Sori não tem medo de cair de moto e se ralar com a maravilhosa “Initial S”

Quem se lembra da Sori (ex-Cocosori) deve lembrar que ela tinha anunciado, lá no ano passado, que “I Am Not Alone” seria o seu último single da carreira se não fizesse sucesso. E isso até rolou mesmo, com a Sori arranjando um emprego de barista sem a sua empresa saber, inclusive, mas ela acabou se dando uma nova chance depois de notar que ainda tem fãs esperando um comeback da cantora e lançou “Initial S”:

Até que demorou para alguém na Coreia notar que Blinding Lights é o maior hit de 2020 e lançar uma versão bootleg para alguma nugu né?! Não que synthpop retrô não seja uma grande onda na Coreia há um tempo aí, mas acredito que “Initial S” seja a primeira música que tentou de fato recriar a magia desse smash do The Weeknd (Pode ser que, sei lá, algum boygroup de 3º escalão tenha lançado algo parecido e eu não esteja sabendo, mas até aqui Sori é a primeirona), com sintetizadores mais fortes e um ritmo mais acelerado dominando a música do início ao fim. E se ninguém fez igual a Sori, melhor pra ela né, pois ela garantiu tranquilamente uma das melhores músicas de 2020 no K-pop.

O MV intercala cenas diurnas e fofas dela se apaixonando por um cara numa moto e curtindo uma praia (Afinal ainda dá para aproveitar o verão coreano né), e cenas noturnas com foco dela ser uma grande gostosa motociclista (Uma curiosidade desse MV é que a Sori estava tão comprometida com o conceito que ela tirou até uma licença nível 2 de habilitação para poder dirigir essa moto sem ter medo de cair e se ralar). Eu curti o contraste das cenas e tudo complementa muito bem a energia da música, mas eu viveria muito bem só com as tomadas noturnas que são muito superiores. Mas o grande acerto do comeback foi transformar Sori numa motociclista, a ideia foi tão genial para essa música que o vídeo poderia ser só da Sori dirigindo sua moto por 3 minutos pelas ruas de Seul que seria ótimo também.

Eu não sou muito de deitar para as faixas da Sori tão de cara (“Touch” mesmo eu só fui curtir agora em 2020), mas “Initial S” é uma grande exceção. Tudo nessa música te acerta em cheio logo de primeira, é tudo tão bom e viciante que é impossível não gritar “Meu deus que hino” para uma delícia dessas. Mas, acima de tudo, eu torço para que “Initial S” dê uma animada nessa carreira da Sori e que a música faça barulho suficiente para ela continuar com essa jornada. Fato é que, se fosse qualquer gata com mais relevância na cena, essa música seria um hit quase que instantâneo, então fica a torcida para que o poder de algum viral abençoe a Sori e ela consiga uma entrada no Melon, pelo menos.

2 comentários em “Sori não tem medo de cair de moto e se ralar com a maravilhosa “Initial S””

Os comentários estão desativados.