Choi Yena segue sendo a emo mais feliz do revival do pop/rock com “Smartphone”

Choi Yena conseguiu um viral bem interessante no início do ano com “SMILEY”, sendo um bom hit para a cantora que a destacou da safra de ex-IZ*ONE que viraram solistas. Hoje ela fez seu primeiro comeback com o 2º EP com “SMARTPHONE”, e a faixa título servindo como single naturalmente segue o conceito do debut e tenta dar uma turbinada nessa pessoa feliz e colorida porém rockeira e emo:

“Smartphone” segue o mesmo caminho de “SMILEY” e é mais um pop/rock fofinho, animado e alegre, com uma energia vibrante e adorável e vocais mais carismáticos por parte da Yena. Tudo que dá certo em “SMILEY” é turbinado em “Smartphone”, soando como uma versão 2.0 com uma guitarra mais forte no lado rock e um batidão mais potente no lado pop. A Yena funciona muito bem como a patricinha rockeira, dessa vez se divertindo com as relações virtuais e a distância, com Yena divertindo no seu mundinho dentro do próprio quarto com seu smartphone. É uma letra que funcionaria muito bem nesses tempos de pandemia que parece nunca acabar, e aliado ao instrumental cria mais um single divertido e despretensioso para a seguir o caminho que “SMILEY” criou para o sucesso da Yena.

Infelizmente, esse upgrade parece um pouquinho demais e “SMARTPHONE” acaba sendo, em vários momentos… exagerada. “SMILEY” dosa melhor essa energia e se torna um single que me traz felicidade e realmente me dá um sorriso no rosto, mas é uma linha muito delicada que esse debut conseguiu acertar e fazer desse um pop contagiante. “SMARTPHONE” acaba ultrapassando essa linha, e chega a ser um pouco irritante de ouvir. O batidão dos versos com o vocal mais sóbrio da Yena é até legal, mas quando ela sobe o tom no instrumental acho que passa do ponto e o resultado não fica tão viciante quanto deveria ser, e aí tem sempre um ou outro detalhe que não faz essa música ser grande. “SMARTPHONE”, em sua base, faz tudo certinho, mas tem uma ou outra coisa que faz esse single ir mais longe do que deveria e que o resultado final acaba tentando demais ser simpática ao invés de naturalmente ser simpática.

A fórmula da Yena é bastante efetiva e facilmente viralizável, pois ela entrega singles cheios de alegria, serotonina e felicidade, que nos dá vontade de fazer danças malucas e sorrir bobamente para tudo, dando vontade de expor toda essa boa energia ao público. Porém, “SMARTPHONE” acaba exigindo um pouco demais de mim, e a música fica um pouco cansativa para eu querer ouvir de novo e de novo. Talvez eu não esteja no mood certo e num momento mais leve e menos sério essa música talvez cresça comigo mas, por enquanto, ouvir “SMARTPHONE” uma vez já foi o bastante.

4 comentários sobre “Choi Yena segue sendo a emo mais feliz do revival do pop/rock com “Smartphone”

  1. acho que esse single seguiu a formulinha de SMILEY até demais… em todo momento eu ficava comparando as partes das duas músicas (tipo verso, refrão, bridge) e notando que tudo se repete… até o rap “dark” no segundo verso (só que sem a BIBI). vamo lançar pop rock, mas não precisa repetir tudo né

  2. A música é tão fraca quanto Smiley, ambas são chatas e irritantes. Smartphone é basicamente um copia e cola de Smiley.

Deixe uma resposta