Leftovers (22/04) IZ*ONE, Apink, Kang Daniel, alguém do Seventeen, LiSA, FEMM e etc.

Aproveitaram o feriado ou foi tão morto quanto essa semana para os girlgroups de K-pop?

Davichi – Just Hug Me

Não é todo mundo que sabe aqui mas eu sou fã do Davichi. Tipo, MUITO fã. Tão fã que até esses baladões automáticos que elas desovam casualmente há uns bons 4 anos eu gosto de ouvir (Na verdade desde que elas saíram da MBK a criatividade nas baladas delas caiu muito). Essa “Just Hug Me” é igual a qualquer OST e metade das baladas da própria dupla, mas é Davichi, então é claro que já estou muito emotivo ouvindo isso aqui.

Kang Daniel – Antidote

Essa daqui eu ouvi no lançamento, curti a batida e ele cantando, achei legal. Passou uns dias e eu ainda me lembrava da batida e dele cantando, então eu vou assumir que esse é o melhor single solo dele até agora (Pois os outros dois lançamentos eu não faço a mínima ideia de como são).

Apink – Thank You

O tradicional single de aniversário do Apink. Essas músicas mais fofinhas são mais toleráveis agora que o Apink (Ou qualquer outro grupo que bancava um aegyo no K-pop) não está sempre nesse modo inocente e adorável de cantar, mas tem algumas aí que já perderam a mão de fazer aegyo (A Eunji parece que está se punindo por bancar a fofa com 42 anos nesse vídeo).

Day6 – You Make Me

Ouvi uma vez e tá ótimo.

NU’EST – Inside Out

Engraçado ver como o NU’EST não é mais tão comentado na fanbase por aqui. Essa “Inside Out”, por exemplo, é a melhor deles em anos e eu só estou sabendo disso aqui porque o Youtube resolveu me recomendar esse comeback desde que saiu há uns 3 dias.

MAJORS – Rain On Me

Ruim/boa, o tipo de coisa que poderia cair no colo de algum Little Mix ou Rita Ora da vida com elas elevando a música para algo realmente memorável.

MAJORS – Dancing In Starlit Night

Ruim/ruim, e essas meninas tem um sério problema Avexzesco de querer bancar 19 MVs com 50 reais. Sei lá, tem vezes que é bom deixar as b-sides escondidas mesmo.

LUNARSOLAR – DADADA

Eu me senti ouvindo aquelas músicas do cignature onde nada tem a ver com nada mas mesmo assim vai ter quem deite para elas ouvindo. Comigo não funcionou.

Hoshi – Spider

Tive certos problemas com o MV servir visuais que absolutamente qualquer outro solo masculino bancando o gostoso vem servindo na Coreia, mas dá para relevar isso porque a música é muito boa nas 3 vezes que ouvi para escrever essas duas linhas.

IZ*ONE – Parallel Universe

É com essa bobagem que o IZ*ONE cantou pra subir ou vai rolar alguma outra coisa ainda?

FEMM – Keep It Cool

Farofinha nada demais perto de “Sugar Rush” e (Principalmente) “Come & Go”, mas ainda melhor que o que o FEMM passou uns bons anos desovando.

Miliyah – Kono Yume Ga Sameru Made (feat. Yoshida Brothers)

MAS É CLARO que a Miliyah deu um jeito de pegar uma música de anime que só 10 otakus devem assistir. A música é ótima, esse arranjo tradicional ficou muito bom e a Miliyah serviu vocais dramáticos e teatrais, mas amiga tu precisa de um HIT pra alimentar suas crianças, arranje um shounen de lutinha para cantar a abertura da próxima vez.

Yu Serizawa with DJ KOO & MOTSU – Everybody! Everybody!

O bom do Japão não desapegar dos anos 90 é que lá é o único lugar que ainda existe a possibilidade de levarem a sério e investir alguma coisa em um Eurobeat safadíssimo.

Ai Furihata – AXIOM

Adorável o suficiente para se tornar memorável. O tipo de música que me conforta e me dá uma energia a mais para viver. O MV com ela dançando com alienígenas é uma graça.

Juice=Juice – DOWN TOWN

Outra música com gostinho de velharia japonesa que só o J-pop pode proporcionar (Mas essa é de fato um cover de alguma velharia japonesa).

kyoko – Choshinotte Dance

Isso é basicamente uma música do último álbum da Kylie Minogue e eu AMEI.

LiSA – Another Great Day!!

Eu ouvi isso aqui pensando “Nossa, isso aqui tem uma pegada meio rock old school né”, aí fui descobrir que o guitarrista do B’z atuou como produtor dessa música e tudo ficou explicado para mim. Mais um rockzão diferente do que costumo esperar de uma Seiyuu, então ponto para a LiSA aqui.

Sumire Uesaka – Easy Love

Já essa aqui é o pop/rock com voz mais aguda que é mais comum de ouvir dessas anisongs e que soam tudo meio igual para mim. Não é o tipo de coisa que faço questão de ouvir sempre, mas é muito difícil grudar na cabeça tocando em todo episódio do anime que essa música promove.

Dreamcatcher – Eclipse

Muito legal ver que as músicas de anime do Dreamcatcher finalmente estão virando músicas de anime de FATO. Essa “Eclipse” cai no mesmo problema de não ser muito o que costumo ouvir, mas é uma boa música e fica a torcida para elas conseguirem um anime hypado e se popularizarem entre os otakus de lá.

Angry Youth – Song About Sex

Eu entrei na vibe, curti a energia que a música me passou, me senti em paz ouvindo. Então eu fui saindo da vibe, voltando ao normal aos poucos e a música AINDA não tinha terminado. Uns 2, 3 minutos a menos fariam maravilhas para essa música, mas entendi a proposta e curti o que eles ofereceram aqui.

G.E.M – Superpower

A G.E.M ouviu o debut solo da Lee Suhyun e pensou “Tá aí, vou usar esse conceito também” (Até o somzinho disco bate ponto aí). “Superpower” diverte tanto quanto “Alien”, embora não seja o melhor que a G.E.M lançou para mim esse ano.

7 comentários em “Leftovers (22/04) IZ*ONE, Apink, Kang Daniel, alguém do Seventeen, LiSA, FEMM e etc.”

  1. Des que o Ren fez umas plásticas para ficar com cara de homem l, perdeu a maior parte da graça pra mim.
    E que contrato é esse que o Nuest vai fazer 10 anos de carreira sem perder integrantes, flopado por mais da metade, e ainda não foram para o exército. O povo debutou com que 7 anos???

    Curtir

  2. Nuest pegou o hype do produce, e depois a fanbase parece que esqueceu eles no churrasco, além da empresa estar divulgando eles muitos mal, quem diria que a bighit comprando a pledis pioraria a situação dos bgs em, nunca pensei que isso aconteceria (rs). Mas como sempre, seguem soltando músicas muito gostosinhas, eu adoro, única coisa ok do mês até agora.

    Curtir

    1. Vou concordar contigo. Exemplo é o Seventeen, antes eles tinham uma divulgação maior, e eu nem curtia tantas coisas deles, mas era youtube, pessoas na minha timeline e etc e agora parece que eles se tornaram um grupo ‘fechado’, ou apenas específico. Esse menino aí, uns anos atrás era mega hypado nos grupinhos kpop que seguia, agora…

      Curtir

Os comentários estão encerrados.