Red Velvet ameaça estragar outra música clássica em 2022 no K-pop com o “The ReVe Festival: Birthday”

Red Velvet anunciou um comeback de fim de ano com “The ReVe Festival 2022: Birthday”, pois o Red Velvet está muito afim de alimentar essa série que só rendeu músicas que ficam entre o esquecível e o tenebroso. E, tal como em “Feel My Rhythm”, Red Velvet vai trazer mais um sample de música clássica para farofar em um trabalho de K-pop com “Birthday”, que será lançada no próximo dia 28:

Por mim essa pequena trend de músicas clássicas esse ano no K-pop poderia logo chegar ao fim, pois nenhum dos exemplos do mainstream ficou bom: “Shut Down” é uma chatice sem tamanho, “Nxde” é fraquíssima não chegando a lugar nenhum e “Feel My Rhythm” é uma das experiências mais entediantes que o K-pop me proporcionou esse ano. Não que o Red Velvet esteja me entretendo nos últimos anos mas caramba, que música chata foi essa que o Red Velvet lançou

Porém, esse conceito e truque de samples clássicos é uma coisa que vem dando certo: O BLACKPINK conseguiu mais um hit que tem muito o que crescer pois sabe-se lá quando (Ou se) esse grupo vai lançar outra música de novo, o (G)I-DLE conseguiu um super smash hit que consolidou o grupo como um dos principais nomes femininos de 2022 e o Red Velvet bateu seus recordes pessoais com “Feel My Rhythm” sendo um grande hit digital e o álbum dobrando as vendas do recorde anterior do grupo

Independentemente do que eu acho sobre as músicas, essa tendência vem dando certo e fazendo a fanbase aclamar horrores e chamando de artistas em tudo quanto é lugar, então faz sentido eles apostarem nesse concept de novo. Enfim, a música da vez é “Rhapsody In Blue” de George Gershwin, que as gatinhas mais véias de guerra como eu devem reconhecer como trilha sonora de desenhos antigos de Tom & Jerry. Ou seja, tenho uma memória afetiva com essa música e espero que o Red Velvet não estrague isso.

Agora, mudando um pouco de assunto: Olhando esse ano, chega a ser surpreendente ver o quanto o Red Velvet trabalhou. Teve EP coreano, álbum japonês, um monte de trabalho solo e, agora, mais um EP na Coreia. Não lembro do Red Velvet trabalhando, sendo ativo e fazendo tanto sucesso no K-pop quanto esse ano, e isso é ainda mais impressionante se pensarmos que o grupo tem 8 anos de carreira e, nessa fase, o normal seria diminuir os trabalhos do grupo e focar em outras áreas enquanto a empresa foca em nomes mais novos na geração. Apesar de ter muito tempo que não curto de verdade uma música delas, é muito legal ver as meninas sobrevivendo como veteranas e com futuro para durarem ainda mais na indústria.

13 comentários sobre “Red Velvet ameaça estragar outra música clássica em 2022 no K-pop com o “The ReVe Festival: Birthday”

    • E sabe o quanto me desanima ver que estão dando trabalho pra elas sendo que todos esperavam o disband e esses trabalhos todos serem sem graça! A única coisa boa delas esse ano foi o solo da Seulgi.
      Já prevejo outra chatice como essa Feel My merda e tô criticando tanto o trabalho delas que acho que daqui uns dias me expulsam do grupo que faço parte, mas sendo sincera, não tô gostando não. Nem as cores, nem as fotos que estão saindo agora e nem essa prévia e descrição da música, minhas expectativas pra esse comeback estão baixíssimas.
      Acredito que aquela moça lá que cuidava do conceito do grupo depois que saiu parece que o grupo anda em círculos perdido. Tentam voltar aquela vibe conceitual sinistra divertida, mas não tem o mesmo impacto.
      Agora qualquer coisinha sem graça é tratado como conceito genial.

    • Primeiramente eu gostaria de dizer que entendo seu ponto de vista, mas achei a matéria horrível, além de um vocabulário pobre ainda se posicionou de forma errada em relação aos artistas e aos seus trabalhos. Apesar de entender seu ponto de vista, poderia ter feito uma matéria totalmente diferente, que ao invés de só criticar o trabalho dos artistas, poderia ter mostrado a era de ouro deles, ou a diferença do estilo que costumavam fazer antes e que fazem agora, falar do que sente falta hoje em dia no kpop, coisas do tipo. Mas honestamente, não concordo com sua opinião e mesmo vendo outras matérias contrárias as minhas opiniões, sempre tinha um bom conteúdo, mas essa é horrível e não tenta me convencer nem um pouco a ter a mesma opinião que você. É isto.

      • Me choca como um crítico musical do seu calibre consegue falar uma coisa ruim sobre Feel my Rhythm, e ainda dizer que elas estragaram Air on The G String, tudo bem a música não fazer seu estilo, mas aplicar esse “typo” nessa música é de fuder.
        E disseram aqui que você é fã do itzy, então de música medíocre e chata você entende bastante, e esse não é o caso de FMR.

  1. Pra ser franco, você tem que ter um QI muito alto para entender NXDE. O refrão é extremamente sutil e, sem uma sólida compreensão de teoria musical, uma compreensão básica da física quântica, genética, e desenvolvimento artístico, você não iria entender, e a maior parte da narrativa iria passar completamente despercebido. Há também os vocais etéreos de Yuqi, que são habilmente entrelaçados em sua caracterização. Sua filosofia pessoal se baseia fortemente na literatura de William Shakespeare, por exemplo. Os fãs entendem essas coisas; eles têm a capacidade intelectual de realmente apreciar as profundezas do conhecimento e perceber que não são apenas palavras aleatórias – elas dizem algo profundo sobre a VIDA. Como consequência, pessoas que não gostam do “shht! Yes i’m nude” são verdadeiramente IDIOTAS.
    É claro que não apreciariam, por exemplo, a sutileza das letras existenciais da Soyeon, “Baby how do i look”, que é uma referência enigmática às clássicas palavras mágicas de Dante. Eu estou rindo agora apenas imaginando vocês confusos e coçando a cabeça enquanto os gênios dos produtores musicais da Cube se contorcem de rir assistindo vocês não entendendo nada, enquanto dizem “Que idiotas … como tenho pena deles. 😂” E sim, a propósito, eu tenho uma tatuagem escrita 레드 벨벳. E não, você não pode ver, é apenas para elas verem. E até mesmo elas têm que demonstrar que estão no mínimo 10 pontos de QI de distância do meu.

    • Vocês falam como se tivessem algum entendimento real sobre música kkkkkkk mais um site que as pessoas falam o que quer e se escondem atrás de uma foto de idol. Quando vocês tiverem algum estudo sobre música, composição e vocal aí o que vocês falarem pode ter alguma credibilidade, mas enquanto isso não passam de um bando de ignorantes que não tem nada melhor pra fazer e sobrevivem falando mal de obras que nem conseguem entender. Isso é patético kkkkkkkk
      Continuem falando vai que a popularidade de vocês aumenta e ficam conhecidos como: um bando de desocupados que só sabe falar o que não sabe e a vida vocês é tão porca que precisam descontar em textos podres tão quanto os autores.

      • A pessoa fala de todos os hits praticamente
        Não sabe oq é um grupo mudar de conceito e fica fazendo birra na internet
        Todas as músicas que foi citada
        T O D A S são boas e são hits

  2. Gosto muito dessa tendência e adoro FMR.
    Mas considero, assim como um colega comentou aqui, everybody’s got a $ecret a melhor dessas (possivelmente inclusive a melhor música do Billlie). O interessante é que o grupo em si apostas bastante em música erudita nos álbuns especiais delas de ost instrumental.

Deixe uma resposta