Year End 100: As melhores músicas do Asian Pop em 2021 (Parte 3)

Entre a última parte desse Top 100 e hoje o blog conseguiu ampliar seu público com leitores que ficaram emocionados com a minha capacidade de esculhambar 19 farofas diferentes para descer o pau em uma música do Kep1er. Então essa terceira parte do Top 100 é mais um teste para ver se esse público segura a minha mão quando falo BEM de músicas ou só vão frequentar aqui quando o pau tiver torando na timeline. Além disso, mais 15 músicas muito legais de 2021 são mencionadas nessa parte, e alguma delas com certeza vai agregar sua playlist porque olha, muitas flopadas são mencionadas nessa parte:

70. Yu Serizawa with DJ KOO & MOTSU – Everybody! Everybody!

A coisa mais legal do Japão ser um país extremamente apegado com tradições e o passado de sua cultura é que inevitavelmente uma gostosa vai soltar um eurobeat crocantíssimo como se estivéssemos no auge de 1995 ao invés da decadência epidêmica de 2022. A gostosa da vez foi essa tal de Yu Serizawa que chamou esses tais de DJ KOO e MOTSU para lançar essa farofa eletrônica saída direto das gavetas de 1990 da avex, e “Everybody! Everybody!” acaba sendo uma viagem no tempo em 4 minutos e meio muito divertida e emocionante. Talvez você novinha que não se importa muito com essas velharias não sinta a batida, mas você é mais velha de guerra que já consumiu metade das coisas que Tetsuya Komuro já desovou para o J-pop vai ouvir essa música e pensar “Que coisa datadíssima e icônica.

69. KEEMBO – Whatever

O álbum do KEEMBO é uma delicinha, mas o grande destaque da dupla de ex-SPICAs em 2021 foi o último single delas até aqui, “Whatever”. Eu tenho um apreço por músicas de cafeteria de Seul que pelo menos tentam ser descoladas e legais ao invés de meras músicas de fundo, e “Whatever” tem isso no saxofone mais deslocado, na bateria ditando o ritmo mais suave e fresh da faixa e nos vocais das meninas que servem personalidade e melodia. “Whatever” é uma faixa extremamente agradável e eu sinto uma satisfação enorme ouvindo a Boa e a Bohyung trocando vocais prazerosos desse jeito. Com sorte a dupla segue firme e forte queimando todas as demos que estiverem bobeando no pen drive do Sweetune.

68. fromis_9 – WE GO

A formula pop funky do fromis_9 que deu muito certo em “Feel Good” seguiu dando certo em “WE GO”, carro chefe do grupo em 2021. O sucesso veio? Não (apesar delas meio que virarem as rainhas do bgm da Gaon alcançando o #1 naquele chart), mas a qualidade permaneceu numa faixa de verão extremamente doce e refrescante, acompanhado do MV mais criativo do ano. Eu não me importava muito com o fromis_9 até um dia desses, mas recentemente elas vem me provando que acharam seu brilho como grupo de K-pop e vem rendendo músicas ótimas como “WE GO”, que não é a favorita de ninguém mas deixa todo mundo feliz com um ótimo trabalho e o MV mais criativo de 2021.

67. PUFFY – ESSAFOSSA

O Puffy (Ou Puffy AmiYumi, como a dupla é conhecida pelos desenhos do Cartoon Network) fez o seu comeback com o 1º álbum de estúdio em 10 anos, e ele é muito legal. Qualquer dia desses eu destaco o quão legal esse álbum é, mas por enquanto eu vou aclamar a minha faixa favorita nele: “ESSAFOSSA” é um rockzão meio folk que traz um conforto de ouvir pois é daquele tipo de rock mais suave e positivo, onde elas cantam sobre aproveitar a vida e seguir em frente pois elas estarão lá para nos acompanhar nessa jornada muito louca. “ESSAFOSSA” é uma faixa que me guia para ser uma pessoa melhor e limpa todo o caos dentro do meu coração, fazendo com que seja muito forte em dias que só quero uma música para desestressar. (Ah, se gostarem dessa música recomendo procurarem a discografia das PUFFY pois esse é o som assinatura da dupla).

66. G.E.M – Superpower

A G.E.M não rendeu aquele baladão que mude a minha vida em 2021 (Na verdade rendeu, mas simplesmente não estava naquele mood para me apegar a essa delícia aqui), mas não é que a gatinha resolveu surpreender indo na onda do disco pop e entregando um número delicioso e viciante. A música é praticamente aquela “ALIEN” da Lee Suhyun mas com temática de se vingar do macho traidor ao invés de uma mensagem de autoaceitação como a fofa do AKMU usou no debut solo (Até o gimmick dos alienígenas foi usado aqui), e o vocal mais maduro e forte da G.E.M deu um belo tom para a música, que ficou bem expressiva e memorável desde a primeira ouvida. “Superpower” é um single que a G.E.M praticamente fez para se divertir e dançar uma faixa pop, e eu  me deixo levar me divertindo junto com toda essa despretensão.

65. Kyary Pamyu Pamyu – DODONPA

Eu não dava absolutamente NADA para esse álbum novo da Pamyu até que foi saindo cada música icônica nele que eu fiquei impressionado com o “Candy Racer” no final. Um dos destaques nele é justamente algo que estava sentindo falta no Nakata: Um farofão abstrato com Kyary chapadíssima mandando uns barulhos sem sentido pronta para estourar nas raves de beco mais questionáveis de Tóquio. “DODONPA” é nada mais do que Kyary mandando um “beatbox” (?!) e repetindo umas sílabas com o farofão estourando no fundo, e isso é glorioso demais para ser ignorado. Isso é Kyary nas raízes do absurdo e o Nakata mostrando que estava a flor da pele em 2021.

64. Yuki – My Lovely Ghost

Timbre questionável não é um desafio para o artista japonês. Cantoras das mais diferentes vozes conseguem produções muito legais que combinam muito bem e criam trabalhos únicos, cheios de identidade e com uma cor especial entre os artistas com timbres mais amistosos. Essa YUKI, por exemplo, tem um vocal extremamente diferenciado que não funciona com qualquer coisa, mas esse funky pop de “My Lovely Ghost” não só deu certo como criou uma faixa original e memorável dentro do seu nicho. Não é fácil segurar uma música de 5 minutos de uma forma tão prazerosa assim, mas a Yuki conseguiu isso com “My Lovely Ghost” e vale a pena experimentar e se aventurar nos vocais únicos dessa mulher.

63. GWSN – Like It Hot

Do mesmo jeito que refrões ruins podem matar músicas boas, refrões ótimos podem elevar músicas OK em vários níveis. É o caso de “Like It Hot” do GWSN: A primeira leva de versos é bem passável, um pouquinho estranha até, mas quando o refrão entra eu fico “UAU isso é a melhor coisa que eu já ouvi” e acaba valorizando toda a música na minha playlist. Conta também o fato de eu ter adotado o GWSN como um grupo nugu injustiçado que merece toda a atenção possível, mas “Like It Hot” realmente tem aquela atmosfera mágica e hipnótica que me deixa encantado ouvindo.

62. IU – Flu

A IU deve ter escutado muito “Send My Love (To Your New Lover)” da Adele para gravar “Flu”, mas que bom que ela mirou numa das poucas músicas acima da média daquele 25 para alimentar sua persona hipster com esse popzinho desbocado e sussurrado que a IU costuma acertar muito bem. “Flu” se vende muito bem como algo diferente para a cantora, ao mesmo tempo que é “”alternativo”” é confortável e perfeito para uma artista como a IU cantar. Hoje a IU é uma das artistas mais versáteis e inteligentes da música pop, e “Flu” é uma grande prova disso.

61. DALsoobin – Sign

A música de piedade que deram para a DALsoobin no Miss Back (Porque ela sempre ficava no quase nas provas do programa mas nunca era escolhida pra gravar as músicas oficiais) acabou sendo a melhor e mais memorável faixa do programa por ser um revival do sexy concept que nós gays que vivemos o auge do movimento “gostosas sofrendo de shortinho no K-pop” sempre aclamamos quando uma gata tem a audácia de fazer isso em 2021. Além disso, “Sign” é muito bem feita e os gemidões da Subin são perfeitamente bem colocados nessa música, que traz a sensualidade e provocação ideal para transformar essa música em algo cativante. Uma pena que o Miss Back não reviveu ninguém com o público, mas foi legal ver a Subin e as outras meninas se realizarem nos palcos do programa.

60. Yukika – Insomnia

De todas as faixas low profile que a Yukika desova umas 4 vezes no ano, “Insomnia” é a minha faixa favorita. Ela segue a mesma vibe relaxante e reconfortante que os city bops dela costumam seguir, mas algo nesse instrumental é mais, huh, “mágico” que o habitual e eu me sinto muito tranquilo ouvindo essa música. Todos os meus problemas desaparecem ouvindo “Insomnia”, e eu só preciso de uma cama para dormir enquanto escuto essa linda canção. Se a Yukika quer ser a rainha do City Pop coreano, ela está no caminho certo para isso.

59. Everglow – Pirate

2021 não foi um ano muito legal para o Everglow na minha playlist pois, além da tenebrosa “First”, muita coisa que eu goatava do grupo envelheceu muito mal. Mas as fodonas mais empoderadas do Top 300 do Melon se redimiram nesse final de ano entregando uma das farofas mais crocantes de 2021. Não tem um momento que “Pirate” te deixe respirar, pois o instrumental é muito bom, o autotune é muito bom, as viradas de ritmo são muito legais e o ritmo acelerado da faixa é sensacional. Se fosse lançada um pouco antes com certeza estaria mais alto na lista, mas espero piratear muito nesse pancadão em 2022.

58. Elva Hsiao – Naked Truth

A Elva Hsiao lançou o seu último álbum “Naked Truth” como se estivesse se livrando de um encosto, mas é um álbum com faixas pop muito aproveitáveis que desceu muito bem comigo no final do ano. Um dos destaques desse álbum é a faixa título “Naked Truth”, que é um disco pop bem emotivo e sincero onde Elva canta como se estivesse no limite da emoção, apaixonada e vivendo sua verdade nua e crua. “Naked Truth” é uma faixa inabalável, logo na primeira guitarra você já sabe o que vem e quer muito isso, e a música passa por um refrão delicioso que me deixa até triste em saber que essa é provavelmente a última faixa pop que ela deve lançar na carreira. De qualquer forma, “Naked Truth” é uma linda canção.

57. Momoland x Chromance – Wrap Me In Plastic

Eu ouvi isso aqui muito mais do que deveria em 2021. A letra de “Wrap Me In Plastic” é beem questionável, a farofinha não é lá das mais fortes e o autotune deixou metade das integrantes com a mesma voz de vocaloid de terceiro escalão japonês, mas ainda assim deu certo comigo a ponto de cantarolar o refrão e fazer a dancinha o ano inteiro. Não sei se “Wrap Me In Plastic” funciona como música ruim que dá a volta e fica bom ou se é só uma música ruim que me dá um prazer culposo e delicioso de ouvir (Além da JooE estar lendária de tão gostosona nesse MV mesmo se vestindo como uma gay de Interlagos que ouve Arca), mas “Wrap Me In Plastic” foi uma das músicas que mais ouvi em 2021 então merece essa menção tão alta aqui no meu Top 100.

56. Ailee – New Ego

A Ailee resolveu lembrar dos tempos que ela era artista e a Beyoncé coreana em seu novo álbum e serviu jazz pop chiquerrimo com muitas notas altas como se estivéssemos no auge dela com a fanbase em 2013/2014. Isso é um problema? Definitivamente NÃO, pois rendeu “New Ego” que é a melhor música da cantora em ANOS e me faz sentir a maior diva pop da história ouvindo. Espero que esse gerenciamento novo da Ailee tente emplacar de novo a diva pop que ela era em outros tempos, pois “New Ego” mostrou que ela tem gás para isso.

4 comentários em “Year End 100: As melhores músicas do Asian Pop em 2021 (Parte 3)”

  1. tô contigo no “ter adotado o GWSN como um grupo nugu injustiçado que merece toda a atenção possível”, e que o mv de “we go” foi bem criativo. sign da dalsooobin foi tão boaaaaa (ela é uma excelente artista e fico na expectativa por mais músicas dela que não baladinhas). basicamente todos os lançamentos da yukika renderam comigo, e estou esperando ver pelo menos mais alguma música dela na tua lista. fiquei surpresa que o nome do grupo é puffy, e que elas lançaram músicas novas! bem interessante, eu com certeza vou checar o álbum.

    (não deixei comentário nas partes anteriores mas saiba que espero todo ano por teu top 100, dougie!!)

    Curtir

  2. Esse álbum da Ailee tá tudo de bom, pena que ela levou muito tempo investindo em OST e esqueceu que era artista. Literalmente a xtina da asia. Pelo menos ainda é artista, diferente da IU que tá por ai lançando demo de Zedd com aquela PESSIMA Celebrity.

    Curtir

  3. eu amo como a dalsoobin vem fazendo o dela desde 2019 e mt bem feito! e eu amei 9 way ticket do fromis_9, principalmente airplane mode, mas we go realmente é mais palatável.
    ailee ARTISTA (ocasional)

    Curtir

  4. GWSN era um grupo que a galera da minha timeline e até alguns seguravam a mão e divulgavam horrores, mas acho que soltaram a mão das coitadas. Essa música delas é muito boa de verdade.
    A lista mostrou muita coisa legal, e não imaginava ver AmiYumi por aqui_ não consigo falar Puffy, falou igual no desenho_ mano, a musiquinha é muito boa.
    No geral curti as músicas da lista e sim ah, fico tão felizinha vendo Fromis_9 nas listinhas, gosto tanto das músicas delas de uns tempinhos pra cá. ❤

    Curtir

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: