A Chungha tá de saia e bicicletinha, uma mão tá no guidão e a outra tá lançando “Bicycle”

Foram meses de espera, músicas aleatórias e pré-lançamentos, mas finalmente aconteceu: Chungha lançou seu 1º álbum de estúdio “Querencia”, se tornando o 1º grande evento do K-pop em 2021. Será que, depois de quase 1 ano de promoções através de pré-lançamentos, a Chungha conseguiu cumprir com todas as expectativas e o hype que eu tinha para esse comeback? Bem, vamos começar comentando a faixa principal desse retorno, “Bicycle”:

“Bicycle” é uma faixa… boa. Quando os teasers saíram eu achei que “Bicycle” vingaria a maravilhosa “Flourishing” do álbum anterior como o trap safado de Ariana Grande da carreira, e no fim veio isso mesmo só que menos Ariana Grande e mais boygroup de 2º escalão coreano. Eu sempre falo que uma música tryhard de boygroup fica bem melhor quando é cantada por uma gostosona e não é diferente com esse comeback, mas fiquei com aquele sentimento de que não foi o suficiente depois de tanto tempo. Queria ter deitado e aclamado “Bicycle” logo de cara, mas essa música tem mais cara de pré-lançamento do que os próprios pré-lançamentos desse álbum.

Os primeiros versos são bem legais até, parece que tem uma pegada urban latina no meio do popzão que me faz entender aonde vamos chegar com essa música e eu estava pronto para aclamar mais um hino da Chungha… Até chegar ao refrão que é questionável demais. O grande forte da Chungha são os refrões que são muito bem construídos e elevam a música e transformam em um grande bopzão, mas em “Bicycle” é tanta repetição rolando que o refrão fica pobre, e o que fica na cabeça é a batida do instrumental mesmo. Os “You like when I ride it” são maravilhosos mas não sustentam o refrão, e a partir daí a música segue essa mesma ideia com versos muitos bons mas um refrão que demora pra funcionar. No geral eu curti “Bicycle”, mas dava pra ser bem melhor.

O MV conta com um break dance que eu achei muito legal por me lembrar os tempos que a Lee Hyori fazia isso em seus comebacks. A Hyori levava esses breaks para suas performances, e espero que a Chungha faça isso também e não deixe exclusivo para o MV. De resto, o vídeo mostra a cantora mostrando seu lado ostentação e ostentando muito brilho, luxo, opulência e orçamento escorrendo pela tela do meu computador. ela está linda, com uns visuais ótimos e o vídeo combina muito bem com a música, então temos uma vitória aqui.

Mas é claro que só gifei as obrigatórias cenas dela andando na bicicleta pois a Chungha, apesar de tudo, ainda é uma discípula de Ariana Grande

“Bicycle” cumpre bem o papel como single e, mesmo não gostando tanto de primeira, gosto da Chungha o suficiente para acostumar e deitar para ela ouvindo mais um pouco, mas não muda o fato dela ficar ofuscada no meio de tantos lançamentos mais legais que ela mesma nos deu antes do “Querencia” acontecer (“Stay Tonight” e “Dream Of You” são músicas muito mais fortes para carregar esse peso de ser a faixa principal do álbum). Talvez em um comeback menos ambicioso e sem tantas músicas “Bicycle” funcionasse melhor, mas a MNH quis entregar 21 faixas em um álbum grandioso até demais para uma música como essa.


Hidden gem: Demente (feat. Guaynaa)

O grande ponto do Querencia nem é o fato de ter música pra caramba nele, mas sim o quanto a Chungha se desafiou fazendo esse álbum com MUITA coisa fora da zona de conforto dela e experimental para uma artista que eu aclamava por fazer muito bem o arroz e feijão da música pop. Claro que uma ou outra música não ficou lá grande coisa, mas é um álbum com muita música boa que tem muito potencial para aparecer nessa parte do post. A minha favorita do álbum acabou sendo “Demente”, pois é o grande momento de Chungha se exibindo como a grande latina que ela é servindo latinidade raiz ao invés de ir pro reggaeton bombando da vez, e ela cantando em espanhol ficou muito sensual e combinou com o Guaynaa. “Demente” é uma faixa desafiadora e podemos ver que a Chungha quis experimentar tudo que podia nessa música, e tudo dando certo deixa essa música ainda mais brilhante para mim.

Para mais análises acertadas e descompensadas do universo do K-pop, siga o blog no twitter: @popasiaticojpg

8 comentários em “A Chungha tá de saia e bicicletinha, uma mão tá no guidão e a outra tá lançando “Bicycle””

  1. É realmente Bicicleta acaba ficando meio fraca entre os demais pré-relances, mas não chega ser ruim… O Album ficou bem legal achei que a Chung Ha entregou bastante material legal nele.
    Você vai fazer Review do Querencia ?

    Curtir

  2. Meu deus que desgosto, eu comecei a ouvir e abandonei no primeiro refrão pq já sabia onde a música ia dar. Não que ela tentar outros gêneros seja ruim, mas tinha tanta coisa genérica bem melhor pra ela emular. O album também não surpreende visto que as melhores coisas vieram bem antes e o resto soa como filler.
    Espero que ela faça um comeback no verão coreano pra salvar, pq não sei se Stay the Night vai aturar mais tempo na minha playlist (obvio que vai).

    Curtido por 1 pessoa

  3. Stay Tonight, Play e Dream of you são A tríade do ano passado. Essas faixas são maravilhosas e aí vem a faixa título e…
    Buuum… Chungha chegou jogando um balde de água fria em minha pessoa. Mulheeeer como que tu faz isso comigo? Que brochada dos infernos…. O clipe tá lindo, o clipe tá rico, ela tá gostosa mas a música pqp…. Mas eu sou muito cadelinha dessa musa, então vou fingir que gostei né? Ohhh vida.

    Curtir

  4. Eu amei essa música e desde que lançou já ouvi mil vezes, provavelmente vai render muito na minha playlist como todas as músicas dessa mulher. Para mim ela entregou tudo! O álbum tb tá uma beleza, terminei o dia bem satisfeita, confesso.

    Curtir

  5. O começo da música me lembrou Airplane do boygroup-q-não-deve-ser-nomeado. Nem consegui terminar o MV mesmo achando ele muito bem produzido, não salvou a música fraca.

    Curtir

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: