Jellyfish enterra de vez um gugudan que já estava morto há anos

Desde a noite de ontem estava rolando uma discussão sobre o futuro do gugudan por conta das integrantes removerem o nome do grupo de suas redes sociais, com algumas delas deixando de seguir perfis oficiais do grupo. E não demorou muito para a Jellyfish confirmar os rumores e anunciar oficialmente o fim do gugudan:

Eu poderia falar no título que esse grupo estava morto desde o nome que não teve uma alma pra falar que achou decente, e o debut horroroso acabou piorando tudo…

… Mas não vou falar que isso, afinal o grupo foi recentemente enterrado né. De qualquer forma, o gugudan não durou muito: Debutou em 2016, lançou 3 EPs e 2 singles, debutaram duas sub-units de nomes, huh, “interessantes” (SEMINA… Parece que eles estavam pedindo por piadas de nível questionável com esse nome), e estava inativo desde o final de 2018 quando lançou a ótima “Not That Type”.

Um outro problema com o gugudan foi a participação muito bem sucedida de algumas integrantes no Produce 101, em especial a Sejeong que foi um dos grandes destaques não só do programa como também do I.O.I. Depois que voltaram as atividades normais a Jellyfish nunca se esforçou em fazer os stans da Sejeong acompanharem o gugudan junto, e depois de um tempo parecia que a Jellyfish estava era tentando desvincular a garota do grupo de tanto que promoviam a gata sozinha. Óbvio que nada disso é culpa dela, mas acho que a Jellyfish percebeu que o gugudan não ia render muita coisa mesmo e então focou no golpe de sorte que foi a popularidade da Sejeong.

No comunicado oficial a Jellyfish falou que vai dar todo suporte para as carreiras individuais, o que basicamente significa que eles vão continuar promovendo a Sejeong direitinho, enquanto a Sally vai se virando e fazendo dinheiro na China e as outras… Bem, boa sorte pras outras, né. Apesar do gerenciamento horrível o grupo ainda serviu muito nos dois últimos singles e parecia engrenar no nível CLC de “Grupos injustiçados que só 30 pessoas fora da Coreia se importam pra valer” (Mas não foi), então fica aí as memórias de uma carreira curta que alimentou algumas playlists por aí.

Nota do blogueiro: “The Boots” um hino injustiçado e muito melhor que “A Girl Like Me”, lidem com isso.

16 comentários em “Jellyfish enterra de vez um gugudan que já estava morto há anos”

  1. Eu tambem nem me surpreendi com a nota. Eu acho que foi mais falta gerenciamento da jellyfish que nunca souberam como controlar a popularidade de duas integrantes famosas, se tu parar para analisar, a única ex IOI que de fato progrediu e se deu bem foi a Chungha? Eu sinto isso, a Somi em menor escala_ já que ela virou tipo uma persona_

    Veremos como vai ser o que vai acontecer né, com as outra duas.

    Curtido por 1 pessoa

  2. ClC e DIA tb tão com os dias contados…Pelo menos a Jellyfish não segurou as meninas por tanto tempo e agora algumas podem tentar arrumar a vida (se bem que depois de dois anos paradas elas já devem ter seguido em frente).
    E pensar que eu ia viver pra ver a terceira geração dando disband…

    Curtir

  3. Eles demoraram tanto pra oficialmente dar o disband acho que pq até a empresa esqueceu q as coitadas existiam, a bonitinha lá ex ioi já tem uma carreira solo e não morre de fome, as outras que lute mas eu torço bastante pra Sally pq chinês quando se enfia em carreira no kpop sempre se fode com a falta de atenção dos coreano, mas acho que ela se enfiou em um dos 300 programas chineses tipo produce e que fique muito famosa, view no hit boots q uma canta e as outras apenas respiram no microfone 😗😗😗😗

    Curtir

    1. O produce camp é o produce chines oficial na verdade kkkkkk A Sally chorou muito, mas conseguiu debutar e elas estão indo MUITO bem, se continuar assim, a vida da gata tá feita.

      Curtir

  4. Não tem uma Mina nesse grupo que também é famosinha? Tinha visto uma nota que a gata empoderou milhares na Coréia por ser gordinha no produce e mesmo assim entrar pro grupo, depois secou tanto que dava pra fazer duas dela com o peso que perdeu. Se é verdade eu não sei, mas que eu vi… ah se vi.

    Curtir

Os comentários estão encerrados.