Year End 100: As melhores faixas de 2019 no Asian Pop (55-41)

Ei, você, que está aí entediado nesse réveillon sem nenhuma festinha pra ir ou só esperando os fogos estourarem para pegar caminha e tirar sua primeira noite de sono em 2020: Venha curtir a quarta parte das melhores músicas de 2019 no Asian Pop na opinião desse que vos fala e dar aquela encrementada na sua playlist desse ano que está prestes a acabar (Ou não, né). E na posição de número 55 temos…

55. Mamamoo – HIP

Depois do projeto de 1 álbum por estação do ano eu estava meio saturado de Mamamoo, e aquela “gogobebe” foi quando eu senti que o grupo infelizmente não estava mais colando comigo… Até elas lançarem “HIP” e eu sentir que voltei a ter vida por elas. Eu ainda acho que HIP mais soa como follow up do debut da Hwasa esse ano do que como single do Mamamoo de fato, mas é fato que esse é o melhor single delas desde “Starry Night” e o tipo de música que só o Mamamoo faz funcionar e você não imagina outro girlgroup lançando.

54. RIRI – luv luv (feat. JUNOFLO)

Olha aí a RIRI servindo R&Bzão anos 2000 como se fosse uma versão japonesa da Ariana Grande no Yours Truly e trazendo o Junoflo a tira colo numa dessas parcerias Japão/Coreia que ninguém conta em um dia existir. Será que daqui há alguns álbuns a RIRI também vai pesar a mão no bronzeamento e alcançar o topo das paradas lançando um álbum de traps que nem sua ídola? Só o tempo vai dizer, mas “luv luv” está aí mostrando que talento não falta e o Japão mais uma vez caga pra isso pois prefere hitar a Aimyon.

53. Chi Pu – Em Noi Ahn Roi

Se tem uma coisa que não consigo dispensar é de um popzão funky. Posso até enjoar em um ou outro momento, mas batidinhas bem marcadas, os instrumentos de sopro dominando a faixa e todo um desenvolvimento de música de diva retrô que resolveu se adaptar aos dias atuais… Possivelmente é a referência mais batida de todas as referências de uma diva pop mas isso ainda é muito bom todas as vezes que ouço, e essa Chi Pu serviu tudo isso esse ano pronta para acompanhar na minha playlist de bops do gênero ao lado de “Trouble” da Kriesha Chu, “I’m Not Yours” do Girl’s Day e etc

52. Tiffany Young – Run For Your Life

Achei muito legal que a Tiffany olhou pros gays que aclamaram “Magnetic Moon” e pensou “Ah então é isso que vai me dar o pink stream deles? POIS TOMEM ENTÃO MAIS UMA FAROFA DE BOATE THE WEEK QUE ESTAVA NA GAVETA DO GARIBAY”. Só isso explica a existência de “Run For Your Life” com essa letra chapadissima e esse instrumental de fazer voguing acompanhado do 16° modulador de voz usado na carreira solo da ex-SNSD, e honestamente, que ela siga nesse ritmo em 2020.

51. FLOWER – Stranger

FLOWER foi um desses grupos japoneses que eu sempre nadei contra a maré já que nunca fui muito fã desse pop teatral que era a marca delas e que todo mundo aclamava, mas o último grupo do grupo acabou fazendo o meu tipo por ter algumas faixas que fugiam do padrão como essa “Stranger” que é um EDM controladissimo para não engolir os vocais melódicos da Reina, no melhor estilo de faixa dance que te faz dar uma sofrida ouvindo também. Só não estou contando com a Reinão entregando esse tipo de som daqui pra frente já que ela sempre pareceu obrigada a servir esses bops no FLOWER/E-Girls e prefere mais harmonizar em cima de umas baladinhas mais soft, mas vai saber o que ela vai fazer agora que está (Oficialmente) solo né.

50. AB6IX – Breathe

Eu ainda tenho minhas ressalvas pela poczinha do Wanna One ter virado boyzinho no AB6IX, mas adoro essa atmosfera imersiva que essa “Breathe” tem com os meninos preocupados em cantar ao invés de bancar o gostosão como quase todo boygroup de segundo escalão funciona, e o refrão ofegante/gemidissimo é o ápice da coisa. Claro que esse instrumental seria melhor aproveitado na voz de qualquer quarentona coreana que ainda estivesse afim de fazer carão e contratar uns gays pra fazer voguing, mas isso não muda esse ser o melhor debut de um boygroup em uns bons anos de K-pop.

49. AOA – Come See Me

O Queendom ter ressuscitado o AOA para (Pelo menos) mais um EP rendeu uma alegria ainda maior quando elas lançaram “Come See Me”. Em algum lugar da internet eu vi que essa música é quase que o retorno do Brave Brothers nas produções do grupo de tão farofa pronta que a música é, e eu não tenho como discordar disso, assim como parabenizar o AOA por essa escolha. Qualquer grupo poderia lançar “Come See Me”, mas nem todas saberiam servir a magia que as garotas bonitas do AOA conseguem servir.

48. Koda Kumi – k,

Eu adoro quando a Kumi inventa de lançar essas músicas mais desbocadas pois força a lenda a ser trash e brincar com suas habilidades sem precisar forçar essa persona de badass trap bitch que ela vem apresentando nesses últimos álbuns. “k,” é despretensiosa, divertida e leve, sem muitos exageros ou invenções. É longe de ser algo essencialmente novo pra Kodão, mas fugir do óbvio em uma ou outra música ultimamente vem sendo a melhor coisa que ela consegue fazer.

47. CLC – Show

Sim, mais uma música do ótimo EP do CLC pra convencer vocês de que elas pegaram a única bomba possível para lançar como single. E se “I Need U” não tem lá muita cara de single se tratando de Kpop, “Show” já seria ideal para o grupo lançar sendo uma farofa mais fora da caixa girl crush, mantendo aquele gimmick non sense delas de ser pau pra todo conceito musical sem soar como carta repetida. Mas deixando a amargura de lado 2019 foi de longe o ano mais aproveitável musicalmente pro CLC (Os outros singles que o grupo lançou são bem legais também), e elas tem muito mérito por isso.

46. Bvndit – Dumb

O Bvndit debutou esse ano com a proposta de usar todas as demos que a Chungha não usou ao longo dos anos, o que gerou coisas questionáveis (como a música que elas usaram como debut) mas, no geral, rendeu a elas um bom ano de estreia. O grande destaque delas em 2019 foi seu último lançamento, “Dumb”, que eu tenho certeza que seria uma faixa pop meets tropical pra encher o Flourishing mas a MNH viu potencial pra virar single e jogou pras bvndidas. Talvez eu tenha botado essa faixa um pouquinho alto perto de outras faixas mais, hum, únicas que já rodaram antes por aqui, mas fazer o quê se eu simpatizei com a Chungha em forma de grupo.

45. Hwasa – TWIT

Sim pela Hwasa servindo grande gostosa pop ao invés de alguma bobagem pedante que as suas irmãs de Mamamoo serviram, sim por TWIT ser um popzão maldoso e sensual pronto para saliências e maldades da preferência, sim para todo o pacote promissor que a cantora entregou com esse debut. Se Hwasa sozinha lançar un single por ano na mesma qualidade de TWIT teremos uma vitória grandiosa todo ano.

44. Misako Uno – Black Cherry

Esse álbum solo da Misako Uno me pegou de surpresa pois depois de uns singles fraquíssimos eu não dava nada para o que o “Honey Stories” poderia render. Daí ela me surge com essa música típica de barzinho de filme old school com toda uma interpretação sensual e ousada sendo uma persona não só diferente do que ela vinha fazendo solo como também do que ela costuma entregar no AAA. Isso é ouro menina, foca nisso e bate perna do AAA de vez (Não que ela precise sair já que o grupo mais parece como uma reunião de solistas do que um grupo mesmo, hoje em dia).

43. GeeGu – Moonlight

Talvez essa seja uma das músicas que mais cresceu na minha playlist desde o lançamento, indo de “Ah, legal pra essas nugu aí” para “Meu deus elas são uma das nugus do ano com esse hino como eu deixo de amar isso”. Eu sei que a onda Tropical/Dancehall já encheu o saco da maioria de vocês, mas quando essas lindas fizeram isso melhor que a maioria em “Moonlight” chegou um momento que me senti na obrigação de valorizar o esforço e a excelência. Tá aí um grupo que merecia bem mais do que 8 conhecedores da existência delas.

42. TWICE – Feel Special

Eu adorei essa evolução e sofisticação que o TWICE teve em 2019 na sua discografia, onde finalmente o grupo alcançou um novo nível e passou a entregar releases que vão além do bonitinho, chegando a algo realmente impactante. “Feel Special” é uma mistura quase que perfeita do pop vibrante e colorido que o grupo já entregava com o house mais maduro dando todo um diferencial que eu não sabia que cairia tão bem nas mãos delas. É uma pena que 2019 foi um dos anos mais baixos pra idol pop na Coreia e essa delícia flopou feio pros padrões do TWICE, mas fica minha torcida de que seja daqui pra cima em 2020.

41. Hien Ho, Phuc Bo – Can Xa

Mais farofa vietnamita, yay!! Essa Can Xa é basicamente segue aqueles moldes de farofa clássicos, com versos mais simples e lentos, um pré-refrão crescente e entregando o batidão que vai vir no refrão/drop totalmente psicodélico que funciona muito bem aqui. Basicamente uma produção do Teddy pra algum ato da YG só que a Hien Ho fez de um jeito que simplesmente matou os dois véios coreanos na abacaxizada deixando a faixa ótima ao invés de uma merda inaudível. Um grande trabalho.

E por hoje é só. Como último post de 2019 eu agradeço a todos vocês que acompanharam e/ou voltaram a acompanhar essa minha jornada de blogueirinha de Asian Pop esse ano com novo blog, nova cara e o mesmo bom e velho espírito de fundo de quintal. Foi muito bom voltar a escrever em todos os dias possíveis e, embora eu ainda sinto que não estou 100% nisso de escrever pra blog, acredito que diverti alguns momentos na vida de vocês leitores. Que 2020 seja um ano tão bom ou, de preferência, bem melhor que 2019 foi para vocês e que todos consigam mais conquistas e realizações nesse novo ciclo que se inicia. Obrigado a todos vocês por tudo esse ano e que venha muito mais no ano que vem.

3 comentários em “Year End 100: As melhores faixas de 2019 no Asian Pop (55-41)

  1. Gente não entendo como todo mundo odeia Egotistic e Gogobebe, para mim são muito superiores a Starry Night (que apesar de boa me dá preguiça na metade da música)

    Mas enfim, muito obrigada por reviver o blog, com certeza fez meu fim de ano muito mais feliz! Obrigada também por me apresentar a Jolin Tsai, que vem se tornando um dos meus atos asiáticos preferidos (quem diria que eu iria de capopeira a cêpopeira kkkkk)

    Bom ano novo, que 2020 traga novas farofas para serem exaltadas (ironicamente ou não)!!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s