Review Retrô: Quando Kyary Pamyu Pamyu viralizou como a “Lady Gaga japonesa” com “PONPONPON” (2011)

O ano era 2011. As pessoas viviam normalmente suas vidinhas, o K-pop começava a criar um nicho que lotava galpões e estacionamentos, a Lady Gaga que você Nasceu Desse Jeitinho, todo mundo vivia normalmente suas vidinhas. Eis que surge uma fofa lá no Japão, com visuais chamativos e efeitos não convencionais, lançando uma música extremamente fofa e açucarada: Kyary Pamyu Pamyu debutava oficialmente no J-pop com “PONPONPON”, e o mundo PAROU para assistir:

Tá, PARAR o mundo pode ser um exagero, mas geral queria saber quem era essa garota.

“PONPONPON” é o debut oficial da Kyary no J-pop e o primeiro single do EP “Moshi Moshi Harajuku”. Na época, Kyary era a nova aposta de Yasutaka Nakata, aclamado produtor da música eletrônica responsável por Capsule e Perfume, e existia uma certa expectativa em cima dessa estreia no mundinho J-pop. Acontece de tudo nesse MV: Olhos voando por todo canto, coração pulsando, bichos de pelúcia, efeitos para quase todos os movimentos de Pamyuzão, a tia da cantina arrasando na coreografia, uma explosão de cores, torradas e tudo mais que você pode imaginar. Nada nesse vídeo é exatamente coerente e são 666 coisas acontecendo por segundo, mas prende a atenção de qualquer um simplesmente pelo fato de querer sabia o que ela faria no segundo seguinte. E toda essa extravagância apocalíptica acabou conquistando não só o Japão, como viralizou no mundo inteiro.

Quando “PONPONPON” viralizou, a mídia ocidental já tratou de chamar a garota de “Lady Gaga japonesa”, pois a Gaga estava no auge dos conceitos extravagantes e visuais chocantes e qualquer uma que apostasse numa estética mais expressiva e chamativa seria comparada a ela por aqui. Porém, qualquer um que acompanhasse a cultura japonesa (ou a carreira da Gwen Stefani) já pegava a moda e referências de Harajuku, local em Tóquio muito conhecido pela moda única e estilo extremamente característico. Kyary é uma grande entusiasta desse estilo de moda, e resolveu adotar toda essa estética e ampliar para o absurdo, criando o MV de “PONPONPON”.

Não existe roteiro, coerência ou alguma coisa com sentido acontecendo, e essa é a magia não só do vídeo como também da música. Quem ouve “PONPONPON” e essa sonoridade tão kawaii e vibrante nem imagina a mensagem complexa e motivacional que a letra possui, e isso faz o trabalho completo ganhar (ainda mais) camadas. A ideia de viver sem arrependimentos, confiar em seus sentimentos e explodir essa energia louca em PONPONPONs e WAYWAYWAYs, que não fazem nenhum sentido mas estão ali para isso, pois pensar demais pode te impedir de viver o que você quer viver. “PONPONPON” quer que você viva além da razão, bote tudo para fora e seja feliz.

Quando eu assisti e ouvi pela primeira vez láááá em 2011, eu pensei “Meu deus que viagem maravilhosa”. Claro que com 14 anos eu não tinha essa linha mais crítica de hoje em dia, e eu via “PONPONPON” como uma grande viagem de ácidos que, de alguma forma, me encantava. Era muito divertido assistir “PONPONPON” em 2011, pois era um negócio totalmente fora da curva e magnético: Começava a tocar, eu botava no repeat. Se algum gif aparecesse para mim eu me sentia na obrigação de assistir o vídeo, e isso era muito louco. Com tanta exposição compulsória a um produto tão exagerado acabou me deixando de saco cheio por um tempo, mas depois que me recuperei eu voltei a apreciar essa música. “PONPONPON” é um número muito divertido, o instrumental é cativante e o trabalho com os vocais da Pamyu ficou muito bom nessa música. Como música, “PONPONPON” é um acerto que consigo curtir muito até hoje (Mas com moderação).

É até triste ver que a música viralizou de uma forma tão superficial por aqui (“Olha só, tem uma japonesa fazendo umas fofurinhas com um visual absurdo que nem a Lady Gaga”), mas pelo menos os japoneses aproveitaram essa música e transformaram “PONPONPON” em um grande hit. Talvez não seja o maior hit dela, mas é de longe o mais memorável da carreira de Pamyuzão e uma das grandes referências da da música japonesa para o mundo fora do nicho de músicas de anime. Para uma modelo que decidiu se arriscar como cantora, “PONPONPON” foi um grande acerto para Pamyuzão, que deu muito certo por muito tempo sendo a artista que botava a moda de Harajuku no topo dos charts.

6 comentários em “Review Retrô: Quando Kyary Pamyu Pamyu viralizou como a “Lady Gaga japonesa” com “PONPONPON” (2011)”

  1. Já ouvi falar que a intenção dessa música era levar esperança e alegria aos japoneses depois da seriende terremotos que ocorreram por lá em 2011. será que procede??
    Esse clipe foi realmente um viral. lembro de vários sites grandes falando sobre o clipe, e o pessoal mandando o link do clipe pelo orkut.

    Curtir

    1. Provavelmente sim, na época dos terremotos saíram várias músicas para transmitir força e apoio aos japoneses pois foi muito grande aquilo

      Curtir

  2. Isso daí é a cara do evento de anime que fui em 2011 e no ano seguinte. Ela era a sensação, todo mundo curtia j-pop e o clipe passava sem parar nas banquinhas de coisinhas_ tinha até umas meninas que se fantasiavam da Kyary_ que saudades daquela época inclusive.
    Quem acompanha realmente a cena japonesa viu que ela não tem nada de Lady Gaga, acho mais fácil a Lady Gaga ter pegado referências.
    PS. E alias, a Kyary ainda faz sucesso? Faz tempo que não vejo muita coisa relacionada a ela e etc, antigamente aparecia sempre nas minhas coisas, talvez o algoritmo tenha mudado sei lá.

    Curtir

    1. Ela não hita mais como cantora (a carreira de modelo vai muito bem) e a própria nem vem lançando muito material tbm (1 música por ano tá ótimo)

      Curtir

  3. Por onde anda ela?? Um beijo pra ela
    Com 12 anos eu ficava assistindo ponto KPOP esperando um clipe da Kyary passar… foi assim que conheci Twice e descobri que tinha diferença sim entre Coreia e Japão…momentos

    Curtir

  4. Eu considero PONPONPON a filha da icônica lambada eletrônica Love or Lies, que o Nakata lançou a um ano atrás dessa. Aliás, #freeToshiko, já que Nakatão mantem ela no porão até hoje

    Curtir

Os comentários estão desativados.