Eu não faço a mínima ideia do que o Mamamoo está falando com “Dingga” mas estou amando

Mamamoo está preparando seu DÉCIMO EP (Lembro da época que achava surpreendente quando um gg passava do 5º EP kk tou ficando velho pra isso), “Travel”. Porém, antes da gente viajar nesse EP, o grupo liberou o single “Dingga” como aquecimento para o comeback:

Assim, eu não faço a mínima ideia do que elas querem dizer com “Dingga”, mas levando em conta a quantidade de la di das e dam di dams que estão surgindo no K-pop semanalmente e podem significar qualquer coisa ou coisa nenhuma, eu vou só aproveitar o momento pois eu curti demais os “Dingga dingga eh” se repetindo, é divertido e viciante. O instrumental, assim como em Wanna Be Myself, traz um misto do Mamamoo seguindo as tendências e voltando aos primordios do conceito retrô que o Mamamoo vingou no início da carreira. A melodia é fácil de ouvir e contagiante, pois o objetivo aqui é de criar um som agradável, que envolva o ouvinte numa batida simples.

Os responsáveis pelos singles do Mamamoo na maioria das vezes sabe bem o que estão fazendo, e elas são ótimas elevando a coisa toda com talento, o que gera uma combinação interessante. Por exemplo, o Mamamoo poderia muito bem soltar meia hora de highnotes lá pro final da música, mas o pessoal resolveu manter tudo numa mesma linha pois acreditaram que combinaria melhor com a música. E deu certo, pois tanto os raps quanto os vocais estão deliciosos de ouvir com o instrumental. É esse tipo de coisa que valoriza muito o Mamamoo, onde posso confiar com singles bons a todo instante (Diferente dos álbuns, mas isso é outro papo). Só senti falta do break que é exclusivo do MV, pois achei bem legal e elas poderiam ter colocado na música também.

Até aqui o Mamamoo teve um ano muito bom. Os solos são de bons a muito bons (Até o da Moonbyul que não faz o meu estilo dá pra aproveitar, dependendo do dia), “Wanna Be Myself” foi um ótimo comercial e “Dingga” é um ótimo pré-lançamento. Indo nessa pegada e aumentando um pouco o impacto (E com um MV mais único também, pois esse foi o ponto fraco de “Dingga” mas pelo menos serviu uma prévia do que vem aí no final), Mamamoo tem tudo para lançar um bom comeback no próximo dia 3 de novembro, e eu acredito nelas para isso.


Quer ouvir tudo isso numa voz de pilha quase tão fraca quanto a da Aracy da Top Therm? Vai lá assistir o meu react para “Dingga” então.

Uma consideração sobre “Eu não faço a mínima ideia do que o Mamamoo está falando com “Dingga” mas estou amando”

  1. Fui ouvindo a música enquanto lia o post e pensando “ah, nem é tão pegajosa assim”, quando terminou a música minha cabeça começou um loop de DINGGA DINGGA E
    Aprovada!

    Curtido por 1 pessoa

Os comentários estão desativados.