RECAP — Queendom S01E10: Parabéns, Mamamoo!

NO EPISÓDIO ANTERIOR: Mamamoo ficou em 2º lugar de novo fazendo qualquer coisa, Oh My Girl fez o conceito vampironas do amor e ganharam o 3º round, Lovelyz mostrou que as senhorinhas coreanas adoram um aegyo old school e AOA ficou em último lugar com uma performance cagadíssima. Como o último episódio durou DUAS HORAS E MEIA e a maior parte do EP foram das performances e dos grupos rasgando seda um pro outro, esse recap vai ter um formato diferente: Ao invés de comentar cena por cena, vou comentar um geralzão de cada grupo no programa e, junto a isso, comentários sobre as performances finais de cada uma delas. Mas, antes, o ranking dos lançamentos dos grupos que valeu 15 mil pontos no resultado final:

  1. Mamamoo
  2. Oh My Girl
  3. (G)I-DLE
  4. AOA
  5. Lovelyz
  6. Park Bom

Na verdade todas as músicas floparam em um nível que só o Mamamoo conseguiu debutar sua música no Top 200 do Gaon na posição #102. Outras músicas podem conseguir debutar na próxima quinta, como Guerrilla do Oh My Girl que vez ou outra consegue aparecer no Top 100 do Melon e LION do (G)I-DLE que resolveram adotar como single mesmo e até MV foi lançado para a música:

Mas para o programa não adianta mais né. Vamos para a retrospectiva dos grupos no Queendom:

PARK BOM

NO PROGRAMA: O formato do programa sabotou a Bom de diversas formas. Bomzão teve que se virar sendo um nome mais old no meio de tantos grupos mais fresh para o grande público, o fato dela ser uma solista que não dança tendo que se garantir apenas na voz pela maior parte do tempo enquanto as outras conseguiam usar outros recursos e acredito que até o budget mais limitado da D-NATION comparado as outras empresas tenha comprometido as apresentações da Bom. OK QUE parte do desempenho pífio na competição também seja culpa dela com seu vocal cagado na maior parte das performances, mas nem se a lenda incorporasse a Sohyang no palco ela ia conseguir um resultado mais relevante. De qualquer forma a personalidade dorky da Bom brilhou no programa, e para os fãs de K-pop velha guarda foi prazeroso ver a Bom ali sendo fofa e involuntariamente engraçada.

A PERFORMANCE: Atuação não é o forte da Bom, né (Ela no espelho, oh gurl…) mas achei bem legal a participação do clone fazendo as dancinhas da Park Bom melhor do que a própria Bom e ela arriscando uns passinhos no final da apresentação foi divertido de assistir, sendo provavelmente a performance mais competitiva dela nesse programa. Se eu fosse a Bom investiria nessa música como single pra valer que nem o Idle vem fazendo pois essa música é um ótimo follow up para aquela “Spring”, montava um MV bem nostálgico e deixava rolar.

LOVELYZ

NO PROGRAMA: Praticamente ofuscadas, Lovelyz teve poucos auges no Queendom e demoraram demais para vingar alguma coisa nele (Até o 2º round preliminar elas basicamente passam batido na edição). As tentativas de emplacar uma imagem mais forte e sensual foram pífias e até no fator entretenimento elas ficaram apagadíssimas, com Kei só conseguindo se destacar no seu ship com a Hwasa e Sujeong killing it naquela gincana de adivinhar músicas lá pela segunda metade do programa. Para o grupo que menos impactava fora da fanbase no programa, Lovelyz devia ter feito mais (E provavelmente devem ser as menos beneficiadas com a exposição do programa também).

A PERFORMANCE: Resume bem o que foi o Lovelyz no programa: Fizeram tudo direitinho mas pouco empolgou. A música mostra uma boa opção para quando elas cansarem do aegyo inofensivo delas e apostarem em algo com mais pulso (Afinal Apink já vem roubando todos os house safados pra elas), mas ela acaba funcionando somente com quem já simpatizava com o Lovelyz mesmo. Logo, cumpriram protocolo com essa performance mesmo (Já não tinham muitas chances de ganhar nada então só fizeram o requisito e ok).

AOA

NO PROGRAMA: Entregou ótimas performances (Especialmente as duas primeiras) mas o fato de estarem há mais de um ano sumidas certamente prejudicou as anjas e minou os resultados delas. De qualquer forma a performance de “Egotistic” delas vai ficar para a história da temporada como a mais aclamada e serviu para botar elas de volta ao jogo (Tanto que até um comeback já foi agendado para elas esse mês) e Jimin deve ficar mais popular depois de ser marcada como a mina que não liga pra competição (Mas liga sim, viu, amada). Mas um ponto negativo é que só a Jimin brilhou na edição mesmo, e as outras praticamente passam batido (A Seolhyun ok já que passou uns 5 episódios sem se envolver no programa, mas ninguém nem deve lembrar o que a Yuna fez no programa).

A PERFORMANCE: Foi boa, mostraram de novo que estão em dia com o título de pretty girls e tal e a parte da Chanmi descendo a porrada em geral foi maravilhosa, mas esse conceito de faroeste e cowgirls não combinou em nada com a música e o lipsync também não estava em dia (A Jimin se cagando no rap logo na hora que a câmera deu o close rs). Não chega nem perto de ser a melhor coisa delas no programa, mas a parte da Chanmi foi necessária para compensar a apresentação.

(G)I-DLE

NO PROGRAMA: Assim como na carreira delas até aqui, Soyeon roubou todo o spotlight do grupo, basicamente. Mostrou que manda e desmanda com suas habilidades de produção, teve todas as ideias para as performances e ainda era a porta-voz do grupo para quase todas as perguntas feitas a elas na temporada. Quando ela não apareceu as gatinhas que representaram o grupo (Minnie e Soojin) pouco brilharam, então a imagem de “Soyeon e as outras” que elas já tinham antes, com as meninas sendo muito dependentes do que a Soyeon quer fazer, não mudou. Isso não prejudica em nada a reputação delas de monster rookies, a popularidade delas vai crescer independente do que elas fizeram no programa (Principalmente fora da Coreia, por todo o apelo girlcrush delas), e conseguiram mostrar que conseguem competir com grupos mais velhos mesmo com pouco tempo de existência, então acabou sendo bom para elas.

A PERFORMANCE: Achei no mesmo nível que a performance do AOA mas o conceito medieval delas foi uma escolha muito mais feliz e me fez até simpatizar um pouco mais com a música, dando aquele plus que não rolou na performance das anjinhas. A intro breguíssima foi altamente questionável, mas no palco elas compensaram muito bem. Mandou bem, Soyeon.

RUNNER UP: OH MY GIRL

NO PROGRAMA: De longe a maior surpresa da competição. Acho que ninguém apostava muito nelas como poderiam apostar em (G)I-DLE ou AOA para compor o Top 2 do programa, e a 1ª apresentação bem low profile delas indicava isso mesmo mas do 2º round em diante as fofas fizeram valer a competição valer a pena. Eu tinha dito antes do programa começar que, como Oh My Girl estava numa crescente, esse programa tinha tudo para impulsionar elas de vez como um dos girlgroups de destaque na cena, e acredito que deu muito certo. Ninguém brilhou muito na edição individualmente (Talvez só Seunghee chorando em todo resultado possível), mas as performances foram o ponto chave para o grupo brilhar no Queendom.

A PERFORMANCE: A única coisa muito WOW na performance foi a Seunghee cantando, já podem engatilhar um solo esperto com muito apelo vocal pra pois depois dessa performance eu poderia ouvir ela gritando numa música por duas horas que eu ficaria feliz. Vale muito pela música (A melhor das músicas lançadas pelo programa) e pelos visuais maravilhosos (Especialmente pela Binnie que estava no seu auge do programa nessa performance), mas poderiam ter botado um conceitinho mais específico para dar mais substância na apresentação.

WINNER: MAMAMOO

NO PROGRAMA: Todas elas foram bem divertidas quando tiveram chance de aparecer na edição (Ou seja, Hwasa meio que dominou enquanto Wheein meio que passou batido dentro do grupo) e o gimmick delas serem bem tímidas perto dos outros grupos foi algo bem fofo quando deu pra ser explorado, mas acredito que a participação do Mamamoo no programa seria muito mais divertida se a vitória do grupo desde o início não fosse tão previsível, principalmente vendo elas acumularem bons resultados sem muito esforço. Eu até reclamaria do fato do apelo popular influenciar muito no resultado e na vitória do Mamamoo, mas o Queendom literalmente tem a ideia de “Que vença a mais popular” mesmo então né… De qualquer forma não acho que seja tão injusta assim a vitória delas, mas a participação do grupo no programa não deve ajudar tanto a popularidade delas quanto vai ajudar o Oh My Girl (Agora o show solo que elas ganharam pode compensar isso muito bem).

A PERFORMANCE: De longe a melhor delas na competição (E a melhor do episódio também). Ainda senti a energia delas meio baixa, mas combinou bem com essa coisa mais sóbria e séria que a música tem. E elas empolgam o grupo, chamam pra cantar junto, gritar, elas inegavelmente conseguem envolver o público ao vivo mesmo sem estarem 100% na performance. A apresentação fez a música funcionar bem melhor também (Já imaginava que a música ia ganhar um up com a performance mesmo), elas serviram muito bem dessa vez, e o grupo fez o que tinha que ser feito para entregar uma ótima apresentação.

E chegamos ao fim do Queendom. Muito obrigado por acompanharem toda essa jornada de posts passando por recaps de episódios, performances e músicas, e pelo up que vocês deram no blog. A maioria dos posts já passaram dos 300 views, o que é ótimo para o tamanho do blog mas, principalmente, me surpreendeu muito já que não é o tipo de cobertura que faço com frequência por aqui. E olha só, finalmente cumpri uma promessa e fiz uma cobertura especial sem parar no meio (O pisão no outro blog onde largava as coisas pela metade mesmo e foda-se). Para quem começou a acompanhar o blog e/ou só vem aqui ler os recaps muito obrigado pela atenção e o tempo que gastaram comigo, e espero que vocês continuem curtindo o conteúdo que eu libero (quase) todo dia por aqui, e até um próximo reality que não envolva ficar prestando atenção em 100 trainees lutando para serem cotadinhos em um grupo cheio de jabá.

4 comentários em “RECAP — Queendom S01E10: Parabéns, Mamamoo!

  1. Mamamoo pode ter levado o primeiro lugar, mas o OMG foi o vencedor moral da competição. Eu não dava nada pro grupo, mas elas realmente surpreenderam; com o Apink indo pro lado biscate da força e o GFRIEND ainda não conseguindo se reerguer do boicote de Fingertip, o OMG tem tudo pra se tornar o novo girlgroup aegyo da nação.

    No fim, o Queendom até que foi bem divertido. Torço pra que haja uma segunda temporada (com MULHERES; o tal projeto pra uma temporada de boygroups não conta, a não ser que o KARD consiga uma das vagas).

    Curtir

  2. por conta da faculdade, tem três semanas que não assisto queendom, mas faço questão de vir aqui ler os recaps. quando finalmente conseguir ver tudo as piadas vão fazer sentido, tenho certeza.

    (cheguei por causa desse programa, mas virei assíduo porque seus textos são irônicos e engraçados demais, na contramão da galera que tenta ser educadinha como os coreanos. continue assim, por favor!)

    Curtir

  3. Eu adorei o que Queendom trouxe, as menians arrasaram nas performaces (tem as derrapadinhas, mas faz parte do jogo).
    Espero uma segunda temporada, com girlgroup, pelo amor de Jah Mnet, larga esse osso de dar holofotes pra boygroup tosquíssimo que lançam a msm coisa.

    Sobre as apresentações finais
    Bom: a bicha ja não da conta de performar né, não dança, não atua muito, o vocal falha as vezes, mas gostei do resultado. Espero que depois disso ela dispense essa imagem de viúva do 2NE1, pq cansou. A apresentação no geral foi a melhor dela, no programa, não ficou aquela coisinha parada com ela desafinando no canto.

    Lovelyz: eu gostei da música, e a performace tava bonita, o lance das máscaras e o visual mais “horror” todo teatral deixou lindo e combinou com a música. Comecei a simpatizar mais com o grupo graças ao Queendom, tanto que até aprendi o nome da Kei, Mijoo, Jin e Babysoul, e comecei a me interessar em saber mais delas.

    AOA: gostei da apresentação, Chanmi desceu o pau nos machos é o AUGE, adorei a ideia. A coreografia tava legal, música combinou com a imagem delas. Que no comeback do grupo, venham com força.

    OMG: acompanhava o grupo por tabela (igual Lovelyz), mas o programa me fez criar muito interesse por elas. O ar teatral da música é uma delicia, o combo de gritaria da SeungHee e da HyoJung é perfeito (achei engraçado que a segunda, dava pra ver pela movimentação da boca que cantava SHINE FOLEBER). Sobre o conceito, ficou meio confuso mesmo, parece que puxaram algo de mar, meio sereia, mas não aprofundaram em nem um, nem no outro.

    (G)I-dle: eu amei Lion, (foi minha música favorita junto com a de OMG), a intro foi bacaninha pra fazer uma apresentação (fingimos que a bonequinha da rainha loira e só a Soyeon loira não signifique nada kkkkk). A apresentação foi boa, animada, apenas Myieon e Shuhua são mais apagadinhas (mas uma tem voz e a outra um puta visual), pois as outras tem uma presença incrível.
    Só me deu uma brochadinha, depois do rap da Soyeon na estrutura que sobe, as outras aparecerem num canto, foi meio aleatório, poderia ter sido MAIS.

    Mamamoo: gosto da música, amei a apresentação, elas dominam demais a platéia. O visual on point, a Hwasa, mulher, acaba comigo desse jeito. (Moonbyul se não for sapatão, mais 2 minutinhos fermentando no útero da mãe, seria, pq oxe mulher caminhoneira).

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s