Ayumi Hamasaki sonha um sonho e dança na chuva com “Dreamed a Dream”

Ayuzão Hamasaki segue desafiando seus 22% de audição e lançou o seu segundo single em 2020, “Dreamed a Dream”. A música foi lançada há algumas semanas e, essa semana, Ayu nos presenteou com um PV que parece ter custado mais de 50 reais, pra variar um pouco:

“Dreamed a Dream” não é só uma continuação do comeback de Ayu depois do nascimento do seu 1° filho, mas também mais uma música da ressurreição de Tetsuya Komuro nas produções do J-pop. Para quem não sabe, Komuro tinha anunciado sua aposentadoria no início de 2018, após a mídia japonesa divulgar que ele estava traindo sua (agora) ex-esposa KEIKO, mas em 2020 ele retornou para o J-pop produzindo o último single do Nogizaka46 e, agora, com “Dreamed a Drram”. Eu não estava levando muita fé que o véio ia se levantar tão cedo, mas tá aí né, voltando a produzir para a geral no Japão.

Sobre a música, “Dreamed a Dream” sofre do mesmo ponto que “Ohia no Ki”, sendo uma música que não é exatamente nova no catálogo da Ayu. Quer dizer, esse pop/rock meets sintetizadores eletrônicos é algo bem característico da Ayu, e isso fica ainda mais evidente com a música se desenvolvendo e ficando tão dramática quanto qualquer single mais dramático da Ayu. Porém, essa previsibilidade de “Dreamed a Dream” tem muito mais apelo para os fãs que se cadelizam por essas farofas rockish da Ayu pois acreditam que “evolution” é a melhor música da história do J-pop, e como eu sou um desses fãs estou aqui para dizer que essa é uma das melhores músicas que Ayuzão lançou recentemente (Ok que ela não lançou tantas músicas assim nos últimos 4 anos mas vocês entenderam).

O PV traz Ayu enfrentando uma ventania no meio do nada, cantando a música e convocando seus homossexuais para bater cabelo na segunda metade do PV. Daí começa a chover, pois Ayu é uma balzaquiana safada que está antenada no que outras balzaquianas safadas estão fazendo ao redor do mundo, e ela e seus dançarinos começam a dançar na chuva até a música acabar. Aleatoriamente rolam umas cenas dela vestida de freira, e se isso fosse K-pop a fanbase já teria desenvolvido 420 teorias sobre como Ayuzão está enfrentando o cristianismo rezando pelos LGBTs terem o direito de dançarem descamisados na chuva. Mas é J-pop e é avex trax, então provavelmente só botaram essas cenas para o vídeo não ficar numa mesma estética e falar que se deram o trabalho de fazer algo mais elaborado mesmo. Não é lá o PV mais memorável da Ayu, mas levando em conta que ela estava lançando PVs onde o orçamento era um aluguel de quarto de hotel e uma luz balançando, temos um avanço aqui.

Eu não estou esperando que Ayu lance a coisa mais alternativa e fora da curva na carreira dela hoje em dia porque, bem, não vai rolar. A fanbase japonesa quer essas coisas que Ayu lança desde 2001 para continuar seguindo a lenda e tacam pedra quando solta algo minimamente mais moderno, então eu só fico feliz quando ela não resolve lancar baladas de 5 minutos e investe nessas fritações roqueiras, pois pelo menos nisso ela me entretém demais. “Dreamed a Dream” dá aquela energia que estava faltando nesse comeback da Ayu, mesmo que ela já tenha passado essa energia em vários singles anteriores.

3 comentários em “Ayumi Hamasaki sonha um sonho e dança na chuva com “Dreamed a Dream””

  1. Pop-rock bem “animesco”: confere
    Vídeo esbanjando cafonice: confere
    Vocais esganiçados porém cativantes: confere

    Caramba, Ayu está de volta do jeito que a gente gosta!! Espero que voltar a gravar músicas não comprometa a audição dela, mas se não comprometer – e se ela voltar com mais músicas nessa vibe -, a gente agradece!

    Curtir

    1. E com Ayu de volta ao estilo old-school, será que podemos ter esperanças de que a avex faça o mesmo com a Kumiko, trazendo ela de volta pra fase piranhuda dela? Fica a torcida!

      Curtir

      1. Mas Kumi meio que voltou pra fase piranha, afinal ela lançou aquelas GET NAKED e STRIP que são o puro creme do rampeirismo. O problema é que acho que foi só um lampejo de vida da vadia ero-kakkoi que sobrou dentro dela. Tbm fico na torcida, mas não acho que ela vá voltar totalmente com esse conceito (tomara que eu esteja errado e ela lance um 12 Days of Christmas 2.0 cheio de rampeiragens).

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s