Solar lança o 1º house de boate para os gays no Mamamoo com “Honey”

Dia desses eu estava pensando como o Mamamoo tem 4 solistas e nenhuma delas ainda tinha investido no conceito “gays batendo cabelo na The Week” com um house babadeiro para fazer carão e dar um close, e a Solar parecia correr desse bastão com o teaser de “Honey”. Mas hoje saiu o comeback dela e “Honey” é mesmo um grito de entrada para a playlist de boates gls:

Isso quer dizer que achei “Honey” a melhor música da história até sair a próxima melhor música da história semana que vem? Não, de primeira eu achei bem na média do que esses números house no K-pop costuma lançar (Ou seja, não é melhor que nenhuma do GWSN, por exemplo). Mas eu me conheço, essa música vai escalar horrores na minha playlist e amanhã já vai ser a única coisa que vou conseguir ouvir indo para o trabalho, pois sou uma gay básica assim e acho legal a Solar também investir nessa persona de diva pop servindo looks, coreografia e visuais bem coloridos para me entreter. Ela não tem aquele appeal de grande gostosa da Hwasa, mas aprecio o esforço de não deixar o pop para viados morrer.

Nada em “Honey” é muito comentável sem fugir daquele clichê de comentários sobre essas farofinhas house: Ela passa uma atmosfera misteriosa, os vocais mais suaves são sempre uma boa alternativa para esse tipo de som, o refrão é muito bom, os versos são legais e te deixam no clima para mostrar toda sua homossexualidade e por aí vai. A minha parte favorita de “Honey” são dos doo doo doo que surgem na faixa. É uma repetição bem básica mas bastante efetiva nessa harmonia com os sintetizadores. Se a faixa fosse um pouquinho mais longa (Pelo amor de deus parem com essa mania de músicas com menos de 3 minutos) ela provavelmente seria mais impactante, uma vez que teria uma bridge que tenho certeza que agregaria muito ao refrão final, mas não está ruim assim. “Honey” não é o 1º e nem será o último house do K-pop, mas é um estilo que eu curto e a execução faz a Solar ganhar seus pontos como diva pop. No fim do dia, é um bom comeback.

“Honey” é uma faixa bem legal, que continua a jornada da Solar como uma solista que não é a favorita de ninguém mas todo mundo vai curtir. Se “Spit It Out” é meio incompreendida, “Honey” tem um som mais fácil de curtir, familiar e que acerta mais as massas com uma farofa house carismática e divertida. Esse comeback da Solar acaba sendo um entretenimento legal para o público, que pode desviar a atenção do Mamamoo ser um grupo meio morto e continuar focando no potencial de solistas que esse grupo possui.

Um comentário sobre “Solar lança o 1º house de boate para os gays no Mamamoo com “Honey”

  1. Esperamos que a solar siga a vibe boate gay por um bom tempo até porque o mamamoo já tem uma cota pra cada minoria possível.
    Hwasa : Gostosas injustiçadas que sofrem por serem gostosas.

    Wheein : Gostosas de cafeteira que só querem seu Starbucks

    Moonbyul : cota couro e street style.

Os comentários estão desativados.