O BTS autorizou dançar um descarte horrível do Ed Sheeran com “Permission To Dance”

O BTS lançou hoje o single físico de “Butter”, e ele acompanha uma nova música do grupo chamada “Permission To Dance”. Eu achei que essa música morreria como b-side para os fãs e tal, mas aí veio o lançamento do MV e pelo jeito esse vai ser o novo single global do grupo, então vamos ver o que rolou aqui:

Não dá pra negar que o Ed Sheeran está envolvido nessa música, pois já nos primeiros segundos é notável que isso é uma daquelas músicas pau mole levemente animadas que o próprio grava, chama de pop music e inexplicavelmente domina as rádios de todo mundo. Aí temos o retorno da letra good vibes e descontraída que eles estão transformando em marca nos Estados Unidos, dessa vez sobre não se importar com os outros e não precisar de permissão para dançar, o que é legal em “Butter” mas, aqui, não funciona tão bem.

O principal problema de “Permission To Dance” é que ela é uma música negativamente boba. Ela não é uma música que me deixa feliz, não tem um refrão forte que me faz cantar junto ou um instrumental relevante que me faça querer dançar sem vergonha. Não existe nada em “Permission To Dance” que dê a volta e torne a faixa divertida, e são 3 minutos de uma bobagem que não leva ninguém a lugar nenhum. Entendo perfeitamente o que eles queriam fazer com essa música (Até porque eles fizeram a mesma nos outros singles em inglês), mas no meio de “Permission To Dance” eu já estava de saco cheio de ouvir isso, o que acaba com qualquer pretensão que a faixa tenha comigo.

O que aprendemos com “Permission To Dance” é que o BTS não precisa aceitar qualquer colaboração com artista ocidental para sair nas notas da Rolling Stone. Eu tenho certeza que o Ed Sheeran recusou lançar essa música por conta própria e repassou para o grupo simplesmente pela onda de fãs que engolem qualquer bobagem com o nome deles, resultando nessas tracks com cara de descarte vendendo mais pelo nome e não por ser uma faixa legal. E mesmo que os singles em inglês do BTS não sejam os mais ambiciosos do mundo, “Permission To Dance” ainda soa como um erro bobo. Realmente não precisamos de uma permissão para dançar essa música, o problema é achar quem quer dançar isso aí.


Outra coisa que é bem mais ou menos e você tem permissão de acompanhar é esse blog. Siga o Pop Asiático.jpg no twitter e fique ligadinho nos posts que sempre saem por aqui: @popasiaticojpg

13 comentários em “O BTS autorizou dançar um descarte horrível do Ed Sheeran com “Permission To Dance””

  1. Pra mim o único problema de Permission to Dance é o autotune, mas de resto a música tem um clima bacana, e achei a letra bem melhor que a de Butter, que é um negócio insosso sobre ser atraente e conquistar alguém numa festa

    Curtir

      1. se eu quiser ver gente cantando com autotune eu abro o clipe da mc loma

        autotune só é legal em quem tem uma voz podre de ruim igual a momo do twice, aquilo dali estraga qualquer música

        Curtir

  2. Nossa coitado deles, é nítido a insatisfação de uns no MV gravando essa porcaria. Sem contar nesse orçamento que custou 5 centavos pra Hybe. De um grupo com coreografia impecáveis em BST, pra em 2021 tá fazendo dancinha de Tiktok

    Curtir

  3. A música mais sem graça do que as outras. Vou ser franca_ eles tão virando um grupo xarope polido americano ou inglês.
    Agora não sei se é por causa que o povo americano gosta dessa coisa, eu tô achando mais polido e menos inventivo que o kpop_ não aquelas coisas que metem bate panela e um mano faz voz grossa_ mas sim aquela mescla de estilos.
    E putz, se Ed Sheeran já é sem graça_ não gosto das músicas dele_ imagine um descarte.
    PS. Só acho engraçado esses caras querendo um pedaço de dinheiro em cima do kpop sendo que anos atrás ninguém iria colaborar. Não estou criticando, mas em alguns casos as músicas que eles desovam consegue serem as mais sem graça. Pode prestar atenção, sempre é de fraco pra ruim. Concordo contigo, BTS precisa disso não pra criar notinhas, aliás, nenhum grupo na minha opinião.

    Curtir

  4. Ao meu ver, infelizmente, o BTS está virando um grupo com músicas muito simples e ruins. Desde sempre, as músicas são fortes e as coreografias marcantes. “Dynamite” entregou bastante até por ter um vibe retrô e alegre, tirando os raps que foram quase anulados. “Butter” já veio meio bléh, uma música que não me levanta a não ser para desligar o volume. Uma letra repetitiva e a coreografia mais ainda. Agora veio “Permission to dance” pra rebaixar tudo de vez. Música muio fraca, nada marcante. Qual a necessidade de colocar os *rappers* para cantarem com as vozes cheias de autotune? Os meninos possuem uma potência vocal incrível que foi desperdiçada nessa música. Coreografia bem ruinzinha, poderia ser mais forte mesmo descontraída com o ritmo da música. Estão apostando o grupo com músicas péssimas em inglês, pois sabem que as fãs engolem tudo, independente se é ruim ou não, e isso os ajuda a subir nos charts.

    Curtir

    1. Tradução do texto : Bla bla bla nhem nhem nhem mi mi mi

      Os caras do bts não tão nem aí se vcs tem raiva de autotune kkkkk

      Curtir

  5. Não tem nada de impressionante nesse textão todo

    Qualquer um consegue ser machão metendo o pau em uma musiquinha besta de um grupo modinha.

    Curtir

Os comentários estão desativados.