Oh Hayoung prova que ainda existem demos aegyo do Apink para serem queimadas com “Don’t Make Me Laugh”

Olha, com o Apink passando a dar todos os house que os gays querem e a Eunji queimando o estoque de baladões da Plan A, eu não imaginava que um dia o grupo reviveria os anos de aegyo que consagraram toda uma geração de adolescentes fofos e inocentes no K-pop. Mas, como em 95% das minhas suposições, alguém estava disposto a provar que eu estava ERRADO e, dessa vez, foi a Oh Hayoung com seu debut solo “Don’t Make Me Laugh”:

Pra começar é bem inusitado esse debut. Quando se pensa no Apink acho que a única pessoa que se vem em mente para uma carreira solo (Por motivos óbvios) é a Eunji, mas vai, se fosse pra imaginar mais alguém com potencial para debutar solo acho que as opções mais, digamos, “possíveis” seriam Bomi ou Naeun por ainda renderem algumas notas aqui e ali sozinhas e tal. A Hayoung me parece muito fora do radar para valer algum investimento sozinha, não era aquela coisa que alguém esperava ou tinha ansiedade em ouvir um solo até ela anunciar uma música solo. Mas aqui estamos com uma música que, embora não seja ruim, peca muito em ser inespecífica demais.

Na teoria “Don’t Make Me Laugh” até faz sentido para ela já que é a mais nova do grupo e cai bem esses números mais fofinhos para uma maknae. Além disso, agora que Apink aposentou esse tipo de conceito no grupo, não soa tão repetitivo assim ela pegando as demos que sobraram numa gaveta e se lançar solo, mas esse tipo de música fofa apenas pra mostrar que é fofa (Pelo menos por agora) não vem gerando muito apelo com ninguém né. A música é um popzinho fofo, agradável, traz aquela aura de menininha feliz e apaixonada e etc., mas duvido muito alguém fora da fanbase querer ouvir “Don’t Make Me Laugh” mais de uma vez. Na verdade os únicos que vejo ouvindo isso são os fãs mais velhos de guerra do Apink, já que os mais novinhos entraram pra fanbase por elas estarem salvando a House Music e não pelos anos de aegyo que elas serviram antes disso.

“Don’t Make Me Laugh” é uma faixa competente no que se propõe a fazer, mas acredito que passa batido na hora de chamar atenção do público, o que é um problema para alguém que já não tem um nome forte dentro do próprio grupo. Claro que é possível fazer carreira como solista fofa e inofensiva (A IU passou uns bons 5 anos se torturando como irmãzinha da nação, por exemplo), mas para a situação atual do Apink esse debut acaba se tornando meio dispensável pra todo mundo.

4 comentários em “Oh Hayoung prova que ainda existem demos aegyo do Apink para serem queimadas com “Don’t Make Me Laugh””

    1. Parecia mesmo. Tanto que sempre que ela participava dessas apresentações de fim de ano que misturam integrantes de grupos diferentes, ela quase sempre aparecia piranhando… como esquecer por exemplo dela mexendo a raba com a Chanmi (do AOA) e com a Joy (do Red Velvet) enquanto as três faziam um playback descarado de Coming Of Age Ceremony?

      Curtir

  1. Duas observações:

    – Sério mesmo que o povo esqueceu a comemoração de aniversário que Apink lançou em abril (que é aegyo pra agradar os véios)?

    – Como você disse, a música não é ruim, mas eu não imaginava que ela ia pegar uma demo de OST de algum filme da Disney. Tava até esperançosx dela fazer um sexy concept, ou pelo menos continuar o girl crush do grupo, já que a gatinha tem uma faminha disso por lá na Coreia:

    Já que ela não é tão magra que nem as outras integrantes, além de ser a mais alta delas, é um concept que cabe muito bem a ela

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s