HA:TFELT disfruta de la noche con su conejito de peluche en “La Luna”

Depois de redefinir o mundinho indie hipster coreano com o maravilhoso “1719”, HA:TFELT está de volta com o novo single “La Luna”. E como HA:TFELT foi a mais nova gostosona coreana a ferver seu sangue latino e aprender o básico 1 do espanhol no duolingo para falar “Vamos a la luna”, nada mais justo do que euzinho fazer a mesma coisa e botar um título com tradução safadíssima de google tradutor para o espanhol nesse post né?!

Engraçado que a HA:TFELT resolveu minar seu público pouco a pouco com cada lançamento conceitual e sonoridade fora do padrão para o que é exportado pelo K-pop e, agora que ela virou uma verdadeira hipster com umas 15 pessoas se importando com o que ela lança, a ex-Wonder Girls resolve dar uma investida em sons mais mainstream na Coreia. Primeiro foi o EDM tropical de “Sweet Sensation”, e agora o popzão latino de “La Luna”. Não que isso seja um problema em si mas, já que ela não é tão contra a maré quanto eu pensava, será que ela seria mais popular se ela seguisse os modismos desde o início? Ou ela estava fadada a ter 15 pessoas ligando para os hinos dela de qualquer jeito?

Enfim, “La Luna” é exatamente o que o título sugere: Uma latinidade reggaeton safada de uma coreana querendo ir para la luna. Ela cai mais ou menos no mesmo ponto de “Say My Name”, da Hyolyn: A música é totalmente previsível e você já sabe o que vai ouvir com 30 segundos de música, mas a HA:TFELT consegue dar um jeito de fazer a música acima da média. Talvez seja os vocais sóbrios da HA:TFELT que sempre me dão uma sensação de paz e tranquilidade ouvindo, os “la la la la luna” e “vamos a la luna” que são muito agradáveis de escutar, a batida envolvente… Ou então é só biasismo mesmo e a essa altura eu adoro qualquer faixa 7/10 que ela solte (Exceto “Happy Now”), mas achei essa música bem boa.

O destaque desse comeback fica para o MV, onde HA:TFELT entra no carro com seu coelho e repara em um bilhete que está escrito “Vamos a la luna”. Depois disso o coelho ganha vida e um corpo de homem, e aí começa uma viagem muito louca pelo espaço com HA:TFELT se divertindo e fazendo umas saliências com seu coelho. É meio óbvio que esse MV é uma forma mais artística de representar ela ficando doidona com umas paradas ilícitas aí, mas o enredo de dar uns pegas no coelho e apoiar a comunidade furry acabou me lembrando da icônica cena de Ingrid Guimarães com seu vibrador de coelho em “De Pernas Pro Ar” e acho que isso deu um outro nível para o vídeo.

No geral, “La Luna” é um bom single despretensioso da HA:TFELT. Levando em conta que o “1719” é um álbum mais carregado, “La Luna” surge para deixar essa experiência de acompanhar a HA:TFELT mais leve, e acho isso bastante válido. Só acredito que poderia ser em cima de uma melodia um pouco menos óbvia do que essa, mas acho que ela não queria reinventar a roda com esse single e eu tenho vontade o suficiente para fazer essa música vingar na minha playlist, então é um lançamento muito bem vindo para mim.

7 comentários em “HA:TFELT disfruta de la noche con su conejito de peluche en “La Luna””

  1. Como que se pronuncia o nome artístico dessa mulher, pelo amor de deus?? É tipo Rátifelti? Tudo junto? Os dois pontos servem pra que? O “Ha” é tipo uma risada antes do nome?? Confusa estou

    Curtir

  2. A musiquinha é boa, mas as vezes me sinto estranha com esses coelhos em clipes.
    PS. Eu fui rever essa cena aí no vídeo, e acabei indo parar numa playlist Dougie 🙄

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s