Cosmic Girls é o novo girlgroup ganhando vaga nas playlists da The Week de Seul com “Unnatural”

Quem acompanha o blog já deve ter notado que eu não ligo tanto assim para o que o Cosmic Girls lança. O motivo é que nada delas me fez gostar do grupo, no melhor estilo “Elas lançam umas músicas legais mas se eu ouço umas 5 vezes é muito” (Com exceção de “Babyface” que foi um vício que tive por um tempo aí). Quando elas anunciaram o comeback com “Unnatural” eu já fui ouvir sem expectativas para fazer post… E aí eu me choco com elas finalmente fazendo uma música para a minha playlist:

Já tivemos alguns girlgroups apostando nessas farofas eletrônicas de boate com mais atitude, acompanhando visuais e coreografia mais poderosos. Lovelyz, Weki Meki, TWICE, GFRIEND são alguns exemplos disso, e agora temos o WJSN seguindo o mesmo caminho. Até concordo que isso tira um pouco da identidade das garotas cósmicas (Afinal elas estão indo pelo mesmo caminho que as outras), mas eu não tenho do que reclamar não. A sonoridade assinatura delas pouco funcionava comigo e eu adoro esses trabalhos pop/dance mirando nas baladas europeias que os girlgroups de K-pop resolveram mirar, então eu aproveito músicas como “Unnatural” muito bem.

O que mais me empolga em “Unnatural” é que o Cosmic Girls conseguiu uma música não tão óbvia para mim. “Unnatural” tem uma estrutura parecida ao que a gente já ouviu no K-pop mais atual, mas a execução é interessante o suficiente para me fazer curtir a música. Talvez o fato das garotas cósmicas nunca terem entrado no meu radar ajude nessa “surpresa” que eu tive ouvindo “Unnatural”, mas essa música traz uma sensação única ouvindo, com todas as nuances (Tanto nos vocais quanto no instrumental) sendo deliciosas. Cada transição, mudança de ritmo e vocal mais forte que entra na faixa me agrada, fazendo de “Unnatural” uma música divertida e dançante, ao mesmo tempo que tem uma energia mais emotiva e sentimental. Me anima ouvir essa música, e eu faço questão de ouvir de novo e de novo.

Se a música traz umas coisas que me surpreendem ouvindo, o MV é o 101 do que os girlgroups com mais verba estão fazendo desde 2019. Isso em si não me incomoda e não deixa de ser um belo acompanhamento visual para a música, mas é curioso notar que ninguém no K-pop atual está caracterizando um personagem ou criando uma persona para os MVs hoje em dia. A direção tá falando “Aqui os figurinos e vocês sabem a coreografia, vão lá e sejam gostosonas que o resto é com a gente” e vão com o que tem. Isso é bom para os idols (Na 2ª geração o que não falta é idol reclamando de conceito e personalidade fabricada que a empresa impôs para vender mais), mas acaba criando esse universo de vídeos parecidos entre si. No fim do dia o que importa é que a música é ótima, então o MV cumpre o seu papel.

“Unnatural” é a melhor música da vida do WJSN? Provavelmente não. “Unnatural” é o single que mais se encaixa na minha playlist e vai se tornar a minha favorita do grupo? Absolutamente sim. Eu estou amando essa música desde que ela foi lançada e vai render muito na minha vida até o próximo girlgroup surgir com a mesma farofa de The Week daqui a 2 semanas, mas as garotas cósmicas nunca me prenderam tanto a atenção quanto nessa música, e talvez seja um início para eu começar a acompanhar o que elas podem oferecer de agora em diante.


Hidden gem: New Me

Eu estou vendo muita gente aclamando “New Me” como a maior música desse álbum, e eu vou concordar com esse pessoal pois essa música é um hino mesmo. “New Me” acompanha a onda do synth oitentista (Que é outra que bate ponto no K-pop quase toda semana) numa pegada mais lenta e hipnótica, sendo uma daquelas músicas que você deixa de fundo enquanto faz reflexões profundas sobre sua vida deitado na cama, deixando o ritmo fluir e, pouco a pouco, indo mais fundo no universo que essa música quer te levar. Não me decidi se “New Me” é melhor que a title desse EP, mas é uma música que merece toda a atenção do mundo.

5 comentários em “Cosmic Girls é o novo girlgroup ganhando vaga nas playlists da The Week de Seul com “Unnatural””

  1. as garotas cósmicas ganharam muito espaço na minhas playlist com o tempo, mas sem dúvidas unnatural faz muito mais por mim que todos os outros lançamentos, saio satisfeita

    Curtir

  2. não curti mt o single, mas new me é boa dms

    Acho que no ínício elas tinham um apelo forte na questão cosmica e pá, seria legal vê-las voltando ao conceito

    Curtir

  3. Eu não gostei não, sorry. Eu até gosto de batidão também, inclusive os exemplos que tu citou aí eu ainda escuto na minha playlist.
    Mas sei lá, achei que os vocais delas ainda soaram meio fofinhos e morninho, não teve aquela linha de impacto pra jogar cabelo.

    Curtir

Os comentários estão encerrados.