAÇÃO ouvir e amar):

Nessa pequena comparação de “Músicas com o mesmo sample” eu prefiro a música da Ivy, mas o Cherry Bullet não fez feio também. Eu estava com medo de ouvir isso e vir um tryhard horroroso mas a música é bem mais leve do que eu esperava, e o instrumental acaba sendo bem gostoso e divertido (Principalmente no pré-refrão/refrão). O rap que a Jimin escreveu deixa bem evidente que foi ela que escreveu (A rapper delas dá até uma emuladinha na voz de esquilete da Jimin), tudo bem feitinho no geral mas acho que faltou aquela linha que grudasse, sabe? Tipo, nos singles do AOA sempre podemos contemos contar com os “hey” e o título sendo repetido 49 vezes na música para garantir que fique na sua cabeça, e embora o Cherry Bullet faça a mesma coisa com “Hands Up” eu não sinto que tem a mesma força. Sinto que faltou esse coisa mais pegajosa na música, mas isso não tira os méritos de uma ótima música (Que com certeza faria mais sucesso com um grupo mais estabilizado).

Cherry Bullet é um daqueles grupos que a gente não imagina hitando (Não tão cedo, pelo menos), e “Hands Up” não me parece ser o tipo de música que faça elas irem da água para o vinho (A não ser que a Coreia me surpreenda muito e resolva viralizar o grupo do nada), mas comparado ao primeiro ano em que elas praticamente passaram batido com músicas bem esquecíveis (Com MVs legais, mas ainda assim…), tivemos uma evolução aqui. “Hands Up” diverte com um sample inusitado e uma batida muito boa, fazendo o que todo single de K-pop tem que fazer, e embora ache o grupo pouco memorável no geral, esse single mostra um caminho mais promissor pro grupo.


Hidden gem: O lightstick

“Hands Up” é só um digital single, mas junto a esse comeback foi anunciado o lightstick do grupo que tem o formato de uma arma. Faz sentido para um grupo chamado Cherry Bullet e a tara que os girlgroups de K-pop tem com posse de armas, mas eu jamais imaginaria um grupo lançando um revólver para seus fãs ficarem apontando na direção delas. 

7 comentários em “Cherry Bullet reinventa Beethoven com “Hands Up” (E lança uma arma como lightstick)”

  1. Acho que falta força nas integrantes. Elas são muito apagadinha, vi o MV algumas vezes e poucas se destacam e ainda assim se destacam pouco. Talvez isso mude conforme eles forem ganhando experiência

    Curtir

Os comentários estão desativados.